Soliale Oil Control Theraskin protetor solar – resenha

Soliale Oil Control é um ótimo protetor solar para pele oleosa!

Adorei descobrir o Soliale Oil Control da Theraskin para poder mais uma boa opção de protetor solar para pele oleosa. Ele nem estava na lista dos 20 protetores solares para pele oleosa que eu coloquei há tempos no blog pra vocês terem uma ideia. Testei o produto nos últimos dias e gostei bastante do que vi, vou passar todas as informações agora:

O Solialie Oil Control é da Theraskin, marca que conheço pouco mas pelo pouco que conheci através dos produtos da linha Cetrilan eu respeito bastante. Eu usei o protetor com FPS30 mas também tem com FPS50.

Oferece proteção UVA e UVB, uma textura em gel creme (vou falar sobre a “espalhabilidade” ali na frente), sem deixar resquício branco ou esfarelar. É não comedogênico, não acnegênico (isto é, não causa cravos nem acne), é hipoalergênico, e protege o DNA celular.

Soliale Oil Control Theraskin protetor solar pele oleosa resenha

Soliale Oil Control – experiência na pele oleosa

Não peguei dias extremamente quentes usando o Soliale mas consegui perceber uma ótima performance na pele oleosa. Na hora de espalhar tem um segredinho: ele vai secando a medida em que você espalha. Por isso eu achei melhor ir aplicando e espalhando por partes, dividindo o rosto em áreas, pois ele seca muito rápido e assim eu garanto que não ficou nenhuma área do rosto sem ser protegida.

Depois que seca ele deixa a pele com toque seco e mate – forma uma camada sequinha e com toque levemente aveludado – achei muito parecido com o acabamento do Minesol Oil Control da Roc, lembra em vários aspectos. Ah, também usei com maquiagem e achei que não deu nenhuma incompatibilidade. Como eu usei a versão com FPS30 preferi usar em dias de menor exposição solar, os dias em que eu sabia que iria passar a maior parte do tempo em casa, e o FPS30 deu conta da proteção. Fiquei bem curiosa pra usar o FPS50, o Soliale tem tudo pra ficar na lista dos meus protetores solares favoritos para pele oleosa.

Onde comprar e preço

Vejo sempre os produtos da Theraskin em farmácias e lojas de cosméticos, não é difícil de ser encontrado. Em uma rápida pesquisa encontrei o Soliale Oil Control FPS30 por um preço médio de 50-60 reais, e o FPS50 entre 60-70 reais, embalagens com 50g.

 

 

 

Casting Creme Gloss 734 Mel Dourado resultado!

Casting Creme Gloss 734 – tonalizando o ruivo

Resolvi usar Casting Creme Gloss, o tonalizante da Loreal Paris, para tonalizar um pouco meu cabelo e aumentar o tempo entre retoque de tintura. Eu poderia fazer isso mais vezes mas não faço, não sei porque… o tonalizante sem amônia prolonga um pouco mais o intervalo e poupa o cabelo de mais química (ainda).

Recebi o Casting Creme Gloss na campanha que a Loreal fez com a cantora Izah #essebrilhoémeu e ficou guardadinho aqui, agora foi a vez de testar o brilho “gloss” e ver como é depois de muitos anos!

(eu já usei Casting quando tinha o cabelo preto e dava um brilho lindo mesmo)

Casting Creme Gloss 734 – Mel Dourado

Casting Creme Gloss 734 Mel Dourado antes e depois resenha

Casting Creme Gloss é um tonalizante, não tem amônia, e segundo a Loreal é uma coloração Nutri-Brilho, pois sua fórmula tem Geléia Real Nutritiva que deixa o cabelo com cor ultra-brilhante, proporciona nutrição intensa, deixa o cabelo macio e sedoso. Tudo isso com promessa de cobertura de fios brancos. Vamos ver então?

O modo de uso é simples, prático e rápido: basta adicionar o conteúdo da bisnaga ao “leite revelador” (água oxigenada), aplicar sobre o cabelo e deixar por 20 minutos. Após este tempo de pausa, lavar o cabelo e usar a metade do condicionador banho de brilho que faz parte do kit. A outra metade deve ser aplicada para reativar o brilho da cor após 10 dias.

Em relação a cor, o 734 é o Mel Dourado que mistura os subtons acobreado e dourado, parecido com a cor que eu uso da Majirel 8.34 (parecido no nome, não é no resultado, ok?).

IMPORTANTE: o resultado do tonalizante – e de qualquer tintura, na verdade – depende muito do tom base do seu cabelo. Se você não souber a altura do seu tom (se é 6, 7, 8, etc) procure um profissional e peça orientação. Vou mostrar o resultado e falar mais sobre isso!

Vídeo – antes e depois da Casting Creme Gloss 734 Mel Dourado

 

Casting Creme Gloss 734 Mel Dourado antes e depois resenha

 

Claro que a maquiagem ajuda, né migas! <3 Mas eu não iria me maquiar na foto do ANTES pra tirar tudo no banho, aí já seria demais 😀

Vamos lá falar do resultado:

  • Não achei que o brilho GLOSS é esse brilho todo não. Como vocês sabem, meu cabelo está ressecado e eu procuro usar produtos que deem resultado de nutrição (que dão brilho e maciez) e achei que tanto a tintura quanto o condicionador de Casting Creme Gloss não são tão potentes assim. Eu sou apaixonada pelo condicionador da Imédia, e parece que não eles não são o mesmo produto não…o da Imédia dava um efeito muito melhor em meu cabelo.
  • A coisa boa do tonalizante é ausência do cheiro de química desagradável. E o cheiro do condicionador é bem bom também, parece frutas vermelhas, cereja, algo assim.
  • Olhando a foto da caixa, eu esperava mais ruivo dessa cor! Meu cabelo está com uma base clara e tem dado bons resultados com os acobreados, mas achei que esse Mel Dourado está longe de ser um ruivo acobreado – aliás, o nome Mel Dourado realmente não sugere isso, eu que coloquei essa expectativa. Mesmo assim achei um resultado bonito, só está longe de ser o meu padrão preferido de ruivo dos últimos 3 anos.
  • Na embalagem a marca promete “ótima cobertura dos cabelos brancos”, então ok. Porque é ótima pra ser tonalizante, e não é 100%. Como a marca não promete isso não dá pra gongar.
  • Durabilidade prometida: 28 lavagens. Essa aí eu vou voltar aqui pra editar depois – e me acompanhem no stories do Instagram que vou mostrando o desbotamento! –> @luvilelapaes

Vou ficar um tempo mostrando essa cor por aí mas já estou namorando outro tom que vocês verão em breve por aqui. Mas me contem agora: já usaram Casting Creme Gloss? Como foi a experiência?

