Alien EDT – Thierry Mugler

Uma jóia, não é? Só pela embalagem eu compraria – sou dessas, vocês sabem – e ainda encontro uma fragrância do meu número, aí não precisaria de mais nada, além de dinheiro sobrando!
Fui fisgada pelo Alien EDT só por experimentar na loja, mas depois felizmente consegui uma amostra para namorar um pouco mais. Não posso dizer que me surpreendeu, pois eu já esperava um bom perfume, na verdade ele apenas confirmou a excelente imagem que eu tenho da perfumaria de Thierry Mugler. Vejo por aí que é controversa, mas sou adepta.
Com uma saída deliciosamente cítrica comandada pela mandarina e acordes cítricos. Em minha pele, em poucos minutos evolui para um coração de flores brancas e jasmim marroquino. Sensual? Sim! Feminino, provocante, enigmático: sim, sim e sim. Um perfume com excelente fixação em minha pele, e uma projeção agradável, nada muito invasiva. As pessoas sentem que estou perfumada quando estou próxima, mas não empresto meu cheiro ao ambiente todo, o que eu considero uma vantagem. 
Entenderia se alguém me dissesse que só usaria à noite, mas eu gostei tanto da fragrância que passo um dia com ele tranquilamente, se não for alto verão.
Notas de saída: Mandarina e acordes cítricos
Notas de coração: flores brancas e jasmim marroquino
Notas de fundo: âmbar branco e caximira
Eu espero conseguir resenhar mais perfumes de agora em diante, pois me dei conta que muitas preciosidades estão aqui sem serem compartilhadas com vocês. Mas sei que vocês também são mulheres perfumadas, acho que irão gostar…. não irão?

Coleção Risqué: É Campeão!

Finalmente uma coleção de esmaltes inspirados na Copa do Mundo sem ser baseada no verde-amarelo-pra-usar-em-jogo. Apesar de ter achado alguns lançamentos bonitos, vamos combinar que 90% deles só dá pra usar em dia de jogo, na base da esportividade, né?

Por isso eu gostei muitíssimo da proposta da Risqué nesta coleção outono/inverno. Eles foram espertos: aproveitaram o tema do momento, mas fizeram cores que podem ser usadas o ano todo, e muito chiques:

Por enquanto eu só vi as seguintes cores aplicadas nas unhas:

Aguenta Coração nas unhas da Samara Felippo, no dia da divulgação da coleção, em que também estava…

Foto: Instagram da Chata de Galocha, Lu Ferreira

a Lu Ferreira, que está usando o Pintou o Campeão. Esse tipo de acabamento metálico é bonito, mas eu tenho esmaltes assim: são chatinhos de passar com o acabamento todo perfeitinho, podem esquecer. Ficam essas marquinhas que vocês vêem na foto, mas não acho que isso atrapalha a beleza.

A bandeirinha Ana Paula Oliveira está com o O de Preto é o Juiz (esses nomes, rsrs), que parece ter um acabamento diferenciado.

Estou sem fotos dos esmaltes ainda, mas assim que receber da assessoria alguma coisa que mostre mais detalhes eu acrescento aqui no post.

Eu gostei! E vocês, o que acharam desta proposta da Risqué?

Mac Prep + Prime Beauty Balm – o BB Cream da Mac

BB Cream Mac – cor light

Tenho o Prep + Prime BB Cream da Mac há bastante tempo e confesso que usei pouco, e nem sei porque. Dos BB Creams que eu tenho ele o mais “maquiagem”, o que não quer dizer que ele seja pesado, mas que tem a cobertura e o acabamento mais legal. Vou tentar descrever pra vocês terem uma boa ideia de como ele é na pele, qual a sensação, e as vantagens e desvantagens do produto.

Prep + Prime BB Beauty Balm Mac

Prep Prime BB Cream Mac Light

Quando eu comprei só tinha 3 opções de cores, e por mais que eu tenha pesquisado eu não consegui entender muito bem a diferença entre elas: eram a Light, Light Plus e e Extra Light. Pelas fotos eu achava que todas poderiam ser da minha cor, e como ainda não tinha aqui no Brasil pra eu experimentar tive que escolher no escuro. Hoje eu dei uma olhada no site da Sephora e vi que a Mac atendeu ao apelo das mulheres e lançou o produto em várias cores, pois por incrível que pareça antes o produto só havia sido lançado para as branquinhas.

