Meu ruivo novo no Glam Appetit

Glam Appetit tem colorista especialista em ruivo – e eu fui lá conhecer <3

Eu recebo muitos pedidos de indicação de especialista em ruivo em todo o Brasil, pois desde que fiquei ruiva em 2015 já fiz vários posts sobre as cores e tinturas nos vários retoques. Nesses mais de 3 anos ruiva uma coisa que eu aprendi é que o cabelo ruivo exige cuidados diferenciados, e quando se tem um especialista muitos problemas podem ser evitados, e o nosso cabelo agradece!

Eu fiquei ruiva no Glam Appetit, salão de beleza em BH (que é o meu salão aqui desde aquela época), mas nem sempre conseguia fazer os retoques quando vinha visitar a família, mas agora que eu voltei só cuido do meu ruivo lá, ainda mais agora que o Glam Appetit é um salão especialista em ruivo \o/  Vou contar como foi minha última visita por lá e vocês irão entender!

salão especialista em ruivo BH - Glam Appetit

Especialista em ruivo – é mesmo necessário?

Quanto mais o colorista entende do assunto, melhor. Até pouco tempo atrás era muito comum vermos especialistas em loiros, outra cor cheia de truques e técnicas, mas depois que o cabelo ruivo estourou há alguns anos, começamos a ver que muitos profissionais se especializaram nessa cor de cabelo exatamente por ela ser complexa. Depois que eu fiquei ruiva eu comecei a entender  – o cabelo ruivo também é cheio de particularidades. E por isso vou listar alguns motivos que farão você entender porque procurar um especialista em ruivos para pintar seu cabelo, principalmente se você quer fazer a transformação:

Existem muitos tons de ruivo, mas nem todos “servem” pra você

Pra começar, o ruivo é um tom que varia totalmente de acordo com a luz do ambiente, ele é totalmente mutável. Ele reflete muito a luz, não absorve, e por isso é preciso saber como fazer o seu cabelo ficar ruivo em todos os ambientes (eu mesma já reclamei aqui uma vez que só me enxergava ruiva quando estava no sol, pois dentro de casa eu só me via loira!).

Os pigmentos fazem muita diferença nos subtons de ruivo – pode ser ruivo acobreado dourado, ruivo dourado acobreado, ruivo avermelhado e por aí vai…e sem querer colocar regras pra ninguém, pois no final você pode escolher o seu tom de ruivo e ser feliz, existem os tons que são melhores para seu estilo e tom de pele. Se você quer ser a sua melhor versão, vá neles!

Um ruivo na foto do produto, outro no cabelo

Não adianta comprar uma tintura com uma foto de um cabelo ruivo maravilhoso na embalagem achando que ela vai te deixar com aquela cor de cabelo exata, porque nem sempre isso acontece. O resultado da tintura depende demais do seu tom atual e da oxidação. Por exemplo, pode até ser que aquela cor que você comprou na farmácia seja o seu tom de ruivo, mas se a água oxigenada que você usar for de 20 volumes, mas você precisar de 30 volumes para chegar àquela cor, você não vai chegar, e ponto!

Com um especialista em ruivo, você escolhe (ou ele escolhe com você) o tom de ruivo ideal, e o cabelo vai ficar do jeito que você escolheu. Quer ver?

Salão especialista em ruivo BH - Glam Appetit

Esta foto é da Renata Falcão @visagistarenatafalcao – esse é meu antes (eu estava loira!) e meu depois, que é só amor <3

Ao ver meu cabelo, e fazer alguns testes (e ver que meu cabelo estava poroso), a Renata identificou o processo que ela teria que fazer para chegar ao ruivo que eu pedi – que foi exatamente este ruivo acobreado da foto!

  • Como meu cabelo estava poroso, precisei fazer um tratamento para repor aminoácidos (vou falar dele depois, foi o Wella Fusion) para que o fio segurasse o pigmento – se eu não fizesse isso o resultado não seria o mesmo, pois seria como depositar pigmento em uma peneira.
  • A Renata fez uma mistura personalizada – se você, que tem o cabelo diferente do meu, usar a mesma mistura do potinho que a Renata fez pra mim, o seu cabelo pode ficar em uma cor totalmente diferente. De qualquer forma, vou contar o que ela usou:

salão especialista em ruivo BH - Glam Appetit

A Renata fez uma mistura da 7.73 Colour Touch da Wella com 8.0 Color Perfect Wella. Adicionou ainda um pigmento 0.44, exclusividade (!!!!), que é o pigmento cobre PURO – imagina só que riqueza! Ela mesma faz a mistura levando em conta todos esses fatores que eu falei acima, por isso não adianta dar a receita :\ E usou uma Ox30, pelo menos dessa vez (nas próximas ela disse que não vai precisar, ufa!).

Ah, detalhe: para a raiz não “estourar”, ela fez um tom a menos para essa parte. Já perceberam como em outras vezes era comum que a raiz ficasse bem mais vermelha que o resto do cabelo? Pois é, com essa solução a raiz fica compatível com o resto do cabelo (lembrando que eu tenho fios brancos).

