Fiz o Peeling químico com 8% ácido retinoico – leia

Fiz o Peeling químico com 8% ácido retinoico – leia

1 de outubro de 2020 0 Por Luciana Vilela

Peeling Químico – o que é, pra que serve, como fazer?

Fiz o Peeling Químico com ácido retinoico a 8% de concentração no consultório da minha dermatologista em BH, a Dra. Amanda Araújo (contatos no final deste post). Após a avaliação da minha pele e das minhas necessidades, ela recomendou o uso deste ácido, nesta concentração, e hoje vou contar tudo sobre ele: como é, para que serve, para que tipo de pele é indicado, quais os cuidados necessários, etc.

 



O que é um peeling químico?

O peeling é uma descamação provocada por algum agente – pode ser ácido glicólico, ácido retinoico, ácido salicílico, Ácido tricloroacético, etc. Segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, esta é a definição:

Peelings químicos consistem na aplicação de agentes que destroem as camadas superficiais da pele, seguindo-se, então, da sua regeneração, com uma aparência geral melhorada. É uma forma de esfoliar e acelerar a renovação da pele. Pode ser superficial, médio e profundo. Os peelings superficiais precisam ser feitos em séries, e sua descamação costuma ser fina, enquanto os médios e profundos são realizados em aplicações únicas, com descamação mais intensa e formação de crostas. Cada paciente deve ser avaliado pelo dermatologista que indicará o melhor tratamento.

Resumindo: sai uma pele velha para dar lugar a uma nova pele, que terá uma aparência mais uniforme, mais luminosa, mais jovem.

Nossa pele já trabalha o tempo para se renovar. A cada 28 dias (em média) as células da epiderme tem um ciclo completo, desde a camada inferior, até a superior, mais externa – nesta camada mais externa é onde se acumulam (as famosas células mortas) e esse acúmulo gera uma aparência de pele opaca, sem viço, com um microrrelevo irregular.peeling quimico - esquema da pele

Fonte da imagem: site todamateria.com.br

O que o peeling faz é acelerar este processo de renovação da pele e retirar essa camada mais externa onde tem esse acúmulo das células mortas. A ação dos ácidos estimula a cicatrização da pele, e esta cicatrização forçada faz com que a pele também produza mais colágeno. Outros procedimentos também fazem isso, mas em camadas diferentes da pele, como o Laser CO2 e o microagulhamento.

Qual a indicação? Para que serve?

São utilizados para atenuação de rugas, manchas e cicatrizes; na diminuição das lesões pré-malignas como as queratoses actínicas e no auxílio do tratamento da acne.

*Site da SBD

Para cada caso pode ser usado um tipo de ácido, ou até uma combinação deles, e também uma concentração específica. Não adianta querer comprar na internet o ácido que a sua amiga usou, pois a pele dela pode ser mais resistente que a sua, e você pode se dar mal…

Como foi o meu peeling químico?

Após a avaliação e indicação do procedimento, fui ao consultório da Dra. Amanda e ela aplicou um creme com ácido retinoico a 8% em meu rosto limpo. O creme não é aplicado na área dos olhos nem na boca:

peeling quimico com ácido retinoico resenha

peeling quimico com ácido retinoico resenha

 



Ele é bem espesso e amarelo, e a gente sai desse jeito do consultório, pois ele deve ficar por algumas horas no rosto (no meu caso, foram 6h). Coloquei a máscara, saí do consultório ao meio dia, fui até o carro, dirigi, cheguei em casa e fiz todas as minhas atividades normalmente até as 18h, quando lavei o rosto e passei o hidratante. O creme com ácido retinoico do meu peeling tem 8% – o Vitanol mais forte do mercado tem 0,1%. E tem gente que acha que tem que passar Vitanol de luz apagada…

O que é o ácido retinoico?

O ácido retinoico é um retinoide, ou seja, um derivado do retinol, que é a vitamina A. Já fiz um post aqui no blog com opções de cremes com retinol, mas todos eles são cosméticos – o retinol pode ser usado em cosméticos em concentração limitada até 0,3%. O ácido retinoico não pode ser usado em cosméticos, só em medicamentos. O Vitanol A, por exemplo, que é um medicamento com ácido retinoico, tem uma ação mais potente do que os cosméticos. Porém, como é para uso doméstico, tem uma concentração limitada também – o mais concentrado tem 0,1% de ácido retinoico (ou 1mg/g). No creme que eu usei, a concentração é de 8%, veja a diferença! Por isso ele só tem indicação de uso profissional, em consultório.

E o que acontece depois?

