Precisa retocar protetor solar no rosto de quanto em quanto tempo?

Precisa retocar protetor solar no rosto de quanto em quanto tempo?

3 de setembro de 2020 3 Por Luciana Vilela

Retocar protetor solar – saiba como e quando reforçar a proteção solar!

“De quanto em quanto tempo preciso retocar protetor solar?”

Já recebi várias perguntas relacionadas ao retoque do protetor solar, e durante algum tempo fui reunindo informações que pudessem ajudar a entender o momento certo de renovar a proteção. Como sempre, não há uma resposta que serve para todos, e a melhor resposta é o famoso: “depende”!

Depende:

  • do seu objetivo ao cuidar da pele
  • do seu grau de preocupação com fotoproteção
  • da sua rotina diária
  • dos seus hábitos
  • da exposição a que você está submetido
  • do FPS do seu protetor solar

Pode parecer complicado, mas não é tão difícil assim. Só que eu não posso simplesmente fazer este post chegando à conclusão – preciso passar os conceitos mais básicos pois você mesmo irá entender como fazer sua própria estratégia de fotoproteção.

A Fotoproteção é muito mais que usar o Protetor Solar – é uma estratégia que envolve a maneira correta de usar, aplicar e de retocar. E estratégia eficiente de fotoproteção para quem tem melasma TEM QUE incluir retoque.

 




Antes de falar do retoque, precisamos falar sobre a aplicação:

Quantidade adequada de protetor solar

Para chegar ao FPS prometido na embalagem do seu protetor solar, é preciso usar a quantidade usada nos testes de eficácia do produto, ou seja, 2mg/cm² de pele – já tem post aqui no blog explicando tudo.

Qual a quantidade de protetor solar para o rosto?

Quanto mais você chega perto do FPS da embalagem, maior será a eficiência do seu protetor solar, isso facilita o retoque.
E já que estamos falando de protetor solar, é sempre bom lembrar que a preocupação aqui é a proteção contra a radiação UV (UVA e UVB). A Luz Visível é assunto para outro post.

Como seu protetor solar funciona?

Um protetor solar é composto de:

  • Filtros UV – que podem ser inorgânicos (físicos) ou orgânicos (químicos)
  • ingredientes formadores de filme
  • ingredientes hidratantes (como glicerina, óleos, ácido hialurônico)
  • ingredientes antioxidantes e conservantes

O protetor solar é feito para formar um filme na superfície da sua pele. Muita gente pensa que ele deve ser absorvido para funcionar, mas isso não é verdade.

Quando o fabricante sugere que você passe o protetor solar 15 minutos antes de se expor ao sol, não é para que o protetor seja absorvido. É apenas para que o filme fique totalmente seco e homogêneo sobre a pele, e dessa forma ele está pronto para cumprir sua função de absorção da radiação.

O filme formado pelo protetor solar deve ser homogêneo. A radiação atinge este filme, onde os filtros UV estão prontos para absorver a radiação – em vez de chegar à sua pele, a radiação fica no filme o protetor solar.

Tanto os filtros físicos quanto os químicos funcionam por absorção. Durante muito tempo ouvimos que os físicos refletem e os químicos absorvem, mas não é verdade. Referência:

https://www.jaad.org/article/S0190-9622(16)01024-0/fulltext

Mas qual a capacidade dessa absorção? Aí entra o conceito de FPS do protetor solar:

FPS – quantidade de radiação que seu protetor pode absorver

O FPS se refere a capacidade de absorção da radiação UVB do seu protetor solar, e o FPUVA se refere a capacidade de absorção dos raios UVA. Não tem a ver com o tempo de exposição.

Existe uma definição que associa o FPS a quantidade de tempo que o protetor pode atuar: se você consegue ficar 10 minutos exposta ao sol sem se queimar, com o protetor FPS30 pode ficar 30x mais tempo exposta (ou seja, 300 minutos, ou 5 horas). Eu mesma pensava que era assim! Porém, esse pensamento não leva em consideração a quantidade de radiação a que você está sendo exposto.