 


Vai desbotar? Vai. Sempre desbota (aceita que dói menos) – mas agora vai demorar mais, pois meu cabelo recebeu os pigmentos certos e com mais saúde, tem tudo para segurar melhor a cor. Aí depois vamos mantendo, pois quem não nasceu ruiva e quer ser ruiva tem que trabalhar mesmo 😀 (as loiras me entendem, né?)

Depois vou contar como é o Fusion, o tratamento da Wella que deu mais saúde pro meu cabelo receber a cor que eu desejava <3

Salão de Beleza em BH – com especialista em ruivo

Av. Prof. Mario Werneck, 1943

Buritis – BH -MG

Fone: (31) 33789500

Whatsapp: (31) 985333583

Facebook: www.facebook.com/GlamAppetit

Instagram: @glam_appetit

 

Casting Creme Gloss 734 Mel Dourado resultado!

Casting Creme Gloss 734 – tonalizando o ruivo

Resolvi usar Casting Creme Gloss, o tonalizante da Loreal Paris, para tonalizar um pouco meu cabelo e aumentar o tempo entre retoque de tintura. Eu poderia fazer isso mais vezes mas não faço, não sei porque… o tonalizante sem amônia prolonga um pouco mais o intervalo e poupa o cabelo de mais química (ainda).

Recebi o Casting Creme Gloss na campanha que a Loreal fez com a cantora Izah #essebrilhoémeu e ficou guardadinho aqui, agora foi a vez de testar o brilho “gloss” e ver como é depois de muitos anos!

(eu já usei Casting quando tinha o cabelo preto e dava um brilho lindo mesmo)

Casting Creme Gloss 734 – Mel Dourado

Casting Creme Gloss 734 Mel Dourado antes e depois resenha

Casting Creme Gloss é um tonalizante, não tem amônia, e segundo a Loreal é uma coloração Nutri-Brilho, pois sua fórmula tem Geléia Real Nutritiva que deixa o cabelo com cor ultra-brilhante, proporciona nutrição intensa, deixa o cabelo macio e sedoso. Tudo isso com promessa de cobertura de fios brancos. Vamos ver então?

O modo de uso é simples, prático e rápido: basta adicionar o conteúdo da bisnaga ao “leite revelador” (água oxigenada), aplicar sobre o cabelo e deixar por 20 minutos. Após este tempo de pausa, lavar o cabelo e usar a metade do condicionador banho de brilho que faz parte do kit. A outra metade deve ser aplicada para reativar o brilho da cor após 10 dias.

Em relação a cor, o 734 é o Mel Dourado que mistura os subtons acobreado e dourado, parecido com a cor que eu uso da Majirel 8.34 (parecido no nome, não é no resultado, ok?).

IMPORTANTE: o resultado do tonalizante – e de qualquer tintura, na verdade – depende muito do tom base do seu cabelo. Se você não souber a altura do seu tom (se é 6, 7, 8, etc) procure um profissional e peça orientação. Vou mostrar o resultado e falar mais sobre isso!

Vídeo – antes e depois da Casting Creme Gloss 734 Mel Dourado

 

Casting Creme Gloss 734 Mel Dourado antes e depois resenha

 

Claro que a maquiagem ajuda, né migas! <3 Mas eu não iria me maquiar na foto do ANTES pra tirar tudo no banho, aí já seria demais 😀

Vamos lá falar do resultado:

  • Não achei que o brilho GLOSS é esse brilho todo não. Como vocês sabem, meu cabelo está ressecado e eu procuro usar produtos que deem resultado de nutrição (que dão brilho e maciez) e achei que tanto a tintura quanto o condicionador de Casting Creme Gloss não são tão potentes assim. Eu sou apaixonada pelo condicionador da Imédia, e parece que não eles não são o mesmo produto não…o da Imédia dava um efeito muito melhor em meu cabelo.
  • A coisa boa do tonalizante é ausência do cheiro de química desagradável. E o cheiro do condicionador é bem bom também, parece frutas vermelhas, cereja, algo assim.
  • Olhando a foto da caixa, eu esperava mais ruivo dessa cor! Meu cabelo está com uma base clara e tem dado bons resultados com os acobreados, mas achei que esse Mel Dourado está longe de ser um ruivo acobreado – aliás, o nome Mel Dourado realmente não sugere isso, eu que coloquei essa expectativa. Mesmo assim achei um resultado bonito, só está longe de ser o meu padrão preferido de ruivo dos últimos 3 anos.
  • Na embalagem a marca promete “ótima cobertura dos cabelos brancos”, então ok. Porque é ótima pra ser tonalizante, e não é 100%. Como a marca não promete isso não dá pra gongar.
  • Durabilidade prometida: 28 lavagens. Essa aí eu vou voltar aqui pra editar depois – e me acompanhem no stories do Instagram que vou mostrando o desbotamento! –> @luvilelapaes

Vou ficar um tempo mostrando essa cor por aí mas já estou namorando outro tom que vocês verão em breve por aqui. Mas me contem agora: já usaram Casting Creme Gloss? Como foi a experiência?

Onde comprar e preço

É fácil encontrar Casting Creme Gloss em farmácias, lojas de cosmético e supermercados. A distribuição da Loreal é bem ampla, cobre todo o Brasil, e o custo do kit é de aproximadamente 15-25 reais em média.

