Qual melhor Protetor Solar: FPS30 FPS50 ou FPS100?

Qual o melhor protetor solar para comprar – a diferença entre os FPS

Para comprar o melhor protetor solar você precisa entender algumas coisa, não só para comprar mas também para saber como usar – sim, porque a forma de usar pode fazer com que o produto funcione ou não! Continue comigo para entender como escolher o melhor protetor solar para você.

Recebo muitas perguntas do tipo: “eu estou usando um protetor solar muito bom para a minha pele, mas ele tem FPS30 e eu acho muito baixo, quero trocar. O que você me indica?”

Geralmente eu indico: “não troque”. E hoje vou explicar porque!

Anotem isso:

O MELHOR PROTETOR SOLAR É AQUELE QUE VOCÊ USA.

Parece uma frase boba, não é? Mas entenda melhor:

Se você usa um protetor com FPS30 que te satisfaz em vários aspectos como acabamento, cor na pele, durabilidade, preço, cor, etc (tem tantos quesitos para nos agradar ou desagradar em um protetor solar, não é?) não precisa trocar de protetor só por causa do FPS, e é isso que eu quero que você entenda com este post. Se você trocar por um protetor solar FPS100 que é mais caro, mais difícil de achar, com o qual você não se sente confortável, e vai ter até preguiça de passar em algumas situações, é melhor ficar com o seu FPS30 mesmo. E tenho dados para justificar isso!

Melhor protetor solar é sempre o que tem FPS mais alto?

O FPS é um indicador usado mundialmente que indica o tempo, e não a eficácia de um protetor solar. Pense nisso! Vou dar um exemplo prático para você entender:

Qual melhor protetor solar FPS30 FPS50 FPS100

Um protetor solar FPS30:

EM RELAÇÃO AO TEMPO:

  • PROTETOR FPS30  possibilita que você fique 30x mais tempo exposta ao sol sem sofrer os primeiros eritemas devido à exposição solar (sem ficar vermelha, sem ter inflamação na pele)

EM RELAÇÃO À EFICÁCIA:

  • Ele te protege contra 96% da radiação. Para visualizar isso, imagine-se tomando sol por trás de uma peneira cuja trama está 96% fechada.

Agora vamos comparar com um PROTETOR SOLAR FPS50:

  • PROTETOR SOLAR FPS50 possibilita que você fique 50x mais tempo ao sol nas mesmas condições descritas acima;

EM RELAÇÃO A EFICÁCIA:

  • FPS50 protege contra 98% dos raios solares (de novo, lembre-se da peneira – aqui ela está só mais um pouco fechada, 2% a mais)

PROTETOR SOLAR FPS100:

EM RELAÇÃO AO TEMPO:

  • protege 100x mais tempo do que se não estivesse usando nada;

EM RELAÇÃO A EFICÁCIA;

  • Protege contra 99% da radiação.

Percebem como o maior ganho com a diferença de FPS é em relação ao tempo, e não à eficácia?

O que eu quero dizer com isso?

VOCÊ NÃO FICA MAIS PROTEGIDA AO USAR UM PROTETOR SOLAR COM FPS MAIOR.

VOCÊ SÓ FICA PROTEGIDA POR MAIS TEMPO.

E isso é fácil de resolver – com os RETOQUES!

Melhor protetor solar é o que você usa DIREITO, e RETOCA!

Aqui está o segredo: ao usar um protetor solar na quantidade adequada ( veja em “qual a quantidade certa de protetor solar para o rosto” você garante a proteção indicada pelo fabricante, tanto no FPS (em relação aos raios UVB), como no PPD (em relação aos raios UVA) e na “eficácia” (em relação a quantidade de radiação). Por isso, um protetor solar FPS30 usado e retocado adequadamente atende às necessidades de fotoproteção “quase” tão bem quanto os de FPS50 ou mais. Ênfase nas aspas, já que não posso dizer que proteger 96% não é a mesma coisa que proteger 98 ou 99%.