Se eu estiver em casa, recebo menos radiação do que na praia.

Na praia às 9h da manhã eu recebo menos radiação do que ao meio dia.

Na praia do sudeste eu recebo menos radiação do que no nordeste. E no inverno, a radiação é menor que no verão.

Por isso, eu até posso usar um protetor solar FPS30 para ficar em casa a manhã toda sem retocar. Mas não posso ir a praia e ficar a manhã toda sem retocar! Entenderam como levar em conta só o tempo pode ser perigoso?

Mas não tire suas conclusões ainda, tem mais:

O filme do protetor solar

Como eu expliquei antes, o seu protetor solar forma um filme na superfície da pele que absorve a radiação UV. Este filme precisa ser homogêneo, existem ingredientes pra formar este filme e manter sua integridade enquanto ele está na sua pele.

Retoque do protetor solar

 




Porém, existem fatores que podem interferir na integridade deste filme, como a produção de sebo, o suor, o toque com as mãos…

Você já viu o que acontece com sua base de maquiagem durante o dia? Já percebeu como a cobertura se modifica? Ela pode esmaecer, abrir em certos pontos do rosto, acumular nos poros, até chegar a um momento em que você não enxerga mais a cobertura de base no rosto. A mesma coisa acontece com o filme do protetor solar. E quando o filme não está mais íntegro, a proteção está comprometida.

Além de entender que seu protetor tem uma capacidade de absorção de radiação, você ainda precisa saber que mesmo que você não tenha ficado muito exposto ao sol, o filme do protetor pode ter se comprometido e você precisa de um retoque para garantir a proteção.

Retoque do protetor solar

Aqui no blog eu mostrei meu exame no Reveal Imager, que faz essa leitura das manchas na pele, clique aqui.

 




 

Protetor Solar 100% físico precisa de menos retoque?

Será que a composição de filtros UV do protetor solar influencia na quantidade de retoques? Sempre ouvimos falar que os filtros físicos (inorgânicos) são mais fotoestáveis e poderiam resistir mais tempo na pele sem perder a eficácia. Por isso, era muito comum indicar protetores 100% físicos para quem tem melasma, por exemplo, por precisarem de maior segurança. Acontece que a indústria cosmética evoluiu muito nos últimos anos, muito se pesquisa sobre filtros UV que sejam mais seguros, menos potencialmente irritantes e mais estáveis. É muito comum hoje em dia encontrarmos protetor solar infantil com combinações de filtros físicos e químicos.

Os filtros UV modernos estão estão mais estáveis e menos irritantes. Além disso, eles sempre são combinados, nunca são usados sozinhos, pois um estabiliza o outro. Além disso, outros ingredientes de um protetor solar também estabilizam os filtros, como os antioxidantes e alguns ingredientes formadores de filme. Então, tudo caminha para que esta diferença de segurança/eficácia de protetores minerais e químicos seja cada vez menor.

E lembre-se: tanto protetores minerais (100% físicos) quanto os híbridos ou químicos, precisam de retoque!

Retoque do protetor: qual a indicação do fabricante?

Deu pra entender que nada é tão exato? Existem muitas condições variáveis, e para não complicar as coisas a legislação definiu por indicar um retoque que garanta a eficácia máxima do protetor durante todo o tempo em que ele está na sua pele:

RETOQUE A CADA 2 HORAS

Por que eu não coloquei essa frase logo no começo do post e acabei logo com a sua dúvida? Porque nem todo mundo vai querer ou precisar fazer isso.

Então vem comigo porque tem mais:

Se você reaplica o protetor a cada 2 horas você mantém o FPS do seu protetor na sua capacidade mais alta, ou seja, a que está descrita no rótulo. Se você usou um FPS50 às 8h da manhã e reaplicar a cada 2 horas, vai ter um FPS50 durante o dia todo.