Mais coloração Loreal no blog:

Imédia 6.0 e 7.0

Ruivo com Igora Royal 8.77 + 8.44 + ox30

Apaixonei de vez: ruivo com Igora Royal e Ox30

Igora Royal 8.77 + 1/2 tubo de 8.4 + ox30 = ruivo perfeito! Sim, vocês devem estar se perguntando porque justo eu que já chorei as pitangas aqui reclamando do efeito da Ox30 no cabelo resolvi usar a bendita de novo – pausa pra pergunta: alguém mais fala “chorar as pitangas”? hahahahaha

LEMBRANDO: Recebi as tintura Igora Royal da Schwarzkopf da loja online Mercado da Beleza, que oferece um cupom de desconto para as leitoras do blog. Digite MULHER10 para ter 10% de desconto em suas compras!

Então eu vou falar: não tem jeito, a bicha (OX 30) é lacradora mesmo pra deixar o cabelo bonito. AND detonado. Mas dessa vez eu me precavi: usei 1 tampinha de óleo de argan na mistura, o que protege o cabelo dos danos, pelo menos um pouco…Outro detalhe: não pretendo repetir. Primeiro porque eu já sei no que vai dar, segundo porque sempre tem novas fórmulas de ruivo e eu não resisto, quero tentar!!!  Enquanto eu não decido qual será a próxima fórmula vou deixando aqui com vocês as fotos do ruivo que eu AMEI logo no dia da aplicação (isso só tinha acontecido comigo quando usei a Majirel 8.34 no retoque de junho. Aliás, se vocês compararem bem ficou bem parecido, só que hoje está um pouco mais cobre. Vejam só:

Igora Royal 8.77 + 8.4 _ ox30 - resultado do ruivo

Igora Royal 8.77 + 8.4 _ ox30 - resultado do ruivo

Igora Royal 8.77 + 8.4 _ ox30 - resultado do ruivo

Fórmula desse ruivo Igora Royal

Essa foi a fórmula dessa vez:

1 tubo (60g) da Igora Royal 8.77

1/2 tubo (30g) da Igora Royal 8.4

90ml de OX 30 – a proporção da Igora Royal é de 1:1.

1 tampinha de óleo de argan (usei Orofluido)

Pra quem pergunta como eu sei a dosagem: para a tintura eu uso uma balança digital de cozinha, e para a OX eu uso um medidor. No “olhômetro” eu  não arrisco, nem aconselho!

Acrescentar o óleo dá uma diferença incrível no trato do cabelo, podem colocar sem medo. O cabelo fica sedoso ao toque, dá pra sentir que ficou protegido.

Comparação OX 20 e OX 30

Sempre que eu retoco o ruivo eu fico na expectativa que o cabelo fique um pouco mais aberto para que o cobre fique mais realçado. Dessa vez eu consegui isso e eu acho que o fato de ter diminuido a proporção da 8.4 pela metade (na primeira vez usei 1 tubo e agora só metade) e aumentado a volumagem da Ox para 30 ajudaram:

Comparação ruivo com Ox 20 e Ox 30

Eu prefiro esse cobre do lado direito, e vocês?

OBS: observação só pra falar que estou muito apaixonada por esse retoque! <3

 

 

Vitamino Color A-OX Loreal – resenha

Vitamino Color completa – shampoo, condicionador e máscara!

Conheci a linha Vitamino Color A-Ox por indicação da Josi, educadora da Loreal que conheci no Glam Appetit. Estávamos conversando sobre o ruivo, esses cuidados todos que ele requer para que a cor fique bonita e principalmente para que se mantenha bonita pelo maior tempo possível, já que é uma cor que desbota muito rápido. Ela me apresentou essa linha da Loreal Profissional que é indicada exatamente para quem tem cabelos coloridos, e apesar de não ser nova (tem mais de 15 anos no mercado) eu nunca tinha usado. O primeiro produto que eu usei foi o spray, e agora estou com o Shampoo, o Condicionador e a Máscara. Vou falar sobre tudo!

Antes eu só preciso dizer uma coisa: minha última tintura foi no dia 01/09, e hoje é dia 19/10, ou seja ‘1 MÊS E VINTE DIAS!!!! Meu cabelo desbotou, mas MUITO MENOS do que antes, pois eu costumo retocar a cada mês e meio com o cabelo já gritando por socorro, e dessa vez vou poder deixar 2 meses!!!! Eu só posso dizer que estou cuidando com os produtos certo, não é?

Loreal Vitamino Color A-Ox - resenha shampoo, condicionador e máscara

Vitamino Color A-OX

A linha Vitamino Color foi reformulada em 2015, e agora é Vitamino Color A-OX, que remete a antioxidante, pois ela passou a ter na formulação os mesmos ingredientes usados em dermocosméticos para combater o desgaste oxidativo e fortalecer a fibra capilar (adorooo!!!). Como eu tenho dito sempre depois que fiquei ruiva, é preciso selar o cabelo e proteger a fibra para que o pigmento fique nos fios por mais tempo, e é esta a proposta da linha: prevenir o desbotamento, mantendo o tom vibrante e dando brilho ao cabelo!