EDIÇÃO: O Prep + Prime BB agora tem 9 opções de cores. Bem mais fácil encontrar o seu tom, não acham?

Escolhi a cor Light, que até orna em mim mas não é perfeita não. Ele tem uma consistência cremosa e no verão eu não consigo usar. Agora o clima deu uma amenizada por aqui e estou usando numa boa:

Prep Prime BB Cream Mac Light

Não posso falar muito sobre um possível “tratamento” a longo prazo pois nunca usei esse produto por muito tempo, mas só esporadicamente. Agora quero ver se aproveito bastante pois me lembrei que tenho um ótimo produto parado dentro da gaveta e isso me incomoda! Se eu perceber alguma melhora eu conto pra vocês, mas acho que só o fato de sentir uma leve hidratação e o bonito acabamento do produto já me fazem ficar bem satisfeita com ele.

Prep + Prime BB Beauty Balm Mac no rosto

Prep Prime BB Cream Mac Light

Antes e depois: dá pra ver que na 2ª foto estou com a pele coberta como se estivesse com uma base mesmo? Pois é, pra mim ele é uma base, não vejo muita diferença. É bem confortável, transfere (nunca vi BB Cream que não transfere, sempre digo isso nas resenhas), tem um acabamento mais luminoso, que eu acho ótimo para peles maduras ou que estejam sem viço. Eu tenho pele oleosa e como já disse consigo usar em tempos de 20 e poucos graus. Se for menos, melhor ainda, mas isso não me pertence mais, kkkkkkkkkkk!

Prep Prime BB Cream Mac Light

Com pouca coisa dá pra enganar, né? Ah, este batom é aquele batom da Avon que mostrei outro dia.

Agora me contem, vocês tem usado algum BB Cream?


EDIÇÃO 2018

Resolvi fazer um vídeo mostrando o BB Cream, e atualmente algumas condições mudaram:

– hoje, não sei se eu fiquei mais clara ou mais escura, mas ele tem a cor igual a da minha pele;

-minha pele tem uma oleosidade mais controlada do que na primeira resenha, então consigo usar mais vezes. Ele continua dando sensação de hidratação, não matifica, mas me sinto melhor com ele hoje do que naquela época. E o acabamento continua indo bem, obrigada! Vale a pena assistir:

 

 


EDIÇÃO: A Van fez uma boa pergunta nos comentários, e achei relevante colocar aqui para complementar este post:

Vanessa: Lu, mas o que a MAC promete com ele? Procurei e não achei nada sobre isso. Porque bb cream de verdade tem que trazer uma série de benefícios pra pele, caso contrário o produto não passa de um hidratante com cor. Te confesso que fujo de bb cream ocidental por causa dessa propaganda enganosa fajuta, sabe? Só uso os asiáticos, que além de tudo custam bem menos.

Eu: Van, acho que quem for comprar esse BB Cream tem que querer um item de maquiagem, senão vai se decepcionar. Como eu digo no post, eu o considero uma base. 
Mas você tem toda razão quando fala sobre os BB Creams ocidentais: o ocidente comercializou a coisa de tal forma que eu considero tudo o que já vi como hidratante com cor, e alguns com filtro solar que preste pois pra mim FPS15 não conta como um protetor solar de verdade mesmo. Não tem como comparar com os produtos orientais! Se o foco for tratamento tem que se jogar neles mesmo.
Na embalagem a Mac não informa mais nada a respeito da proposta do produto, creio que batizando como Beauty Balm eles jogaram na mesma panela dos outros. Informam sobre o FPS, descrevem a fórmula e só. Bom, pelo menos não dá pra acusar de propaganda enganosa, já que na campanha eles mostram modelos com a pele boa e você realmente consegue uma pele bonita enquanto está com o produto, rs.
Beijos e obrigada por perguntar, pude acrescentar uma discussão que não estava no post antes! 🙂

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...