Dicas de Amélia: Máquina de Café Expresso Philips Saeco Poemia

8 de agosto de 2014 28 Por Luciana Vilela

Sempre que eu uso minha máquina de café expresso eu penso: como eu vivia sem isso antes? Philips Saeco Poemia

Eu gosto muito de um cafezinho… só que eu sou meio chata. Só gosto de café novo, e depois de meia hora na garrafa eu já sinto gosto de café velho, aí só se for pra tomar com leite! Chata, né?

Aqui em casa somos dois adultos, e as crianças não tomam café. Aquele café no meio da tarde eu só faço quando meu marido está em casa, pois não gosto de fazer café coado só pra mim, sempre sobra. Por isso, essa máquina de expresso foi um achado! Pesquisei bastante antes de comprar, pois já tinha visto algumas máquinas de expresso baratinhas que faziam um café horroroso. A máquina tem que ter uma pressão razoável pra fazer o café gostosinho, com aquela espuminha bonita(pra gente chata a espuminha é imprescindível!). As opções são tantas, e quem não entende muito tem que ralar pra chegar a alguma conclusão. Eu vi muitas opiniões na internet em fóruns especializados, vídeos gringos, e vi que pelo preço e pelo café que oferece, a Philips Saeco Poemia era uma ótima opção pra minha casa. Já se passou um ano, e ainda acho a mesma coisa!

A luz branca da foto é da fita de Led que meu marido resolveu colocar acima desta bancada também! Ficou ótimo, já que esse cantinho era escuro. Não viu o post? Tá aqui: Fita de Led na decoração!

Antes de falar da máquina, quero dizer que não sou barista e se tiver algum lendo este post saiba que estou falando como leiga, ok? A única coisa que me interessava era ter um café expresso gostoso com espuminha e a possibilidade de fazer um capuccino em casa.

A máquina não é grande, e aqui vai uma coisa importante a respeito desse tipo de eletrodoméstico: quem quer ter uma máquina de café expresso em casa precisa ter um lugar separado pra ela. Não é igual liquidificador ou batedeira que você pode guardar no armário e tirar na hora de usar, entende? Se não estiver à mão, você simplesmente não usa! E mais: ela tem um reservatório de água, e sempre que você arrasta a máquina, tira do lugar, esse reservatório deixa a água escapar, molha tudo. Então, pense nisso: se você tiver uma bancadinha ou uma mesa, ou um cantinho no bar, já serve, mas não cogite em deixar no armário! E ela é pequena, bonitinha, tem um design moderninho, não atrapalha a decoração. Se bem que existem máquinas menores ainda e mais decorativas, já viram?

Comprei a minha em uma promoção por cerca de R$400,00 (na época, o preço normal era R$600,00, mas hoje você consegue encontrá-la por cerca de R$450. Um preço bem razoável para boas máquinas de expresso, pois o céu é o limite. Tem máquinas muito caras por aí…

 

A primeira foto mostra a parte de cima: o reservatório de água (que pode ser removido, tem uma alça que você levanta e puxa para limpar, esvaziar, encher, etc), um acessório que serve para usar cápsulas de café, ou sachês, e o medidor de pó, caso você use o café em pó. Aquela pequena plataforma à direita esquenta quando a máquina está ligada, e você pode deixar a xícara repousando sobre ela, assim a xícara esquenta e mantém seu café quente por mais tempo 😉

Esta máquina tem esta vantagem: você não precisa ficar presa a um único tipo de café: você pode usar o pó (o melhor é usar o pó próprio para máquinas, pois a moagem e a torrefação são diferentes do café coado) ou pode comprar aquelas cápsulas, que tem a medida certa para uma xícara mas custam bem mais.

Na foto do meio estou mostrando o filtro, onde fica o pó: com uma medida eu faço uma xícara de café. Você coloca o pó, usa o próprio medidor para compactar o café, e insere na máquina, como mostra a 3ª foto.

 

Dos 3 sinalizadores do painel, a de cima (verde, que está acesa na foto) é a que indica que a máquina está ligada, a do meio é a que indica que a máquina está pronta para produzir vapor (para fazer o leite espumante para capuccino) e a última a que indica que ela está pronta para fazer o café. O botão cromado ao lado você deve girar: para a esquerda, para fazer o café, ou para a direita, para fazer o leite espumante. Para fazer o leito espumante basta colocar 1/3 de leite gelado em uma leiteira (de preferência aquelas de inox) e colocar no bico à direita da máquina, e o vapor faz o leite ficar quente e espumante, pronto para ser acrescentado ao café para fazer um capuccino <3 AMOOOOOOO!!!

 

E aí o café sai assim! 😀

Saca só a espuminha, nhammmmmm…. Eu acho tão aconchegante!

A máquina tem a bomba de pressão de 15 Bar, suficiente para fazer o café com essa espuma. Já está funcionando há um ano e não tenho do que reclamar, a qualidade não caiu nesse tempo todo. E olha que eu uso, hein? Ela sempre fica na minha bancada e constantemente sai um café quentinho aqui.

 

Eu não sei se consegui falar tudo que poderia a respeito dela, mas caso alguém tenha interesse em saber alguma coisa que eu não mencionei, pergunte nos comentários!

 

Esse post me deu vontade de fazer um bolo de fubá…