Os principais componentes da fórmula dos produtos da linha são a Vitamina E, conhecidamente uma poderosa antioxidante, o Pantenol (pró-vitamina B5), um poderoso agente de hidratação que penetra profundamente nos fios, fortalecendo-os e deixando-os protegidos, e Filtro UV, para proteger os fios de um dos principais agentes do desbotamento da cor, que são os raios solares.

Shampoo

O Loreal Profissional Vitamino Color A-OX Shampoo é perolado, bem hidratante, e com aquela fragrância maravilhosa dos produtos da Loreal Profissional. Ao passar no cabelo você sente os fios sendo limpos porém sem aquela agressão dos shampoos de limpeza. Ele não espuma da primeira vez (principalmente quando o cabelo está muito sujo) mas na segunda vez dá bastante espuma e a sensação de cabelo limpo é muito boa para um shampoo não agressivo (digo isso pois geralmente não fico tão satisfeita com a sensação de limpeza que eles proporcionam, sinto falta de algo mais).

Condicionador

Loreal Profissional Vitamino Color Aox Condicionador serve para selar os fios e eu uso assim: se usar só com o shampoo, depois do shampoo (óbvio!), mas se usar com a máscara, a ordem é : shampoo, máscara e condicionador. Isso porque ele sela os fios após a máscara tratar – bom reforçar pois todo mundo me pergunta isso! Ele deixa o cabelo macio, mas não acho que o forte dessa linha seja “derreter” o cabelo, sabe? Eu tenho produtos aqui que quando uso posso até dispensar o finalizador. Não é o caso da linha Vitamino Color, pois sempre preciso de algum leave-in para deixar meus fios mais domados.

Máscara

Loreal Vitamino Color A-OX - máscara

Loreal Profissional Vitamino Color Aox Mascara é a cereja do bolo, geralmente minha opinião sobre todas as máscaras. Sempre é o produto que eu acho que faz mais efeito, então é o que eu gosto mais. Quando uso a máscara sinto o cabelo com aquela sensação de ter um filme, uma película sobre os fios. Quando ele ainda está molhado dá pra perceber isso ao passar as mãos pelo comprimento todo, é como se a mão deslizasse sobre uma fina camada protetora. Isso deve ser por causa da presença da Cera de Candelila, que cristaliza a superfície da fibra e forma uma película que protege tanto da perda de água, de pigmento e protege do calor também.


 

Além dos produtos que eu mostrei neste post, a linha Vitamino Color também tem o Spray 10 in 1, o creme para pentear, o serum, o Thermo Creme Protetor e uma versão para loiras, um neutralizador. Todos esses produtos estão disponíveis na Kutiz, loja parceira do blog, que me enviou os produtos para testar. O conteúdo do post é de total responsabilidade minha, sem interferência da loja – quem me segue há mais tempo já sabe mas sempre tenho que contar pra quem tá chegando no blog agora. 😉

Espero que tenham gostado da resenha, e se ficou alguma dúvida em relação aos produtos é só deixar nos comentários. Se eu souber respondo tudo, se não souber, pergunto pra Josi!

 

 

Igora 8.77 + 8.4 com OX20 – ruivo novo!

Meu ruivo Igora Royal da Schwarzkopf

Recebi as tinturas Igora Royal da Schwarzkopf que eu queria experimentar, as famosas tinturas que as ruivas da internet amam tanto. A loja Mercado da Beleza, em uma parceria com o blog que também dá um cupom de desconto (não viram? Tem Cupom de Desconto no Mercado da Beleza pra você!) me enviou as tinturas, as águas oxigenadas também da Igora, e o Protetor Térmico da linha Color Freeze que vai merecer um post só dele (merece!).

Eu estava super curiosa pra saber como a Igora Royal ficaria no meu cabelo, mas antes que vocês vejam as fotos já preciso contar uma coisa que quem acompanha minha saga ruiva já sabe: o primeiro dia da tintura nunca é o mais bonito, na minha opinião, mas mesmo assim o meu tá bonito (A MODESTA).

Igora Royal da Schwarzkopf

Escolhi a Igora porque a Schwarzkopf está entre as 3 melhores marcas de coloração disponíveis no Brasil, e tenho ótimas experiências com a marca. A Igora Royal é uma linha de coloração permanente, promete resultados de alta performance, alta resolução, cores intensas e máxima retenção de cor (retenção de cor é tudo que uma ruiva quer na vida!). A proporção da Igora é 1:1, ou seja, a bisnaga vem com 60g e a OX da mesma marca vem com 60ml, diferente da Loreal que eu estava acostumada a usar, que vem com 50g de tintura com ox de 75ml.

TONS: 8.77 e 8.4

As cores das tinturas IGORA não seguem a mesma numeração que eu estava acostumada também. Enquanto na Loreal o final 4 indica o subtom acobreado, na IGORA é o 7. Como eu queria uma mistura que me garantisse 100% de cobertura dos brancos, misturei com a 8.4 – o final 4 é o subtom bege, um dos subtons que são os melhores para cobrir os brancos com maior eficiência. E realmente, cobriu tudo! Usei a OX20 pois desde o ano passado estou procurando usar esse volume, já que depois de usar a OX30 por algumas vezes meu cabelo ficou muito poroso. Então vamos ao resultado!