Onde comprar e preço

É fácil encontrar Casting Creme Gloss em farmácias, lojas de cosmético e supermercados. A distribuição da Loreal é bem ampla, cobre todo o Brasil, e o custo do kit é de aproximadamente 15-25 reais em média.

Mais coloração Loreal no blog:

Imédia 6.0 e 7.0

Sabonete Cetaphil para pele sensível, seca e dermatite atópica

Sabonete Cetaphil em barra – o sabonete da Isabela no momento

Isabela está usando o sabonete Cetaphil, um dos mais recomendados pelos dermatologistas que ela já visitou (e foram muitos). Já falei sobre vários produtos usados pela Isabela em sua rotina de cuidados para a dermatite atópica mas nunca mostrei o sabonete. Parece bobagem, mas não é! A limpeza da pele diariamente é uma das maiores agressões que a nossa pele sofre – não é exagero, é uma agressão mesmo, mesmo que seja necessária – e estou falando da pele saudável, então imagine na pele do atópico, que é seca e sensível ao extremo.

Sabonete Cetaphil barra - pele sensível - dermatite atópica

Sabonete Cetaphil limpa sem agredir

Eu chamei a limpeza de “agressão” então me deixe explicar: quando usamos um sabonete para limpar a nossa pele, além de levar embora a sujeira, ele também leva a nossa “gordura boa”, a barreira lipídica natural da nossa pele, que é uma defesa contra microorganismos, além de uma hidratação natural. Falei muito sobre isso naquele post sobre o pH da pele – e se você está lendo este post porque tem pele sensível vale a pena ler para entender!

Então, quem tem dermatite atópica deve procurar usar diariamente produtos que não agridem a pele nesse sentido de não retirar essa camada hidrolipídica, que já é naturalmente deficiente em sua pele. Aliás, o banho é cheio de segredinhos: deve ser rápido, com água próxima a temperatura do corpo, a higienização deve ser feita rapidamente sem fricção, sem fazer força, sem agressões.

Observação importante: a Cetaphil tem outro sabonete em barra que é para pele seca, diferente deste aqui (só a embalagem que é igual, mas está escrito “Para pele seca”). O ideal para quem tem dermatite atópica é o Sabonete para pele sensível.

Características do Sabonete Cetaphil

-fórmula especial sem sabão ou detergente que resseca a pele – Tecnologia Syndet

Tecnologia Syndet – Synthetic Detergente – fabricado a partir de componentes sintéticos que não sejam sabão.

-não comedogênico

-pH Neutro

-alta tolerabilidade para a pele

Sabonete Cetaphil em barra ou loção, qual é melhor?

Eu já usei Cetaphil Loção de Limpeza Pele Sensível e Seca quando morava em BH mas a Isabela ainda não, só por “motivos econômicos”, rsrs. É que criança não sabe dosar quantidade de sabonete líquido, e 300ml custa atualmente R$80,00. Vai embora em 1 mês! kkkkkkk

Minha opinião, lembrando que não sou atópica mas já experimentei os dois, é que a Loção é melhor para quem tem pele seca, pois a sensação de “filme sobre a pele” que ela deixa é sensívelmente maior do que o sabonete (que não deixa nenhuma sensação dessa). É como se você estivesse usado algum hidratante de banho, já sai limpa e hidratada. #ficadica 

Não se esqueça de, após o banho, hidratar a pele. Aqui tem opções de hidratantes para dermatite atópica.

Para quem tem dermatite atópica, qualquer um dos 2 é muito bom. O sabonete tem sido ótimo para a Isabela, e quando ela crescer mais um pouco e tiver mais noção de quantidade eu libero a versão líquida pra ela!

Onde comprar e preço

O sabonete Cetaphil para pele sensível em barra pode ser comprado em farmácias e lojas de produtos para pele que vendam Cetaphil – não é difícil de achar. Este custou R$33,00.

Mais Cetaphil no blog

Cetaphil Advanced – hidratante corporal potente, está entre os melhores hidratantes corporais que eu usei.

Cetaphil Restoraderm – para dermatite atópica (com vídeo)

 

 

 

Proteand FPS60 Ada Tina – protetor solar para mãos

Proteand FPS60 tem ácido hialurônico

Recebi o Proteand FPS60 e a proposta deste protetor solar me deixou muito curiosa: ele é um protetor solar para mãos, braços e colo. A Ada Tina já tem um Proteand famoso, que é um creme para mãos com vitamina B5, o Pantenol que a gente ama pelos efeitos reparadores, protetores e hidratantes da pele, e este protetor é uma continuação dessa linha.

Proteand FPS60 Ada Tina protetor solar para mãos - resenha

A gente sabe dos efeitos cumulativos do sol,  por isso não adianta querer se proteger do sol só quando vai à praia, piscina ou fazer atividades ao ar livre. Esse sol do dia a dia, e a luz visível, essa que está dentro da nossa casa, das lâmpadas, do computador, dos tablets, também causam danos e envelhecem a pele, então a regra geral é: acordou? Passa protetor solar. Simples assim.

