Batedeira Planetária Kitchen Aid | Dicas de Amélia

Batedeira Planetária Kitchen Aid | Dicas de Amélia

4 de novembro de 2013 13 Por Luciana Vilela
Na verdade, é uma dica de Amélia rica, ou pelo menos remediada com um cartão de crédito, rsrs. Mas antes de mais nada, deixa eu contar minha história com essa batedeira: ela era meu sonho!
Eu amo cozinhar, e a primeira coisa que eu aprendi a fazer quando eu era criança foi bolo. Eu comecei a fazer bolos com 8, 9 anos de idade. Depois que eu me casei, até investi em muitas coisas de casa e cozinha, mas nunca tive coragem de comprar essa batedeira. Até que há uns 2 anos, resolvi alguns problemas para uma amiga que morava nos EUA e quando ela voltou pra cá me trouxe essa batedeira de presente, como forma de agradecimento. Claro que eu falei (e era verdade mesmo) que não precisava….. mas aceitei, foi de coração, né? ♥ E que coração!!!
Não tenho o que falar: ela é perfeita. Tenho paixão por toques de vermelho na cozinha, e ela é um ítem de decoração na minha! Essa cor é lindíssima, e quanto ao design da KitchenAid, o fato de ser um design de 1936 e que nunca sofreu alteração, já diz alguma coisa. A pintura é automotiva, brilhante, um acabamento perfeito, e ela é pesadíssima (meu marido que entende dessas coisas costuma dizer que motores que são bons, geralmente são pesados).

Ela tem 10 velocidades, e na velocidade máxima parece que ela vai sair voando. É impressionante a diferença (comparando a uma batedeira normal, que era a que eu usava antes): quando se faz um bolo, algumas receitas minhas rendem 50% a mais. Suspiros, marshmallows e chantillys crescem e ficam ótimos! Se você é profissional, se vive disso, acho que não vai escapar desse tipo de equipamento, vale o investimento – não posso falar de outras marcas, pois nunca usei, mas existem outras planetárias que custam 20% do preço desta.

Esta tampa que se abre é um encaixe para acessórios que você pode comprar à parte: moedor de carne, extrator de sucos, etc. Até que eu animo a comprar lá fora…

Esse é um sorvete em pó (da Yoki). Nunca tinha experimentado, mas quando vi que ele era indicado para fazer em batedeiras planetárias, comprei pra ver como era, e gostei. Até que pra um sorvete que custa menos de R$4,00 (já comprei até de R$0,98) por 2l não dá pra reclamar, e é mega rápido: você bate por 5 minutos e ele gela em aproximadamente 5 horas no freezer.

Olha lá o rendimento do sorvete! Na embalagem diz que se você usar a batedeira convencional rende 1l, mas na planetária, rende 2l, e é verdade. Também… olha ali a diferença do batedor… é covardia!

O Dicas de Amélia não acabou, mas é que muitas vezes eu faço tantas coisas na correria que não consigo transformar em posts. E a mudança está chegando, parece que até o fim do mês eu estarei na casa nova! Vou contando as novidades por aqui e no face, tá?

Beijos!!!