Resultado

Igora 8.77 + 8.4 + OX20 ruivo

Igora 8.77 + 8.4 + OX20 ruivo

Igora 8.77 + 8.4 + OX20 ruivo

Incrível a diferença, não é?

Preciso comentar várias coisas sobre esse retoque do ruivo:

-Ficou mais escuro e fechado do que eu esperava, mas fui me lembrar que a maioria dos acobreados mais abertos que eu vi com a 8.77 foram com a OX de 30vol. Ou seja, com a de 20 seria isso aqui mesmo no meu cabelo!

-Já estou acostumada: por mais que eu espere que a IGORA tenha maior retenção de cor, eu sei que depois de desbotar a cor vai abrir e pela minha experiência, ficar mais bonita. Já me comprometo a fazer um novo post com o desbotamento dessa tintura, ok? Acho que poderemos ter uma surpresa, vou fazer comparação de antes e depois.

-A Igora foi a segunda tintura que deixou meu cabelo mais fechado. A primeira foi a Evolution da Alfaparf 8.4 com ox de 20, que ficou um pouco mais escuro, menos cobre e mais avermelhado. Desbotou e ficou totalmente diferente depois de 15 dias!

Ruivo acobreado com OX de 20 que eu mais gostei até hoje: Wella Color Perfect 8.4 e a Loreal Majirel 8.34. São minhas paixões até agora!

Tem resenha da Majirel 8.34 com OX 20 (a da Wella não teve resenha mas tem foto no post da minha saga ruiva)

Onde comprar IGORA ROYAL

Se você gostou do resultado da IGORA ROYAL pode comprar online no Mercado da Beleza, a loja de produtos para cabelos online que me enviou as tinturas para testar. Eles tem toda a gama de tintura profissional da Schwarzkopf, além de Loreal e outras excelentes marcas de produtos para cabelos, não só coloração.

Com o cupom de desconto MULHER10 você tem 10% de desconto!


 

Continue acompanhando o blog e as minhas redes sociais pois vou atualizar esse tom de ruivo. Daqui a pouco a cor vai abrir e tenho certeza de que vai ficar mais bonito ainda, querem apostar?

Instagram – @luvilelapaes

Snapchat – luvilelapaes

facebook.com/MulherSemPhotoshop

 

 

 

 

Cabelo de Leticia Spiller em Sol Nascente

Letícia Spiller mudou o tom do loiro!

Letícia Spiller vai estar em Sol Nascente interpretando Lenita, uma personagem rock’n roll cheia de atitude. Quando ela apareceu em sua última novela o CAT bombou: todo mundo quis saber como imitar o cabelo da atriz, que realmente estava deslumbrante na época – o corte era um long bob assimétrico, com mechas platinadas e um franjão que se integrava em camadas ao resto do cabelo, dando suavidade e movimento. Foi um estouro!

Ruivo dourado

Agora o cabelo cresceu um pouco (está um pouco abaixo do ombro) e o tom do loiro mudou, também pelas mãos do Anderson Couto, especialista em coloração, sócio do Majestic:

 

Cabelo Letícia Spiller - ruivo dourado - Sol Nascente

Anderson Couto chamou a cor de ruivo dourado, e achei que esta foto que está no seu perfil do Instagram (@andersoncouto) é a que mais aparece a mistura de loiro e ruivo desse cabelo. Ficou lindíssimo! O degradê é suave e vai do loiro mais claro até o louro acobreado. O Anderson Couto tem usado em suas clientes loiras o lançamento da Braé Hair Care, o Bond Angel – que protege os cabelos contra os danos da descoloração e permite a criação de todo tipo de loiro, até os platinados, sem danos aos fios. Contei tudo sobre ele aqui: Bond Angel – Braé Hair Care

Quanto a tintura ruiva ele não divulgou qual tonalidade usou, mas como aqui no blog eu tenho muitos posts sobre tinturas acobreadas vocês podem dar um passeio na tag RUIVO

Em muitas fotos que andei pesquisando esse efeito do ruivo dourado não aparece tanto. Pode ser por vários motivos, desde a iluminação até o fato de o acobreado ser o primeiro a desbotar…

Bom dia com a rainha @arealspiller!??? @salaomajestic

Uma foto publicada por Anderson Couto | Rio (@andersonacouto) em

Bom dia com um toque de Rock n’Roll! #VemLenita ☀️ #SolNascente #regram @mjmentretenimento Uma foto publicada por Leticia Spiller (@arealspiller) em


Uma coisa é certa: se para ter cabelos loiros e bonitos a gente sabe que é preciso muito cuidado e uso de bons produtos (como o Bond Angel, por exemplo), para ter um loiro acobreado o cuidado deve ser maior ainda devido a esse desbotamento. Mas vale a pena porque fica divino!!!

Vocês gostaram do cabelo novo da Letícia Spiller?

 

Minhas cores de cabelo – Conexão carioca

Quem nunca mudou de cabelo na vida?

Eu tenho um vasto histórico de cores de cabelo, estava aqui pensando sobre isso… Quando pensamos em falar sobre tintura de cabelo no Conexão Carioca eu logo pensei: “se eu resolver contar tudo o post vai ficar gigante!” Mas vamos lá, pelo menos vou tentar.