Veja também: Protetor Solar para pele oleosa

Depois de ter me habituado a usar protetor solar no rosto diariamente, eu tenho tentado usar no resto do corpo, nas áreas expostas, todo dia. Ainda não consegui criar o hábito e fazer isso religiosamente todos os dias, mas vou chegar lá. Mas o protetor solar nas mãos em algumas situações eu já passo: ao dirigir, ao correr e fazer caminhadas.

Toda essa introdução é pra chegar a esse ponto, e vou fazer essas perguntas para ajudar a resenhar o Proteand FPS60:

O que você usa como protetor solar nas mãos?

Me responda nos comentários, quero saber! No meu caso, sempre usei o mesmo do corpo, ou então aproveito algum protetor solar de rosto que não deu muito certo na minha pele. Prefiro essa 2ª opção por ter geralmente FPS mais alto.

O que um protetor solar para mãos precisa ter?

Na minha opinião, além de ter proteção contra UVA e UVB, o ideal é que não saia na água. Afinal de contas a gente lava as mãos o dia todo, e reaplicar o protetor solar toda vez que for lavar as mãos fica inviável…

Descrição do Proteand FPS60 – site da Ada Tina

Proteand FPS 60 é um protetor solar para mãos, braços e colo com Ácido Hialurônico e Difendiox, potente combinação anti-idade e antioxidante com textura extraleve, não oleosa, formulado para máxima proteção solar, prevenindo e tratando manchas solares, manchas escuras e manchas causadas pelo envelhecimento da pele e também pela exposição diária acidental à radiação solar, especialmente nas mãos, braços e colo.

Minha experiência com o Proteand FPS60

Proteand FPS60 Ada Tina protetor solar para mãos - resenha

Logo que o Proteand FPS60 chegou eu apliquei nas mãos. Ele tem uma textura em gel creme, muito parecida com o do Biosole Lev e do Biosole AV. Ele não deixa resquícios brancos, não tem óleo, não fica pegajoso, seca rapidamente e deixa uma gostosa sensação de hidratação nas mãos.

Mas…essa garantia de não sair na água que eu gostaria que ele tivesse por ser direcionado às mãos, a Ada Tina não dá. Então eu pensei: vou começar a usar no rosto para ver como a minha pele reage, afinal dificilmente alguém vai querer comprar um protetor solar exclusivamente para mãos (se ele não tiver um BOM DIFERENCIAL) e ainda comprar outro pro rosto.

Apliquei o Proteand FPS60 no rosto durante esse tempo de testes e tenho gostado do efeito em minha pele oleosa. Ele passa longe de ser matificante, pelo contrário, o acabamento dele é bem hidratante e deixa até um certo brilho, mas não tive problema com espinhas, ele não acrescenta óleo – e vale sempre lembrar, eu tenho usado produtos para controlar a pele oleosa, e acho que isso faz diferença ao experimentar produtos como esse e não ter reações desagradáveis.

Onde Comprar e preço

O Proteand FPS60 assim como todos os dermocosméticos da Ada Tina podem ser comprados na loja online da marca, e custa atualmente R$125,00. Ada Tina também é encontrada em farmácias e boas lojas de cosméticos, e pode haver variação de preços, é só vigiar as promoções! Lembrando que a Ada Tina não testa em animais, é uma marca Cruelty Free.

 

 

Romance Ralph Lauren Eau de Parfum resenha

Romance Ralph Lauren – paixão antiga

Conheci o Romance de Ralph Lauren de uma maneira até comum, pelas páginas de uma revista Allure, que eu assinava há alguns anos. Sentir uma fragrância assim, sem aplicar na pele, pode me fazer apaixonar por um perfume sim. E pode ter o efeito contrário também! Mas no caso do Romance, despertou uma enorme curiosidade em borrifar essa fragrância, e assim que pude comprei meu frasco. Paixão confirmada!

Romance Ralph Lauren Eau de Parfum - resenha de perfume

 

Romance Ralph Lauren e suas nuances

O mais interessante do Romance, que é impossível perceber em amostras de revistas, é a sua evolução. O caminho que ele percorre até sumir em minha pele depois de muitas horas (mais de 4h, às vezes mais) é bem interessante, e é isso que tentarei passar pra vocês agora. Para ajudar, vou transcrever as notas olfativas e mostrar como as sinto do início ao fim:

Notas de saída – Gengibre, Camomila, Limão Verdadeiro, Frésia amarela e Rosa

Notas de coração – Lírio Cravo, Violeta Branca, Lótus

Notas de Fundo – Madeiras Exóticas, Patchouli, Musgo de Carvalho e Almíscar Branco

 

A impressão que eu tenho é que algumas notas da descrição do perfume estão ali para dar um suporte às outras que se sobressaem. Digo isso pois elas não somem totalmente, mas ficam ali disfarçadas. Se você procurar, vai encontrar. Mas é bem provável que não tenha percebido antes por causa do protagonismo de outras.

Romance Ralph Lauren Eau de Parfum - resenha de perfume

A saída é um cítrico “apimentado”. O mais comum é esperarmos frescor de uma saída cítrica, mas no Romance ele tem o “ardido” do gengibre. Esse gengibre não vai embora tão rápido, mas continua ali quado chega um floral branco, limpo, almiscarado. As madeiras exóticas fazem dessa fragrância uma das mais compartilháveis que eu conheço – ele está bem longe de ser rotulado com um gênero. Aliás, para mim ele é um floral amadeirado muito mais que um floral frutado, como é comumente classificado. Quem espera o adocicado e o frescor do frutado, vai encontrar o ardido e a força do gengibre com a madeira, e pode se assustar e até mesmo se decepcionar.

A surpresa de ter encontrado um ardor (parece até uma pimenta rosa) junto com o limão, e um patchouli amadeirado que “gruda” em minha pele fez com que eu me apaixonasse pelo Romance. Considero um perfume “fora da curva” – não que ele esteja no topo da pirâmide, mas é fora do trivial, da fragrância que segue uma fórmula comercialmente fácil, de agradar e vender.

