Ruivo Nude – como fazer?

Ruivo Nude – como fazer?

11 de março de 2020 0 Por Luciana Vilela

Ruivo Nude – meu novo tom de ruivo no Glam Appetit

Ruivo Nude é uma das várias possibilidades de cabelo ruivo que você pode ter, e até agora, entre vários tons que eu já experimentei, achei a mais democrática. Não é todo mundo que fica bem no ruivo avermelhado, nem no ruivo acobreado ou aquele bem laranjinha – e olha que eu sou suspeita pra falar pois acho todos os tons maravilhosos! Porém o Ruivo Nude tem uma vantagem: é menos “agressivo” visualmente, menos “chocante”, mais neutro. Uma boa opção de ruivo para quem teme os exageros, quem quer discrição e tem um estilo mais clássico.

Ruivo Nude - como fazer

Foto com incidência de luz natural

Ruivo Nude é tendência em 2020?

Esquece tendência! Queria muito tocar nesse assunto hoje, antes de mostrar o segredo do ruivo nude. Ruivo Nude não é novidade, há uns 2 ou 3 anos já se ouve esse termo ou algumas variações como ruivo bege. Em 2020, nas próximas estações pode ser que ele mude de nome, mas no final a ideia é a mesma, com uma mudança ou outra nos reflexos, coisas de marketing. O que importa é que existe um tom diferente, com um pigmento acobreado que é neutralizado por um tom bege, ou marrom, e se ele combina mais com você e casa com seu estilo, pouco importa se é a última novidade em coloração. O mercado é assim mesmo, tem que se movimentar e mostrar novas possibilidades a cada estação, mas você não precisa seguir todas!

Ruivo Nude – cobre + bege

As colorações ruivas tem como pigmento básico o cobre, e o resultado no cabelo pode variar entre o vermelho e o laranja. É um pigmento quente, que combina com vários subtons que podem realçá-lo ou neutralizá-lo. No caso do ruivo nude, a ideia é neutralizar o cobre com um tom de bege ou marrom, dependendo de cada caso.

Por exemplo:

Na numeração padrão das tinturas (como a usada por Wella, Loreal), minha base atualmente é 7 – Loiro Médio.

Para ficar ruiva, preciso ter o pigmento cobre, que nesse mesmo sistema de numeração é o 4. Portanto, eu posso usar a tintura 7.4 para ter um ruivo que mantém meu cabelo com a mesma base, e acrescento o cobre.

Porém, para adicionar um pouco mais de luminosidade ao meu cobre e não deixá-lo muito avermelhado, a colorista costuma acrescentar um outro subtom – o dourado. Ele ascende a cor, ilumina, e realça o acobreado não deixando que o resultado puxe para o vermelho.

Então, a tintura usada normalmente em meu cabelo é a 7.43 (aqui o 7 é a base, o 4 é cobre, e o 3 é dourado).

Para chegar ao ruivo nude em meu cabelo, quero manter esse tom de ruivo iluminado mas vou acrescentar um “véu” marrom, suavizando tudo. Nesse caso, eu acrescento o 7.0 – que é a cor base, neutra.

Eu mostrei meu exemplo, mas existem várias possibilidades. Em vez de misturar colorações você pode simplesmente escolher uma tintura que dê o mesmo resultado, porém você precisa saber qual a base do seu cabelo e entender se ele irá receber a tintura da mesma forma (pode ser que seu cabelo apresente ainda grande quantidade de pigmento da tintura anterior, e uma coisa é você acrescentar pigmento no cabelo natural, outra bem diferente é acrescentar pigmento em um cabelo que já está pigmentado, isso provavelmente não vai dar certo…).

Na verdade, cada cor natural de cabelo pode ter o seu ruivo nude – se o seu cabelo tiver base 8 ou 9, você terá o seu tom de ruivo nude que não ficará com o mesmo resultado que o meu, de base 7.

Agora deu pra entender a importância do profissional… isso pode dar um nó na cabeça de quem não entende de colorimetria. Já deu na minha! Eu já fiz vários retoques de coloração em casa, mas pela minha experiência percebi que repetir uma tintura com a mesma OX não dá o mesmo resultado por muito tempo. Chega uma hora que você tem que corrigir, pois os resultados começam a sair do que você esperava!

Hoje em dia eu não abro mão de conseguir o tom de ruivo desejado no Glam Appetit.

 



 

 

Ruivo Nude - como fazer

Foto com incidência de luz natural



Para quem o ruivo nude é mais indicado?

Como o ruivo nude pode ser usado na base natural de cada cabelo, não precisamos falar em regrinhas que combinam tons e subtons de pele com o tom do cabelo. O Ruivo Nude é bem mais democrático! Eu sugiro que ele seja usado por quem quer fazer uma transformação ruiva, mas tem medo de que o resultado fique muito extravagante, quem tem medo dos excessos, tanto para o vermelho quanto para o laranja, quem prefere algo mais natural e deseja uma mudança menos drástica. Sabe aquela pessoa que quer arriscar, mas tem medo? É este o perfil!

Já quem gosta dos tons mais vivos e dos pigmentos mais puros, deve pensar duas vezes, pois o ruivo nude é o que menos aparece em ambientes menos iluminados ou com luz artificial. Em certos ambientes, dependendo da iluminação, você enxerga o loiro médio mas custa a ver uma definição de cobre. O cobre aparece com discrição na luz natural e fica um pouco mais evidente ao sol – o sol é a luz perfeita para refletir todas os pigmentos. Então, quem quer o ruivão, aquele destaque, a chamada “raposinha”, não vai gostar desse ruivo “disfarçado”.

 


Foto em ambiente interno, com menos incidência de luz natural.

 

Salão especialista em ruivos BH

Av. Prof. Mario Werneck, 1943

Buritis – BH -MG

Fone: (31) 33789500

Whatsapp: (31) 985333583

Facebook: www.facebook.com/GlamAppetit

Instagram: @glam_appetit

Cabelo ruivo no blog

Ruivo da Marina Ruy Barbosa

Igora Royal 8.77 + 8.34 + ox30 – resultado

Igora Royal 8.77 + 8.4 + Ox20 – resultado

Majirel 8.34 + Ox20 – resultado