A primeira vez que eu me lembro de ter usado alguma coloração no cabelo foi aos 19 anos, quando decidi que queria dar uma clareada e usei um tonalizante. Não adiantou nada, mas eu fiquei me achando. Se eu me lembro bem, meu cabelo é naturalmente castanho claro (já tem tanto tempo isso que eu realmente não saberia definir, kkkk), e dava uns reflexos mais claros de vez em quando pois eu tomava muito sol nos fins de semana. Nesta foto eu tinha 19 anos e o cabelo era bem compridão:

Cabelo Virgem (ou quase)

Luciana 19 anos

Se tem alguém com cabelo virgem lendo este post já vou avisando: se eu sonhasse tudo o que viria pela frente eu jamais teria pintado meu cabelo sem precisar. Leia o post até o final e você vai entender…o cabelo nunca mais é o mesmo!

Nessa época eu não tinha muita informação sobre muita coisa. Eu sempre assinava revistas de moda e beleza e pegava as dicas e tendências que tinham nesse tipo de mídia, porque as coisas não eram tão fáceis como hoje na internet, onde se acha de tudo. E então eu ficava buscando inspirações pra mudar alguma coisa, ía lá e mudava! Simples assim!

Cabelo preto azulado (Preto Azulado da Soft Color – Wella)

Luciana 22 anos - cores de cabelo - Preto Azulado da Soft Color - Wella

Foi numa dessas influências que um dia eu resolvi pintar meu cabelo de preto azulado. Aliás, não foi tintura, foi o tonalizante Soft Color da Wella, que tinha uma cera de abelha da fórmula (ou tem ainda, não sei) que deixava meu cabelo ótimo e com um brilho lindo. GENTEEEEEE, eu AMEEEEEEI esse cabelo! Eu era novinha então a cor não pesou, pelo contrário, realçou na minha pele clara e ficou muito legal. Quando eu retocava e ele ficava com esse reflexo bem azulado aí é que ficava MUITO SHOW mesmo.

Agora pensa comigo: nessa época (1998) não existian blogs de beleza. Eu pegava as ideias e fazia, igual as pessoas fazem hoje inspiradas em blogs. Eu tinha que virar blogueira mesmo, não é?

Cabelo castanho

Depois da viagem ao preto azulado deixei meu cabelo em paz por um tempo. Aí veio tanta coisa: terminei a faculdade, comecei a trabalhar, namorei e noivei. Meu cabelo não era mais tão clarinho como antes, e eu só gostava dele grandão. No meu noivado eu tava assim:

Luciana 24 anos

Nessa época ele não estava com tintura, mas já não era mais o mesmo (embora fosse bem bonito, modéstia à parte). Eu sempre deixava os cachos naturalmente soltos, não fazia nada de escova, nem chapinha, NADA. E já usava muito produto pra cabelo, lógico!

Castanho cor 6.88 (Mel Tabaco da Imédia)

Depois que eu me casei comecei a pintar meu cabelo mais vezes, só pra mudar mesmo. Estão vendo? Sempre fui assim! Isso foi em 2002, e eu descobri um tom que ficou lindo em mim: o 6.88, Mel Tabaco da Imédia. A Aline Moraes aparecia com essa cor de cabelo e eu GAMEI. Pois é, gente, sempre fui influenciável nessas coisas!

Luciana 26 anos - cores de cabelo - Mel Tabaco 6.88 da Imédia

 

Mechas Californianas no salão

Aí veio outra moda: iluminar os fios com as mechas californianas. Na época, 2003, a Debora Secco apareceu com a novidade feita pelo Marco Antonio de Biaggi, e foi um sucesso. E eu fui atrás: (gente, eu era louca ou o que????)

Luciana 27 anos

Fiquei assim por algum tempo mas não aguentei o ressecamento dos fios causados pelas mechas. Eu não sabia direito como tratar meu cabelo assim e acabei desistindo delas. Mas ficou muito legal, e todo mundo comentava!

Gravidez – sem tintura

Luciana 30 anos

Quando fiquei grávida da Laura tive que passar a gravidez toda sem pintar o cabelo (geralmente os médicos não deixam usar nenhuma química). Como gravidez (ainda mais a primeira) é tempo de festa, a gente nem pensa mesmo nessas coisas. O pensamento fica voltado para o bebê, para a saúde, e cor de cabelo fica em centésimo plano. Mas aí começou o problema: eu comecei a ter fios brancos. E por causa deles, daí pra frente eu não deixei mais de pintar…

Por isso que hoje eu penso que se eu sonhasse que iria ter fios brancos tão cedo (com 30 anos) eu teria deixado minhas “brincadeiras de pintar cabelo” pra lá.

Depois disso, o blog

Depois disso, as minhas aventuras pelas tinturas de cabelo foram quase todas registradas aqui (desde 2011!). Mas pra resumir, foi basicamente:

Mistura do 6.0 e 7.0 da Imédia (e um tempo com a Olia da Garnier)

Usei essa mistura por um bom tempo, talvez uns 6 anos.