Ah, preciso contar meu vício: usá-lo na hora de dormir, para carimbar o travesseiro. Amo muito <3

Mais perfume cítrico no blog:

Avra – Korres (flor de laranjeira)

Tommy Girl (limão fresco)

 

 

 

 

Nivea Pernas Renovadas Anticelulite e Modelador – Compare!

Nivea Perna Renovadas – Anticelulite e Modelador – Como estou usando

Comecei a usar o Nivea Pernas Renovadas Anticelulite há um tempo e parei, depois voltei. No verão usei bastante o Nivea Pernas Renovadas Modelador e me lembrei do outro que tava lá paradão… resolvi olhar direito, usar os 2 e tirei algumas conclusões… quero deixar minha resenha dos 2 produtos, fazer uma comparação e falar de resultados, tudo junto e misturado num post só. Vamos lá?

Nivea Pernas Renovadas Anticelulite e Modelador - resenha e comparação - qual é melhor?

 

Nivea Pernas Renovadas Anticelulite e Modelador – o que eles tem em comum?

Os dois hidratantes da Nivea tem bastante coisa em comum, não é a toa que eles são da mesma linha, Pernas Renovadas.

  • Ambos tem efeito relaxante e contém menthol, que ajuda a melhorar a circulação, aliviando a sensação de cansaço e melhorando o inchaço das pernas.

O Modelador tem um cheirinho mais mentolado, super parecido com o Gel Pés e Pernas Cansadas Granado que eu mostrei aqui outro dia, mas o efeito não é igual, pois não chega a dar aquele formigamento que o Granado dá. Mas a refrescância e a leveza do produto relaxam mesmo, e nesse ponto acho que ele é melhor do que o Anticelulite – que vai relaxar mais por causa da massagem do que pelo produto em si.

  • Ambos tem textura leve e são bastante refrescantes. Nada a ver com a sensação do Creme Nivea Lata Azul que a gente conhece. São o tipo de produto que você pode usar poucos minutos antes de se vestir, pois secam rapidamente, são absorvidos pela pele e não a deixam melando ou com resquício de hidratante. A sensação que deixam na pele é deliciosa, são hidratantes corporais perfeitos para serem usados no verão – ao contrário daqueles hidratantes corporais mais potentes que eu mostrei aqui no blog ano passado, que pra mim servem mais para o inverno!

 

  • Ambos tem a coenzima Q10 Plus, um ativo clássico da Nivea, presente em vários produtos de cuidado com o corpo e rosto.

A coenzima Q10, ou Ubiquinona, que tem vários efeitos benéficos, como dar firmeza à pele, aos músculos, ser anti-inflamatório e anti-oxidante, e é produzida pelo nosso corpo (assim como o ácido hialurônico, lembram?) e depois que vamos envelhecendo, adivinha????????

Sim, vamos diminuindo essa produção, carapálida. É triste, mas é verdade! Além de ser produzida pelo corpo, é também adquirida pela ingestão de certos alimentos, e a indústria de cosméticos usa esse ativo em produtos para o corpo para dar uma força na ação de firmeza da pele e redução da flacidez.

A CoEnzima Q10 tem muitos outros benefícios e usos, mas para o caso específico dos produtos da resenha vamos ficando por aqui, ok?

 

  • A Carnitina, que você já deve ter visto bastante por aí como suplemento da galera fitness, e assim como a Q10 é naturalmente produzida pelo nosso corpo. É um aminoácido que auxilia a metabolizar a gordura, aumentar a resistência muscular e auxiliar a recuperação das fibras musculares. Então, para um creme para as pernas é um bom ativo para potencializar a firmeza da pele, combater a flacidez e modelar.

 

 

  • A embalagem é outro ponto em comum: são super parecidas, com válvula Pump, o que eu acho ótimo pois é fácil de manusear. Quando estamos com a mão besuntada de creme, no meio da aplicação, e queremos mais um pouquinho de produto é só apertar – não precisa pegar o creme todo e apertar, deixando a embalagem toda melada também!

Eles vem com 400ml, uma quantidade razoável, que dura por bastante tempo.

 

  • Os dois são para uso diário, servem para todo tipo de pele, tem ação hidratante, prometem resultados visíveis a partir de 4 semanas de uso e são dermatologicamente testados.

 

Agora sim, vamos às diferenças! Mas vou falar das diferenças junto com a minha experiência com os produtos, para não deixar um testamento ao invés de post, rsrs.

Nivea Pernas Renovadas Anticelulite – minha experiência

Usei o Nivea Pernas Renovadas Anticelulite em 2 momentos distintos da minha vida – antes do meu emagrecimento, e depois, agora nas últimas semanas.

Nas 2 vezes, ele comprova a tese que eu tenho e sempre falo aqui no blog quando mostro este tipo de cuidado – NÃO EXISTE MILAGRE. Não espere que um produto faça além do que ele pode. Ele é bom? É, ajuda quem está querendo firmar a pele e cuidar da celulite, mas não fará isso sozinho. Então já sabe: alie uma boa alimentação, ingestão adequada de água e atividade física, nem que seja moderada.

Nivea Pernas Renovadas Anticelulite e Modelador - resenha e comparação - qual é melhor?

O primeiro resultado que você percebe com o uso do produto é a hidratação eficiente que ele proporciona, sem dúvida. A pele fica outra – fica macia, suave, gostosa de tocar. A melhora do aspecto da celulite você só percebe com o tempo de uso, e melhora mesmo, desde que você ajude com os cuidados que eu falei acima – que é o que eu tenho feito, e isso, junto com os cremes, tem me ajudado bastante.