Depois de lavar o rosto, após 2 ou 3 dias sua pele deverá começar a descamar. Existem algumas recomendações para o período chamado de pós-peeling:

  • Suspenda todos os cosméticos e rotina de skincare que você estava fazendo e só use hidratante (de preferência com ação calmante e regeneradora) e protetor solar;
  • Use sabonetes de limpeza facial com ação suave e hidratante. Evite ácido salicílico, ácido glicólico e todo ingrediente que tenha ação queratolítica (o ácido do peeling já fará esta ação)
  • Preste bastante atenção na proteção solar e aos retoques. Use FPS30 ou superior (muita gente acha que não, mas a SBD (Sociedade Brasileira de Dermatologia) e o FDA (Foods and Drugs Administration) consideram o FPS30 como alta proteção. O que acontece é que muita gente não usa a quantidade adequada, por isso os dermatologistas indicam o uso de protetores com alto FPS para compensar essa pouca quantidade usada.
  • Retoque pelo menos uma vez ao dia, mesmo se você estiver em casa. O pós-peeling é um período de tempo em sua pele estará mais sensível, é a pele novinha que está aparecendo. Esta pele é bem sensível e suscetível a manchas causadas pelo sol, então evite exposição solar. É um tempo muito importante para redobrar os cuidados, pois se você não cuidar, o efeito do peeling pode ser uma pele manchada, e não uma pele nova…
  • enquanto a pele estiver descamando, não puxe as pelinhas, deixe sair naturalmente.
  • mesmo que o médico não use ácido na região da boca, os lábios podem ressecar bastante. Mantenha uma hidratação constante no local para não rachar a pele e causar feridas.

peeling quimico com ácido retinoico resenha

 



Resultados

Após a descamação você ainda pode ver os resultados aparecendo por alguns dias, pois a pele vai se renovando continuamente. Pode acontecer de a pele não descamar – algumas peles são mais resistentes, mas isso não está relacionado ao sucesso do tratamento.

No meu caso, como a própria Dra. Amanda já havia me falado, foi um peeling leve. Esta concentração é considerada leve, para um peeling mais superficial. E como eu já estava usando um produto que também faz essa ação descamativa (o Discoloration Defense da Skinceuticals) minha pele já havia descamado em junho (um mês antes deste peeling). Mesmo assim, a textura da pele ficou muito boa, ela ficou mais fininha e uniforme:

pos peeling quimico com acido retinoico

 



Perguntas e respostas sobre peeling químico

  • Grávida pode fazer peeling químico?

Não pode.

  • Quem tem pele sensível, rosácea, dermatite, pele negra?

Sim, para cada caso tem uma avaliação e uma indicação de ácido em concentração adequada. Mas é possível fazer peeling em todos esses casos.

  • Pode fazer só no rosto?

Não, existe também a possibilidade de fazer no pescoço, colo e outras áreas do corpo onde você tenha manchas de acne, como nas costas.

  • Quantas sessões são indicadas?

Depende do seu quadro e do seu objetivo. Para tratar cicatriz de acne, dependendo da concentração de ácido que você usar, boa parte do resultado já aparece no primeiro peeling. Vai depender da avaliação e do seu objetivo. Para quem quer manter a produção de colágeno é interessante manter um intervalo regular de sessões (2 ou 3 por ano, por exemplo).

  • A descamação sempre acontece?

Não, mas isso não está relacionado ao sucesso do tratamento. Tem gente que descama muito, outras menos, e outras não descamam. No meu caso, por exemplo, que já estava usando um produto com este tipo de ação (só que mais branda), minha pele já havia descamado. Se eu não estivesse usando nada, pode ser que eu descamasse mais e meu antes e depois fosse mais perceptível, pois minha pele estaria com uma aparência mais grossa.

  • Quem já usa Vitanol diariamente precisa fazer peeling?

São ações diferentes – um é medicamento para uso doméstico, outro é um procedimento em consultório, com maior potencial de ação. Quem usa Vitanol diariamente também pode fazer peeling se quiser potencializar e ter resultados mais rápidos (os resultados da ação anti envelhecimento do Vitanol A, segundo a própria bula, é a partir de 6 meses de uso contínuo).

  • Peeling pode piorar melasma?

Existem casos em que o peeling não é indicado, pois pode piorar o melasma sim. Algumas pessoas tem a pele reativa, pode responder a ação do ácido com produção de pigmento. Por isso é muito importante a avaliação do seu médico dermatologista.

  • Pode fazer depilação no pós-peeling?

Não faça nenhum tipo de depilação no rosto até ter a liberação do seu médico. Depilar com cera quente ou fria arranca camadas superficiais da pele, mas sua pele já estará fininha por causa da ação do ácido. A depilação pode causar feridas e manchas.

  • O peeling dói?

O tempo de recuperação varia de pessoa para pessoa, também depende do ácido e da concentração usada. Durante este tempo, sua pele ficará mais sensibilizada, mas não é um período de dor, mas sim de hipersensibilidade. Como uma ardência de quem se queimou com sol, por exemplo. A ação de hidratantes com ação calmante ajuda bastante. Água termal também é um produto interessante para acalmar a pele.

Produtos que podem ser usados no pós peeling

Vou deixar aqui algumas resenhas já publicadas no blog com sugestões de produtos que podem ser usados no pós peeling.

Alguns terão ação de hidratação regeneradora:

Para limpeza da pele:

Dermatologista em BH

Vou deixar os contatos da minha médica dermatologista em BH:

Dra Amanda Araújo

Dermatologia clínica e estética

RQE 45199

Membro Titular SBD

Instagram: @peledemae

Av. do Contorno, 3800 – BH/MG 📞

(31)3241-8032 ou (31) 9.9829-5573