Mas e se você não reaplicar, como fica?

Existe um estudo que mostra o comportamento do protetor solar em um grupo de trabalhadores de ambientes fechados que usaram protetor solar de manhã e passaram as 8 horas trabalhando normalmente. Após o dia de trabalho, foram analisados os resquícios de protetor solar na pele das pessoas, e a conclusão foi:

Após 2 horas, o FPS do protetor diminuiu em 16%

Após 8 horas, o FPS do protetor diminuiu em 28%.

Conclusão: para trabalhadores em ambientes fechados que aplicaram a quantidade adequada de protetor solar pela manhã, a reaplicação pode ser desnecessária.

CONTEXTO DO ESTUDO: 20 pessoas (é uma amostra muito pequena) com pele saudável (não menciona nenhuma situação específica de melasma, pessoas em tratamento de pele, usando ácidos sensibilizantes).

De quanto em quanto tempo eu preciso retocar protetor solar?

Agora sim, vamos para a parte prática. Aqui estão algumas perguntas que você deve responder:

  • Qual o seu grau de preocupação com a sua pele e fotoenvelhecimento?
  • Você tem alguma doença de pele?
  • Você tem casos de câncer de pele na família?
  • Você faz tratamento de pele? Trata manchas na pele?
  • Você usa ácidos sensibilizantes? Fez algum procedimento dermatológico recente?

Quem usa protetor solar em ambientes fechados não está preocupado em se queimar (a radiação que queima é a UVB). Está preocupado com fotoenvelhecimento, aparecimento de manchas ou câncer de pele (causados pela radiação UVA). Estas são as suas preocupações?

  • Sua pele produz muita oleosidade durante o dia?
  • Quando você usa maquiagem, percebe que ela se desfaz com facilidade? Se sim, provavelmente seu protetor solar também.
  • Você tem costume de ficar colocando a mão no rosto enquanto trabalha?
  • Você trabalha em ambientes internos ou externos?
  • Você sua muito?

Depois de responder a essas perguntas você pode definir sua estratégia de retoque. Para ajudar, eu posso sugerir:

  • Se você tem a pele clara, do fototipo 1 ou 2 (pele clara, olhos claros, queima com facilidade, nunca bronzeia), retoque seu protetor solar pelo menos 1x ao dia mesmo se estiver em casa. Se estiver ao ar livre, em exposição direta ao sol, reaplique a cada 2 horas.
  • Se você está em casa na quarentena e sua exposição é apenas indireta, reaplique pelo menos 1x ao dia se você se preocupa com fotoenvelhecimento, se trata a pele com ácidos, se trata melasma.
  • Se você se expõe ao sol só em uma parte do dia, como na ida ou volta do trabalho, retoque após o tempo de exposição. Por exemplo: passou protetor solar em casa de manhã, saiu para trabalhar, pegou ônibus, andou a pé. Chegou no trabalho, calcule 2h depois do horário que você aplicou o protetor e reaplique. Reaplique mais 1x durante o dia, no meio do expediente.
  • Na praia ou piscina, nem tem o que pensar: retoque a cada 2 horas ou após nadar.
  • O protetor esfarelou? Retoque. Se esfarelou, o filme está comprometido.
  • Seu protetor tem cor e você percebeu que você não tem mais cobertura? Retoque.

Estas são apenas sugestões. Cada um decide o que cabe ou não na sua rotina de acordo com seu grau de preocupação com a pele – tem gente que tem pânico só de pensar em exposição, outras não estão nem aí…Por isso é melhor fazer um post gigante como este e levar as informações necessárias para você definir. E não apenas dizer: retoque a cada 2 horas!

Agora que você já tem as ferramentas, hora de trabalhar: de quanto em quanto tempo você precisa retocar protetor solar de acordo com a sua rotina? Me conta aí nos comentários!