Aqui vale uma dica: na embalagem, a Nivea recomenda o uso assim:

Use o produto diariamente massageando a pele

E pela minha experiência com os produtos anticelulite eu diria que vale a pena prestar atenção nessa massagem aí. Uma massagem mais demorada, um pouco mais vigorosa, com movimentos circulares e também de vai-vem ajudam bastante a potencializar os resultados. É chato? É. É demorado? É. Mas como a maioria dos cuidados com o corpo, o que gasta mais tempo e energia, é melhor 😉

Não posso deixar de falar sobre a cafeína, um ativo comum também em cremes para celulite – e não é à toa, pois já está mais que comprovado que a cafeína é um agente lipolítico, ou seja, que acelera a queima de gordura, estimula a circulação local e melhora o tônus da pele. Aliás, o amado cafezinho do dia a dia pode ajudar nisso aí também, e eu faço a minha parte lindamente todo dia, hahaha Com prazer!

 

Nivea Pernas Renovadas Modelador – minha experiência

Usei no verão todo e achei um hidratante excelente para essa época do ano, exatamente por ser leve e refrescante. Mas disso vocês já souberam no início do post e agora vou falar mais dos outros aspectos, que no caso do Modelador é devido à presença do Chá Branco.

Perceberam que a proposta dos 2 produtos é bem parecida em relação a melhora da firmeza da pele, da circulação? A diferença principal, na minha opinião, é a atuação na celulite, que o primeiro promete e este não, mas a atuação dos 2 produtos, na prática, é muito parecida.

Nivea Pernas Renovadas Anticelulite e Modelador - resenha e comparação - qual é melhor?

O Chá Branco é antioxidante, e atua na pele protegendo suas proteínas estruturais: o colágeno e a elastina. Entre muitos outros efeitos e potencialidades do Chá Branco, vamos ficar nisso aqui que é o que mais interessa para a ação do produto da resenha, ok?

O uso contínuo, além de ter o mesmo efeito de melhora da hidratação e do aspecto da pele que o AntiCelulite, também melhora a firmeza – firmeza da PELE, não da musculatura, ok? Pra musculatura é musculação mesmo e não adianta chorar. Mas posso falar? Agora vou deixar uma conclusão pra ver se ajuda um pouco mais quem está pesquisando sobre os produtos:

Nivea Pernas Renovadas – Anticelulite ou Modelador – qual o melhor?

Já vou ser curta e grossa: para quem quer melhora mais significativa na aparência da pele e quiser comprar só 1: o Nivea Pernas Renovadas Anticelulite eu achei melhor. Claaaaaaaro que a massagem ajuda, mas eu acho a cafeína mais atuante nesse aspecto da melhora da circulação e ação lipolítica, então minha pele gostou mais do AntiCelulite.

Agora, se você quer apenas uma hidratação legal e eficiente em um produto de textura leve ideal para usar no dia a dia, você pode ficar com qualquer um dos 2.

E aí,  ajudei?

Onde comprar e preço

Nivea Pernas Renovadas pode ser encontrado em farmácias, drogarias, supermercados e lojas de cosméticos em todo o Brasil (a vantagem da Nivea é que tem ampla distribuição no país) e a variação de preço é bem grande. Quando eu pesquiso, percebo que o Modelador costuma ser mais barato e pode custar entre R$22 – 32 enquanto o Anticelulite tem variação de R$30-60. Então, como eu sempre falo: PESQUISE!

Mais hidratantes Nivea no blog:

Nivea Derma Care – hidratação potente e textura leve

Nivea Lotion Express – hidratante leve (loção)

Creme Nivea Latinha Azul – para áreas mais ressecadas como calcanhar, joelhos e cotovelos

Nivea Soft – rosto, corpo e mãos, textura em creme-gel.

 

 

 

Sou + Cachos Yenzah – resenha completa

Sou + Cachos da Yenzah e a minha rotina Low Poo

Hoje vou falar da minha experiência com a linha Sou + Cachos Yenzah que fez parte da minha rotina Low Poo nas últimas semanas. Ainda quero fazer um post sobre a rotina Low Poo para quem não é cacheada (sim, Low Poo serve para todo tipo de cabelo, sabia?) mas hoje vou falar mais especificamente dos produtos. O post mais completinho sobre a rotina Low Poo já está na pauta e sai em breve, ok?

Linha Sou Mais Cachos Yenzah resenha

Eu recebi a linha quase completa, com o Shampoo Low Poo, o Co-Wash, Leave-in Suave, Leave-in Day After, e os óleos de Coco eu já tinha. Tem resenha deles já:

Resenha Óleos de Coco Sou + Cachos Yenzah

Além desses produtos do post ainda tem a Água Termal Sou + Cachos, que já apareceu no post dos 7 dias com a Yenzah:

7 dias de verão com a Yenzah

A máscara Hidra Nutri, e a gelatina eu vou ficar devendo 😉

Sou + Cachos – descrição da linha

A linha Sou + Cachos é direcionada para o público dos cacheados, crespos, ondulados. Ela é toda livre de Sulfatos, Petrolados, Parabenos, e tem a linha completa de cuidados, desde a limpeza até todo tipo de finalização, por isso atende todo tipo de cacho. As fórmulas dos produtos tem Óleo de Algodão e Lipoprotein, que reforça os lipídios (gordura) dos cabelos, mantendo a hidratação e evitando pontas duplas, frizz e ressecamento.

Minha experiência com a linha Sou + Cachos

Primeira coisa que eu quero destacar nesta resenha é que eu fiz uma rotina TODA Low Poo usando essa linha, ou seja, dispensei todos os outros produtos que não fossem Low Poo – no meu caso, eu usava shampoos com sulfato e finalizadores com silicones insolúveis, então parei com tudo e fiquei só na linha Sou + Cachos.

Shampoo Low Poo e Co-Wash Sou + Cachos

Sou Mais Cachos Yenzah resenha - Shampoo Low Poo e Co-Wash

Como eu fiquei sem usar os silicones insolúveis, o Shampoo Low Poo teve uma ótima ação limpante no meu cabelo, porém eu não usei muito. A cada 3 (às vezes 4) lavagens, eu usava o shampoo, e a maior parte das vezes fiquei no Co-Wash (daqui a pouco explico mais!).

