Vitamina C mancha a pele? Pode usar vitamina C de dia?

Vitamina C mancha a pele? Pode usar vitamina C de dia?

24 de março de 2020 0 Por Luciana Vilela

É verdade que usar vitamina C de dia mancha a pele?

Existe uma lenda na internet que diz que usar vitamina C de dia pode manchar a pele, causar melasma, queimar a pele e coisas parecidas. Pelo começo do meu texto você já viu: é lenda. Hoje vou explicar por que este tipo de (des)informação se espalhou pela internet e o que um creme com Vitamina C pode fazer pela sua pele, quais os riscos e como evitá-los.

Sempre que me refiro a vitamina C em tratamento de pele estou falando sobre CREMES E SÉRUNS com o ingrediente Vitamina C (ácido ascórbico) e seus derivados. O uso da vitamina C via oral não tem relação com os efeitos na pele que eu comento nos meus posts, inclusive este.

Vitamina C é um ácido – pode usar ácido de dia?

O nome ácido ascórbico pode causar a primeira confusão. Sempre que se fala em ácidos para uso tópico as pessoas associam aos ácidos que sensibilizam a pele, que podem causar manchas com a exposição ao sol. Porém, existem diferentes tipos de ácidos.

Um ácido tem o pH menor que 7, e em cosméticos eles são muito comuns: o seu creme de cabelo é ácido, seus hidratantes de corpo e rosto são ácidos, seu protetor solar é ácido. E tudo bem! O que você não pode usar durante o dia é o ácido fototóxico, o que causa danos a sua pele quando em exposição a radiação UV. É o caso do ácido retinóico, por exemplo, mas que só é usado em medicamentos, portanto está fora do contexto dos cosméticos que eu mostro aqui.

A vitamina C não é fototóxica, mas é fotosensível, ou seja, ela se degrada quando exposta a luz.

Usei vitamina C e fiquei com o rosto laranja – o que aconteceu?

Usar vitamina C e ficar com aquele aspecto “Trump” é bem comum, mas não é um efeito de manchar a pele de dentro para fora, como um melasma. Este aspecto não é causado por produção de pigmento na sua pele, mas sim pela oxidação da vitamina C que está sobre a sua pele – ou seja, é de fora pra dentro, e quando você lavar, sai.

VITAMINA C MANCHA A PELE? oxidação da vitamina C em cosmético




A vitamina C é um antioxidante, ou seja, combate a ação dos radicais livres que são responsáveis pelos danos à pele. Se ela oxidar , ela fica com esta cor alaranjada, enferrujada, e isso mostra sua ação de proteção – ela oxida no lugar da sua pele. E isso é bom.

O uso de protetor solar por cima da vitamina C ajuda a minimizar este aspecto, e nem todos os cremes com vitamina C tem este efeito.

Vitamina C é um clareador?

A principal ação da vitamina C na pele é ser um antioxidante, um mecanismo de proteção da pele contra os sinais de envelhecimento. Além disso, ela pode ter ação de inibição da Tirosinase, a enzima que atua na produção da melanina (o pigmento que causa a mancha na pele quando produzido em excesso), e por isso pode ter ação clareadora, ou despigmentante. Geralmente ela não´é usada sozinha em tratamentos contra melasma, mas pode ser usada como coadjuvante. Consulte seu dermatologista.

Mas o que você precisa saber é que ela tem mais potencial para uniformizar sua pele do que para manchá-la.

Usei vitamina C e minha pele ficou irritada e vermelha. Vou ficar com a pele manchada?

Algumas pessoas podem ter reação de irritação e vermelhidão quando usam cremes com vitamina C, especialmente quando o ingrediente é a vitamina C pura (ácido ascórbico) e em altas concentrações. Por isso, se você nunca usou o ingrediente, comece usando produtos que tem menor concentração (até 10% de vitamina C pura) ou por cremes que tenham derivados de vitamina C (como Ascorbyl Palmitate, Ascorbyl Glucoside). Os derivados costumam ter menor potencial irritante.

VITAMINA C MANCHA A PELE? vitamina C em cosmético




 

Mas se você já usou vitamina C e ficou com a pele vermelha e ardendo, você tem 2 opções:

1- Interrompa o uso, acalme sua pele com hidratantes calmantes e regeneradores (os que tem pantenol são ótimos pra isso), e faça um período de adaptação. Troque o cosmético de alta concentração por um com até 10% de vitamina C pura ou com um derivado de vitamina C.

Exemplos:

Cremes com vitamina C pura em baixa concentração:

Active C 10 La Roche

Nivea Q10 Plus C

Renew C da Avon

Cremes com derivados de Vitamina C:

Avene A-Oxitive

Essencele Filer C

Ivy C

Comece usando dia sim, dia não, e observe a reação da sua pele. A tendência é que ela se adapte e a medida que você perceber que ela não está mais reagindo com vermelhidão e ardência, você faça uso diário. Depois de usar o produto todo, se quiser, passe a usar algum produto com concentração maior. Porém sempre fazendo um tempo de adaptação inicial, sempre que trocar de produto.

2- A segunda opção é não usar vitamina C. Sim, por mais que existam muitos cremes com vitamina C no mercado e todo dia apareça um lançamento novo no mercado, não quer dizer que todo mundo TEM QUE usar o ingrediente. Assim como todo ingrediente, ela não é pra todo mundo, não vai fazer diferença em todo mundo.

Existem muitas pessoas que já tentaram usar vários produtos com vitamina C e não conseguiram, não se adaptaram ou simplesmente não veem vantagem em usá-la. É simples, é só não usar! Existem outros antioxidantes em cosméticos que são muito bons e podem fazer o papel da vitamina C: extrato de chá verde, niacinamida, ácido tranexâmico.

Espero que agora você já fique tranquilo (a) e use seu creme com vitamina C sabendo o que ela pode fazer por você. Se a fase de adaptação for feita, pode usar sem medo!