Ruby Woo da Mac

Ruby Woo da Mac

12 de abril de 2013 19 Por Luciana Vilela

Hoje vou publicar o post que eu achei o mais difícil de fazer, de todos os que eu já fiz no blog.

Sério mesmo, gente: ô batom lindo, mas vai ser difícil de passar assim lá na China.
Sempre que eu usava eu tava crente que tava ótimo, mas vai tirar foto em macro pra você ver…

O Ruby Woo foi meu primeiro vermelhão da Mac, e fui logo no mais poderoso pra estrear a cor. A primeira vez que eu passei, quase me arrependi de ter comprado: pensa numa coisa seca. Agora enxuga.

É perto do que é o Ruby Woo. Imagine-se passando um giz de cera na boca – eu nunca passei, mas imagino que seja mais ou menos a mesma coisa.

Eu tenho outros batons da Mac com esse acabamento Mate, mas pro Ruby Woo a Mac tinha que ter criado uma classificação diferente, porque, falasééééério… nenhum é mais mate que ele!

Bom, vamos descrever mais o batom, porque já viram que ele é seco, então vamos virar a página…

A cor dele na boca reproduz bem o que ele mostra na bala, é um vermelho super denso, e não classifico como vermelho cereja, tem que ser um vermelho bem mais fechado e profundo do que o cereja pra chegar nesse tom. Ao mesmo tempo, vivo…só mulher entende isso, não é?

Nesta amostra no dorso da mão, passei o batom somente 1 vez pra vocês verem a pigmentação gigante. Veja como ele já transfere muita cor em uma passada. E veja como ele “arrasta” uma massa de batom por onde passa, dá pra ver como é seco?

Esses detalhes estão aqui pra mostrar uma coisa: cuidem dos lábios com uma semana de antecedência se você quiser usar o RW. Ele deixa em evidência TODAS as linhas da sua boca, todos os defeitinhos que tiverem. E de preferência, usem um lápis para delinear o contorno da boca antes de passar. Eu não fiz isso para esse post para que somente o batom ficasse em evidência, mas já mostrei nesse post o lápis da Sephora que eu indico, tem a mesma cor e fica ótimo.

E por fim, minhas tentativas de tirar uma foto decente para mostrar o bonito.
O problema desse batom é que ele destaca tanto essa área que todos os defeitos ficam evidentes. Tirando foto em macro então, é um absurdo!

Se geralmente eu não fico satisfeita com a reprodução de cor da máquina + tela do monitor, dessa vez foi a pior. Tirei trocentas fotos, mas o problema não era reproduzir exatamente a cor, mas o efeito.
Pesquisei na internet, e a foto que eu encontrei que mais traduz o efeito do Ruby Woo ao vivo é esta:

Mesmo que a Alessandra Ambrósio não seja branquinha, dá pra ver nessa foto como o batom faz a boca saltar. É como se ele chegasse na frente, e o resto da maquiagem vem depois, isso se vier. É o tal do batom que precisa de uma pele MEGA bem feita e pouca coisa nos olhos.

Eu acho importantíssimo ressaltar que na minha opinião é muito importante cuidar do aspecto das olheiras quando se usa um batom vermelho, pois o contraste entre a boca vermelha e o olho arroxeado é fúnebre. E em se tratando de batom vermelho, ponham uma coisa na cabeça: o multipliquem por 3 o efeito do vermelho Ruby Woo.

Maravilhoso, não é?