O cheiro dele, assim como de toda a linha, é bem agradável, ele é um shampoo leitoso (mas não perolado), que não agride o cabelo durante a limpeza (não tem sulfato, lembra?) e já deixa uma boa sensação de cabelo hidratado.

Quando usei o shampoo Low Poo, usava o Co-Wash em seguida. Aliás, bora logo falar do Co-Wash porque foi o meu produto favorito da linha!

Sobre o Co-Wash Sou + Cachos

Usei o Co-Wash na maioria das lavagens. Ele é um condicionador limpante, como todo produto Co-Wash, e tem Cocamidopropyl betaine, o agente limpante presente na maioria (se não for em todos) os produtos Low Poo.

 

Para quem não é familiarizado: Co-Wash é um condicionador limpante – você usa só este produto no lugar do shampoo e condicionador.

 

Vou dividir em tópicos para não me perder:

-Usei só o Co-Wash na maioria das lavagens e senti meu cabelo muito limpo após o processo.

-Eu já tinha lido sobre isso e confirmei: não adianta economizar produto, tem que caprichar na dose para deixar o cabelo todo limpinho e condicionado;

-Não fiquei com o couro cabeludo sujo, não deu caspa, nem casquinha, nem resíduos;

-Meu cabelo é fino – vale lembrar pois vi algumas pessoas falando que acharam o Co-Wash da Yenzah muito leve. Talvez a diferença da textura do fio influencie nesse resultado;

-Em 5 semanas gastei 1 frasco de 365ml.

-Nas primeiras lavagens não me apaixonei, mas na segunda semana já me encantei pelos efeitos do Co-Wash – meu cabelo sempre ficava limpo, eu podia deixar secar naturalmente que ele ficava domado, e sem frizz. SEM FRIZZ, gente, mesmo sem óleo finalizador. Isso é inédito pra mim!

O Segredo para se dar bem com o Co-Wash (qualquer Co-Wash) é fazer a rotina Low Poo. Nem que seja só por um tempo, e eu sugiro que seja por pelo menos 1 mês. Não adianta nada usar silicones insolúveis e depois querer usar Co-Wash para limpar – aí você não vai conseguir limpar seu cabelo e vai colocar a culpa no Co-Wash!

Resumindo: recomendo muito. Foi meu produto preferido da linha, deu uma super hidratada no meu cabelo e tenho vontade de experimentar mais Co-Wash depois disso.

Leave In Sou + Cachos

Sou Mais Cachos Yenzah resenha leave in

Os dois finalizadores que eu usei foram o Leave- In Suave, para usar logo após a lavagem no cabelo ainda úmido, e o Leave In Bom dia, o Day After (para usar no dia seguinte à lavagem, para dar forma ao cabelo).

Fui experimentando os Leave Ins e modificando as quantidades de acordo com os resultados. Como eu não tenho hábito de usar finalizadores em creme eu sabia que não poderia pesar a mão, então comecei com pouca quantidade do Leave In Suave e fiquei nessa pouca quantidade mesmo – como meu cabelo é fino, não preciso usar muito finalizador.

Usei o Day After nos dias após as lavagens, mas depois de um tempo resolvi experimentá-lo no cabelo úmido, no lugar do Leave In Suave, e pronto! Cheguei minha rotina no lugar. Para mim, ele funcionou muito melhor como leave in de finalização do que como Day After – sua textura é mais levinha, deixou meu cabelo mais maleável, não pesou em nada, e passei a usar só ele.

Óleo de Coco Sou Mais Cachos

Como já tem resenha dos Óleos de Coco Sou + Cachos não vou fazer outra resenha, só vou contar como eu usei nessa rotina: depois que o cabelo estava seco, usei nas pontas, para proteger das pontas duplas e ressecamento. Lembrando que o óleo finalizador é sem enxague, pode servir para umectação, e nao tem silicone também.

Linha Sou + Cachos Yenzah é só para quem tem cabelo cacheado?

Vou terminar minha resenha falando sobre isso: a Linha Sou + Cachos é direcionada sim pra o público das cacheadas, onduladas, crespas. Mas todo mundo pode usar, só precisa saber montar a rotina – não precisa usar todos os produtos, mas apenas os que “casarem” melhor com a sua rotina e necessidade.

Mas uma coisa é certa: todo tipo de cabelo pode usar, mas quem faz uma rotina Low Poo aproveita melhor. Eu já tentei inserir um ou outro produto Low Poo em minha rotina sem ficar 100% adepta, e o resultado não é o mesmo. Os produtos são pensados para limpar, condicionar e tratar os fios que estiverem sem silicones insolúveis e sem o ressecamento excessivo causado pelos sulfatos, então não vale a pena usar 1 ou 2 produtos Low Poo e tentar inserir em uma rotina que não seja – com exceção dos óleos finalizadores.

Nossaaaaa, é muito assunto pra um post só! Por isso quero fazer um post só sobre a rotina Low Poo que eu fiz, e explicar direitinho como tudo funciona e assim qualquer pessoa

Batom Diva da MAC – resenha – batom vinho

Batom Diva tem acabamento matte e é um dos mais vendidos da Mac

O Diva da Mac é um dos batons mais lindos da marca e acho que não sou só eu que pensa assim! Sempre que vejo alguma postagem sobre este batom da Mac o que não faltam são elogios e gente procurando cores parecidas, ou querendo comprar também. Foi assim no meu instagram outro dia e por isso fiz umas fotos para ter amostra do DIVA aqui no blog também. Vamos falar mais sobre o Diva?