Aliás, vou contar uma coisa importante: na Europa, as embalagens dos protetores solares não podem destacar o FPS quando ele é maior que 50. Se o protetor solar oferecer FPS90, ele deve colocar na embalagem FPS50+

Agora eu entendo o motivo! Se eles entendem que a pessoa está protegida satisfatoriamente com o FPS50, 70 ou 90, o FPS não precisa ser o motivo principal que faça alguém escolher o produto que quer comprar, algo parecido como um propaganda “enganosa”. No Brasil, por exemplo, é proibido que uma empresa coloque no rótulo uma característica do produto que seja algo inerente ao produto, como por exemplo: “água sem glúten”. Ora, toda água é sem glúten, então não se pode colocar isso no rótulo fazendo o consumidor concluir que “só aquela água não tem glúten, as outras tem”. Da mesma forma, se um protetor solar FPS50 te protege tão bem quanto um FPS90 E AMBOS PRECISAM SER RETOCADOS, não faz sentido destacar o FPS na embalagem, induzindo o cosumidor a pensar que está MAIS PROTEGIDO com o FPS maior.

Entenderam? E tem mais:

Uma pessoa que usa um protetor solar FPS100 tem a tendência de pensar que está muito protegida e não precisa de retoque, mas precisa sim. Em toda embalagem de protetor solar existe o aviso de que é necessário o retoque:

  • se você suar
  • Se você entrar na água, nadar;
  • se você se expuser ao sol intencionalmente, como por exemplo quando vai à praia (muitos filtros perdem a garantia da estabilidade com exposição intensa ao sol).

Sem falar em uma coisa importante: será mesmo que você aplicou a quantidade certa?  ¯\_(ツ)_/¯

Ah, mas meu dermatologista nunca me indica um protetor solar FPS30!

Já ouvi muitas vezes de dermatologistas: não gosto de indicar FPS30 porque eu já sei que as pessoas não usam o protetor solar adequadamente no dia a dia. Como eles já contam com esse “desleixo”, eles indicam um protetor solar com FPS maior para garantir. Sim, um protetor solar FPS100 mal aplicado irá se comportar como se fosse um FPS30, ou algo parecido para mais ou para menos.

Seu MELHOR PROTETOR SOLAR, qual é?

Por tudo isso, o que eu quero que vocês entendam, é o seguinte: já é tão difícil, entre tantas opções de protetor solar, encontrar um produto que te atenda em tantos aspectos: tem que ter um preço que você pode pagar, um acabamento que agrade seu gosto, ser confortável, ficar bonito na sua pele, reagir bem com sua maquiagem, ter uma cor legal (no caso do protetor solar com cor), então se você encontrou um protetor solar que é tudo isso pra você, não se preocupe em TER QUE TROCAR – a não ser que seu médico indique (converse com o seu dermatologista sempre!). Lembre-se de retocar quando for indicado, e use a quantidade adequada que você consegue garantir a fotoproteção de que precisa.

Aliás, isso eu quero destacar: seu dermatologista terá a última palavra, já que ele é o médico, ele é o responsável pelo seu tratamento e entende os mecanismos da sua pele. Este post é para um direcionamento geral para quem busca um protetor solar de uso diário por conta própria, que isso fique bem claro 😉

E aí? Você já passou por esse dilema de querer trocar o protetor solar por causa do FPS? Me conte, quero saber!

 

 

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

3 Comentários

  1. ana maria
    maio 29, 2019 @ 14:29:20

    Esse Neutrogena 100 detonou minha pele. Não preciso mais que fator 30 de proteção.

    Reply

  2. Andrea
    jul 19, 2019 @ 15:06:37

    Olá! Confesso que eu já tive esse pensamento de “preciso comprar o fator 50 na próxima vez porque o 30 não deve proteger tanto assim” e me arrependi depois, hahaha. E olha que eu uso uma boa quantidade, retoco e não me exponho ao sol.

    Normalmente, quando se aumenta o fator, mesmo que seja a mesma marca, o sensorial nunca é o mesmo.

    Hoje, o Isdin Fusion Water é o meu preferido, mas é difícil mantê-lo, pois bem carinho. Mas a gente vai dando um jeitinho. 🙂

    Reply

    • Luciana Vilela
      jul 22, 2019 @ 14:10:40

      Verdade! O sensorial costuma mudar mesmo, por isso acho que não vale a pena trocar por causa do fPS. Melhor usar um protetor que a gente gosta e traz conforto e fazer o uso correto, com os devidos retoques. Bjos!

      Reply

Deixe um comentário!

*