Cores de cabelo: mistura do 6.0 e 7.0 da Imédia

Está aqui: a tinta do meu cabelo

Msitura do 7.0 com 7.88 da Imédia

Cores de cabelo: mistura do 7.0 e 7.88 da Imédia

Saga ruiva

Desde 2015 estou apaixonada pelo meu ruivo, e acho que encontrei meu tom pra vida. (Será? Lendo este post é até dificil de acreditar, né? kkkkkkk)

Mas tem tanta história com esse ruivo que é melhor lerem tudo nos outros posts do blog!

Aqui tem um resuminho bom: 50 tons de ruivo

E meu último tom, a Majirel 8.34

Cores de cabelo: ruivo

UFA!!!!

Será que ficou tudo registrado aqui ou esqueci de alguma coisa? hahaha Bom, pelo menos a maioria está aqui sim. Se de tudo isso fica uma lição, a lição é essa: quando minhas filhas resolverem ficar pintando o cabelo só de farra eu vou contar essa história pra elas. Vale a pena? Na época sim, é tudo uma festa, é muito gostoso mudar, mas depois… a gente paga o preço, viu?  O cabelo não fica mais tão bom, tem que cuidar muito, mas muito mesmo. Não vou proibir que elas façam nada, mas vou ter muita bagagem para aconselhar. Concordam?

Agora vamos ver os posts das meninas do Conexão Carioca?

Conexao-Carioca

Patrícia Meirelles – Fuxico de Mulher

Tina Szabados – Make, Coisa e Tal

 

Majirel 8.34 + Ox20 – Retoque do Ruivo!

Majirel 8.34 – Louro Claro Dourado Acobreado

Descobri o amor em forma de tintura: a Majirel 8.34! Quem acompanha minha saga ruiva sabe que eu AMO essa marca de tintura da Loreal Professionnel, e até hoje esta foi a cor que deu o resultado mais bonito no dia da tintura. Eu explico:

Meu último retoque foi no Glam Appetit, e a Priscila usou uma mistura de 7.4 com 8.34 da Inoa. A Majirel 8.34 tem reflexo dourado que eu amei, fez muita diferença e achei o iluminado que faltava no meu ruivo. Agora fui retocar e já saí procurando de novo a Majirel porque INOA por aqui é muito difícil encontrar, e eu realmente gosto da Majirel. Encontrei a 8.34 fácil e já fui comprando mas a 7.4 foi difícil… como já precisei retocar com urgência essa semana fui só com uma cor mesmo! E não tive medo, afinal já usei a 8.4 e gostei do resultado, então acrescentando os reflexos dourados só iria ficar melhor.

Agora meu ruivo tá assim:

Majirel 8.34 + OX 20

 

Majirel 8.34 + OX 20 - retoque ruivo

 

Majirel 8.34 + OX 20 - retoque ruivo

Pela minha experiência com tinturas acobreadas, a cor da tinta nunca é a mais bonita no dia da tintura. Já tive dias de retoques em que eu torci o nariz pro resultado no dia, mas depois de 2 lavagens estava apaixonada pelo tom. É que o pigmento vermelho desbota rápido, então o ruivo tende a abrir um pouco, e isso no meu caso, me favorece. Só que com essa tintura eu gostei da cor logo no primeiro dia! Até hoje foi a que eu achei mais bonita logo que sequei o cabelo, estou até curiosa pra ver como vai ficar daqui pra frente. Como no inverno eu acabo lavando o cabelo com menos frequência acho que essa cor bonita vai durar mais, mas vou mostrando nas redes sociais como será o desenvolvimento dessa cor. É, gente, ruivo tem evolução, tem que acompanhar pra ver!

APROVEITE E VAI LÁ NO MEU INSTA: @luvilelapaes

Retoque em casa

Algumas pessoas me perguntaram no instagram se eu mesma faço o retoque em casa, e sim, eu faço quando estou em Niterói. Em BH eu faço com a Priscila Faleiro, do Glam Appetit, mas em Niterói eu mesma faço. Não dá pra aplicar somente na raiz, pois o pigmento vermelho desbota muito e ficaria muito diferente se eu não puxasse para o comprimento, então eu começo pela raiz e depois vou puxando para o comprimento, e o cabelo todo fica em um tom só. Tem que ter paciência e cuidado, mas dá pra fazer quando meu cabelo não está grande. Se ficar maior, aí complica!

Estou adorando mostrar a saga ruiva aqui no blog, espero que estejam gostando de acompanhar!

 

Inoa 8.34 + 7.4 – Retoque do ruivo!

Resultado da mistura 8.34 + 7.4 da Majirel

Quando fui a BH retoquei o ruivo no Glam Appetit, e conversei com a colorista do salão, a Priscila Faleiro, sobre uma coisa que eu queria fazer. Depois de decidir abandonar de vez a ox 30 por causa dos danos que eu percebi no meu cabelo (ressecamento, porosidade) a ideia agora é aumentar a tonalidade da coloração, já que o cabelo já está com uma base boa.