Batom Diva – MAC

Diva Mac - resenha - batom vinho

O Diva é um batom vinho com fundo amarronzado e acabamento matte. O nome cai como uma luva, pois é o tipo de batom que você usa quando quer ficar diva mesmo – ele é glamouroso, rico, feminino, clássico, chique e sofisticado. Ele tem todas as características de um batom de festa, mas que pode ser usado em qualquer ocasião.
Sabia que ele é um dos 10 batons mais vendidos da Mac?

Amostra do Diva na minha pele

Diva Mac - resenha - batom vinho

Na foto dá pra perceber o contraste bonito que ele faz na minha pele branca, mas o que eu quero deixar bem claro é que ele é uma das cores mais universais que eu conheço: casa muito bem com toda cor de pele. Em negras ele fica maravilhoso!

Aliás, como ele é uma figurinha carimbada nas caracterizações de novelas ficou fácil encontrar referências aqui para vocês verem

Giovanna Lancellotti usando o Diva

Letícia Sabatella – o Diva era o batom usado pela personagem Delfina em Tempo de Amar

Taís Araújo usando o Diva como Michele Brau

Como o Diva fica em mim

Agora, depois de mostrar o Diva em todas essas beldades, a corajosa aqui vai mostrar como ele fica em mim! hahaha

Diva Mac - resenha - batom vinho

Diva Mac - resenha - batom vinho

Aqui dá pra ver o fundo bem amarronzado, mas longe de de pesar na cor e tirar o primeiro tom que é o vermelho. Como todo batom escuro tem que tomar cuidado com o contorno dos lábios, por isso se você não tiver um lápis labial para fazer o contorno antes de passar o batom, use um pincel de lábios, facilita bastante. Para consertar os possíveis errinhos, venha com um pincel de corretivo e contorne a boca para “apagar” os erros. O acabamento matte também não facilita muito a aplicação do batom (ele não deixa o batom deslizar muito, mas não é tão seco quanto o Ruby Woo) mas em compensação deixa a boca mais aveludada, e isso faz parte do glamour do batom.

Agora, algumas dicas de dupes:

Savana, da Contém 1g

Ursula, da Bruna Tavares para Tracta

Uva Intenso da linha Ultra Color Intenso da Avon

Cor 02 da Vult

Onde comprar e preço

O Diva, por ser um dos best-sellers da Mac, está na coleção de batons mini, com 1.8g, que podem ser encontrados por R$49,00. A versão full size vem 3g e custa R$79,00 tanto nas lojas físicas quanto na loja online da Mac. Na Sephora online também você pode comprar.

Se você ainda está na dúvida a dica é tentar ir em uma loja física, já que dá pra experimentar a cor antes de comprar.

 


Se você está no Instagram, siga meu perfil @luvilelapaes e acompanhe a #MacLuVilela em que estou mostrando algumas cores de batons da Mac. Quem sabe ajuda você a escolher o seu?

 

 

 

Água Micelar Bifásica Loreal Paris

Água Micelar Bifásica Loreal – agora sim, pra mim virou demaquilante!

A Água Micelar Bifásica da Loreal chegou e foi a primeira coisa que eu pensei: agora sim, eu uso como demaquilante! Quem me conhece sabe que desde que usei água micelar pela primeira vez sempre achei um produto muito bom para a pele, e cumpre mesmo o que promete, mas como cada um aproveita o melhor dos produtos para a sua rotina, eu adotei a Água Micelar pra vida, mas não como demaquilante.

Mas com a Água Micelar Bifásica Loreal é diferente… vou explicar porquê!

Água Micelar Bifásica Loreal resenha - demaquilante

Água Micelar Bifásica Loreal Paris – com agentes emolientes

O que a Loreal diz:

Água Micelar Bifásica Loreal foi especialmente desenvolvida para limpar e demaquilar a pele. Como imãs, as micelas captam e eliminam as impurezas, e quando se juntam à fase emoliente, formam uma solução de limpeza incrivelmente poderosa, capaz de remover maquiagens à prova d’água ou de difícil remoção, sem agredir a sua pele. Sem efeito oleoso. Não precisa enxaguar.

Como eu tenho pele sensível, e gosto sempre de usar lápis de olho, delineador, e às vezes aquelas sombras cremosas que são o BICHO para grudar na pele, a versão tradicional da Água Micelar Loreal é muito leve, e o processo para tirar esse tipo de produto nos olhos acabava me incomodando. Tirar maquiagem da pele tudo bem, mas para tirar dos olhos acabei não me adaptando (eu sei que tem gente que ama, mas cada um tem uma experiência e um gosto, né?)

Água Micelar Bifásica Loreal tem as duas fases, que ficam separadas quando o produto está em repouso, e antes de usar você deve agitar o frasco para misturar essas 2 fases e aplicar na pele da mesma forma que a outra: use um algodão (eu prefiro em disco). Só que a diferença entre outros produtos bifásicos é que geralmente a 2ª fase é um óleo, mas a Loreal chama a 2ª fase desta água micelar de fase “emoliente” – pois faz o papel do óleo, mas não tem óleo. Tanto é que essa água micelar também não tem enxágue, assim como a outra, e a pele não fica oleosa depois.

Eu falo por mim: sempre dei preferência a demaquilantes bifásicos para a área dos olhos, pois para mim quanto menos eu tiver que esfregar, melhor. É uma pele muito sensível, né? Masssss… na pele do rosto é diferente, até porque minhas bases saem facilmente até com a água micelar tradicional. Ah, o detalhe é que essa versão também tem as 5 funções: limpar, demaquilar, purificar, suavizar e refrescar.

 

Água Micelar Bifásica Loreal resenha - demaquilante

Minha experiência com a Água Micelar Bifásica Loreal

Eu usei a água micelar de 2 maneira: para tirar a maquiagem dos olhos (que eu não gostava de tirar com as outras águas micelares) e na pele toda, para limpar e ver como seria ficar com o resquício do produto na minha pele oleosa.

