Tag: opinião

Cosmético caro vale a pena? Como decidir comprar ou não?

Cosmético caro vale a pena? Cosmético caro x barato – como definir o que comprar? Sempre leio algo como: “que cosmético caro! Que preço absurdo! Vale a pena comprar esse cosmético caro desse jeito?” ou então: “você só usa cosmético caro”. Resolvi fazer um vídeo para falar sobre isso, espero que vocês gostem! Logo abaixo vou continuar falando sobre isso e dar alguns exemplos: Respondendo aos comentários – você só usa cosméticos caros! Eu entendo que muitas pessoas pensem que eu só uso cosméticos caros. Na verdade, quem acompanha o blog desde o começo (e tem gente que me segue desde 2010, lá atrás!) sabe como eu sempre mostrei todo tipo de produto no blog, não só porque eu usava e uso esses produtos, como também recebia de algumas marcas (como Avon, Jequiti, Granado). Depois de um tempo comecei a achar – e posso ter errado nisso mesmo – que…

Minha maquiagem mais cara – Conexão Carioca

Quanto custou meu ítem de maquiagem mais caro da “coleção”? Acho que todo mundo tem algum produto, sapato, bolsa, roupa, jóia ou qualquer coisa que seja um sonho de consumo, daqueles que a pessoa promete dar a si mesma de presente quando “for rica ou ganhar na loteria” (o detalhe é que nunca joga, mas sonha em ganhar!). Pois é, eu também tenho, mas muitos deles eu considero uma grande brincadeira, pois sinceramente se eu tivesse dinheiro sobrando hoje em dia não gastaria quase nada com coisas que são caras só por terem nome ou status. Estou falando isso tudo pois hoje o Conexão Carioca vai mostrar nossos itens de maquiagem mais caros, e eu quero aproveitar a deixa para falar não só sobre a minha maquiagem mais cara, mas também sobre essa questão do valor das coisas e nossos hábitos de consumo. Minha maquiagem mais cara Abri minha penteadeira…

Mulher com perfume masculino, pode? – Conexão Carioca

Mulher pode usar perfume masculino? O que você acha? Hoje o Conexão Carioca vai falar sobre o uso de perfume masculino por mulheres: sim, não, tem regra, e se tiver, é pra seguir? Bem, cada um tem sua opinião e aqui eu vou expor a minha! Meu perfume masculino Puxei pela memória e o único perfume masculino que eu tenho é este, o One Million de Paco Rabanne. Eu me lembro quando senti essa fragrância pela primeira vez, foi amor à primeira vista  cheirada. Ele tem todos aqueles ingredientes que se sobressaem não só nas fragrâncias masculinas mas também naquelas consideradas marcantes: madeira, um forte fundo doce e quente, âmbar (bem resinado) e o único ingrediente que eu não considero unissex, que é o couro. Esse couro não deixa dúvidas: é masculino mesmo! Enquanto algumas de vocês torcem o nariz, eu já vou adiantando: perfume é assim. Tem hora que…

FELIZ 2016!

Que tal começar 2016? Achou estranho? Eu vou explicar, calma aí. Quis fazer este post pois eu precisava ter lido alguma coisa assim há algum tempo atrás. Eu nunca fui tão procrastinadora quanto agora, mas acho que isso é um mal do século. Sabe aquela mania de deixar tudo pra depois? Claro que não dá pra fazer isso com os compromissos imediatos, principalmente de trabalho, mas em algumas áreas da vida nós temos a péssima mania de fazer isso: deixar pra ligar para aquele seu amigo depois, deixar pra ficar mais tempo com a família depois, deixar pra fazer aquela visita depois, deixar pra começar a dieta depois – de preferência na 2ª feira. Vai deixar pra janeiro? Quando eu trabalhava com arquitetura minha área era arquitetura de interiores, e quando chega início de outubro todos que trabalham com isso já sabem: em outubro o ano acaba. Não adianta encomendar…

Vamos falar sobre dinheiro?

O que você faz com o seu dinheiro não é da minha conta, mas… Eu me preocupo com isso. E vou te contar porquê. Desde que comecei a me interessar por blogs, lá pelos anos 2007, 2008, eu vi uma oportunidade diferente de conhecer os produtos que eu via nas revistas e nos comerciais de TV. Sempre me interessei muito por revistas de moda e na mídia feminina, e sempre busquei informações em todas elas. Mas sabemos que uma coisa é o que vemos na propaganda, outra é o que vemos em casa, depois de comprar o produto. Por isso a possibilidade de ver os mesmos produtos da propaganda nas mãos (e na pele, e no cabelo) de uma pessoa igual a mim era muito interessante! Como eu sempre tive que trabalhar muito para conseguir comprar as minhas coisas eu sempre procurei pesquisar bastante antes de comprar qualquer coisa – aliás, até hoje eu faço…