A mistura com a tintura Inoa da Loreal

Ela sugeriu que eu usasse uma mistura da Inoa 7.4 (a tintura da Loreal sem amônia que eu usei quando fiquei ruiva: Ruivo 7.4 Inoa), uma tonalidade bonita para o meu ruivo, e a 8.34 Louro Claro Dourado Acobreado. Ou seja: além do louro claro, que é a cor base indicada pela numeração 8, e o acobreado que eu quero, indicado pelo 4, acrescentou o 3 que se refere ao dourado. Entendendo melhor:

8 – altura da cor – Louro Claro

3 (1º número depois da vírgula) Reflexo principal – Dourado

4- (2º número depois da vírgula)Reflexo  secundário – Acobreado

Misturando com o 7.4, que tem o reflexo Acobreado como principal –> esse ruivo aqui:

Ruivo com Inoa 8.34 + 7.4 da Loreal

Ruivo com Inoa 8.34 + 7.4 da Loreal

Realmente a presença do reflexo dourado trouxe mais luminosidade pro ruivo. Quando estava só com o 7.4 eu percebia que muitas vezes eu não enxergava meu ruivo em certos ambientes. Isso porque o efeito do ruivo tem tudo a ver com a iluminação do ambiente. Essas fotos, por exemplo, foram tiradas em um dia nublado, na porta do salão, com a iluminação natural vinda da porta de vidro. Se eu tirasse a foto lá dentro do salão, com a iluminação artificial, o resultado seria outro! E em dias ensolarados, outro efeito. Eu já disse isso em outros posts: no ruivo, mais que em outros tons, a iluminação faz toda a diferença no efeito!

Quando eu passei a usar a Ox30 eu comecei a enxergar melhor o ruivo em ambientes internos, com luz artificial. Pode parecer bobagem, mas não é, viu? Imagine você ter a cor do cabelo que você gosta só quando é vista fora de casa? kkkkkkk Então, pra isso eu tive que “abrir” a cor, e acabei indo pelo lado mais “trágico”: aumentei a volumagem da água oxigenada, coisa que hoje eu não recomendo pra ninguém, ou então já aviso: trate bastante do seu cabelo pois o uso contínuo pode fazer um estrago! Agora, acrescentando este reflexo dourado e aumentando a altura da cor para 8 eu estou chegando sempre no tom que eu gosto (exceto quando comprei a tintura da Alfaparf, que é mais escura!!!! Não viu? Alfaparf 8.4 OX 20).

Inoa ou Majirel?

Agora que eu retoquei com a Inoa novamente vem aquele dilema, pois a Inoa não é fácil de achar por aqui, e quando acho na internet ela é bem mais cara. Aliás, a Majirel nesses tons acobreados também some do mercado de vez em quando, principalmente agora que o ruivo está bombando! Eu gostei muito da minha experiência com a Inoa, ela fez bem pro meu cabelo, gosto do fato de não ter amônia, mas pretendo continuar retocando com a Majirel por ser mais fácil de achar. Aguardem as cenas dos próximos capítulos!

Vou deixar os contatos do Glam Appetit, que é o meu salão de beleza em BH:

 

Glam Appetit – Salão Boutique

Av. Prof. Mario Werneck, 1943

Buritis – BH -MG

Fone: (31) 33789500

Whatsapp: (31) 85333583

Facebook: www.facebook.com/GlamAppetit

Instagram: @glam_appetit

Cabelo ruivo de Juliana Silveira

Juliana Silveira trocou o loiro pelo ruivo e ficou linda, veja só!

Separei as fotos da transformação ruiva da Juliana Silveira e acabei demorando demais para postar, mas mesmo atrasada quero deixar registrado aqui pois vai mais uma dica de tintura que eu achei bárbara! A atriz, que sempre foi loira, agora ficou ruiva pelas mãos de Richard Willian, beauty artist do salão Celso Kamura no Rio de Janeiro.

Cabelo Ruivo de Juliana Silveira

Como eu sempre digo nos posts em que falo sobre transformação ruiva, o resultado depende muito do tom atual do seu cabelo. Como Juliana tinha o cabelo bem loiro nas pontas e ela queria uma cor um pouco mais fechada, teve que cortar as pontas para que a cor ficasse como ela e a direção da novela queria. Ela vai participar da novela da Record “A Terra Prometida”, interpretando a rainha Kalési – a escolha do ruivo tem tudo a ver com a personagem, por isso ela tinha um tom certo como alvo: um ruivo acobreado mais fechado e não tão dourado. Além de fazer os retoques na raiz, ela terá que manter a cor com intervalos de 15 dias com um tonalizante. Sorte das ruivas que não tem que gravar novela e podem deixar desbotando, né? Ela não vai ter esse direito, tadinha! kkkkkkkk

A cor exata da tintura não foi revelada, já procurei bastante nas redes sociais do salão do Celso Kamura e do profissional Richard Willlian, mas a tintura usada foi a Ilumina Color da Wella Professionals. No perfil do salão eu vi uma dica de cor que achei linda e vou deixar aqui pra vocês:

Ruivo com Wella Illumina Color 7.43

A minha experiência com tintura da Wella foi excelente, mas foi com a Color Perfect. A cor ficou linda do jeito que eu queria e meu cabelo respondeu muito bem! Essa linha eu ainda não conheço mas achei o resultado desta cor 7.43 deslumbrante, e vocês?

Se você quiser saber mais sobre os ruivos que eu já publiquei aqui no blog, clique aqui: cabelo ruivo

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...