Como demaquilante não tenho do que reclamar – como mostro no vídeo, logo na primeira passada de algodão, de leve, minha máscara de cílios e meu delineador em gel ou em lápis saem quase completamente, sem fazer força. Era isso que eu queria! Ele se comportou como os demaquilantes bifásicos que eu já conhecia, então essa praticidade me ganhou.

Para deixar na pele e usar como tônico, assim como eu faço com as outras águas micelares (para passar no rosto após a limpeza de pele, na rotina de cuidados diários), eu não gostei tanto. Ela não tem óleo, mas deixa um resquício na pele que faz com que ela não seja totalmente sequinha. Como pra mim ela já é nota 10 como demaquilante eu não ligo, achei uma ótima compra assim mesmo, pois se era um bom demaquilante que eu queria, foi isso que eu comprei. Tá super aprovada!

Onde comprar e preço

O preço que eu encontrei aqui em Niterói até agora: 32 a 34,79 a de 200ml e R$22,69 a de 100ml, tá mais cara que a versão original, pelo menos por enquanto. Já está começando a ser distribuido nacionalmente e será encontrado em farmácias e lojas de cosméticos.

E vocês, gostaram da novidade da Loreal?

 

 

Polypodium leucotomos como protetor solar

Polypodium leucotomos: alternativa preventiva contra danos solares

O Polypodium leutocomos ficou bastante conhecido pelos leitores do blog quando mostrei aqui o  Helioral que é um produto comercializado no Brasil, encontrado em cápsulas nas farmácias, mas que também pode ser manipulado a pedido do seu dermatologista para reforçar a proteção solar quando for necessário, e isso pode acontecer em várias situações: para auxiliar no tratamento contra melasma, para reforçar a proteção da pele em viagens ou temporadas em que a exposição solar será intensa, enfim, existem situações em que produtos de uso tópico podem ter essa forcinha dos produtos de uso oral.

Hoje vou deixar um artigo muito bom em que uma dermatologista explica o uso do Polypodium leutocomos e acho interessante deixar no blog, afinal gosto de publicar informações vindas de fontes confiáveis.

Polypodium leucotomos – dermatologista destaca orientações sobre prática preventiva

Faça sol ou faça chuva, existem alguns cuidados com a pele que devem estar presentes em nosso dia a dia, entre eles a fotoproteção solar. Não há dúvidas de que a radiação ultravioleta é nociva à nossa saúde.

De acordo com a Dra. Samantha Talarico, Dermatologista e membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia, o uso diário de protetor solar é obrigatório! “Muitas pessoas não valorizam o uso do protetor solar diariamente por não saberem as consequências graves que a radiação ultravioleta pode causar à pele. O dano que o sol provoca é cumulativo” alerta a médica.

Pensando nisso, com os avanços da ciência e da tecnologia, foram desenvolvidas novas alternativas para a proteção da pele contra os danos causados pelo Sol, como o fotoprotetor oral. Neste contexto, foi descoberto o Polypodium leucotomos, componente extraído de um tipo de planta encontrada em regiões da América Central, que apresenta propriedades antiinflamatórias e antioxidantes, capazes de fortalecer o sistema imunológico e proteger o DNA das células da pele contra danos causados pela radiação ultravioleta, como eritemas (inflamação causada pela exposição excessiva aos raios ultravioletas), queimaduras, desenvolvimento de manchas, fotoenvelhecimento e até mesmo o câncer de pele.

Vale ressaltar, que apesar dos excelentes benefícios, o fotoprotetor oral não substitui o uso de filtro solar tópico, portanto, não pode ser utilizado isoladamente e sim como uma complementação para potencializar o efeito da fotoproteção. É recomendado que se adote todo um comportamento de proteção solar, que inclui o uso do filtro tópico, vestuário de proteção como chapéus, bonés, óculos de sol, roupas, evitar o horário de maior incidência de radiação e somado a tudo isso podemos introduzir a fotoproteção oral.

“Muitos pacientes acreditam que o uso do fotoprotetor oral possa descartar o uso de outras medidas preventivas, o que não é verdade. Todo cuidado é pouco, a Sociedade Brasileira de Dermatologia recomenda o uso de todas as formas de proteção solar. Sendo assim, este pode ser um excelente recurso para reforçar os cuidados com a pele, desde que combinado a outras práticas preventivas” orienta a dermatologista.

Ainda de acordo com a médica, este tipo de produto deve ser utilizado preferencialmente para indivíduos que apresentam maior sensibilidade à exposição solar, como pessoas que tenham reações fotoalérgicas, fototóxicas, manchas como o melasma ou que façam o uso de medicamentos que facilitam esses tipos de reações na pele.

Polypodium leucotomos – orientações médicas

Existem algumas orientações importantes:

  • Apesar deste tipo de produto ser encontrado em farmácias, o recomendado é que seja prescrito pelo dermatologista, que também pode optar por manipular o medicamento de acordo com as necessidades específicas de cada paciente.

  • Pessoas com hipersensibilidade a qualquer um dos componentes da fórmula e crianças não devem utilizar este método de proteção. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica.

Agora que já sabem da importância da fotoproteção, não deixem os cuidados de lados. São os pequenos cuidados diários que fazem toda a diferença.

Polypodium leucotomos – produtos com a substância

Polypodium leucotomos produtos - onde comprar

Protetor solar em cápsulas Bioderm

Helioral

Polypodium Leutocomos Miligrama

Homeo Ervas

Instituto Bioquímico

Polypodium Leutocomos Oficial Farma

 

Sobre a dermatologista Dra. Samantha Talarico

Graduada pela faculdade de medicina de Santo Amaro com formação no Instituto de Dermatologia Professor Rubem David Azulay, na Santa Casa do Rio de Janeiro. Realizou estágios em Dermatologia no Instituto de Doenças Tropicais do Amazonas e no Hospital Saint Louis, em Paris. Dermatologista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) e membro titular da Sociedade Brasileira de Dermatologia.

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...