Sobre saúde, remédios e afins

Oi mulheres!

Muitas de vocês ja sabem que esta semana esta devagar aqui no blog, mas em compensação a vida off-line está agitada! Aconteceram algumas coisas que me fizeram pensar, e como estou de molho hoje resolvi escrever pra dividir com vocês.

Quem acompanha o blog deve se lembrar de algumas vezes em que contei que tive crises de dor de garganta durante o ano.Foram 4: março, junho, julho e a ultima em outubro, na semana passada. Em todas as ocasiões eu fui ao médico (3 delas com o mesmo otorrino) e fiz o tratamento prescrito certinho. Nas 3 primeiras vezes usei um antibiótico, mas na 4a o médico resolveu alterar o tratamento e passar para um antibiótico diferente, já que a repetição das crises poderiam ser (além de outras coisas) uma amostra de que o primeiro antibiótico não estaria fazendo efeito mais. Tomei um antibiótico diferente, durante uma semana, até domingo ultimo. A garganta melhorou rapidamente e eu viajei como estava previsto há mais de um mês para providenciar coisas da nossa mudança – nada é fácil, por sinal.
Ontem eu sai cedo e passei o dia todo na rua e quando cheguei ao hotel fiquei surpresa: o incomodo que estava sentindo nas pernas não era dor muscular por andar muito, como eu estava pensando, e sim uma enorme reação alérgica. Da cintura para baixo eu estava (ainda estou, mas menos) toda empolada, vermelha, inchada e durante a madrugada ainda começou a coçar. Um horror!
Levantei cedo e fui ao Hospital São Lucas, relatei o caso e realmente  é um caso de reação ao medicamento, com 99% de certeza. Só que estou de molho no hotel hoje, pois as pernas ainda estão inchadas e doloridas, mesmo que as primeiras doses de medicamento já tenham feito bastante efeito.

O motivo de contar isso pra vocês é que fiquei pensando…

– sou do tipo que não toma nada sem receita médica, e ainda me acontece isso… Como fazem as pessoas que tomam remédios por conta própria?

-não adianta nada essa correria doida que a gente arruma pela vida afora se os cuidados com a nossa saúde não estiverem em dia. Para as doidas fitness de plantão, eu nao estou falando de academia, barriga tanquinho e whey goela abaixo, estou falando de um simples tempo de descanso, comer devagar, ficar quietinha no fim de semana para descansar, comer direito, sem pressa, uma comida de verdade que não seja fast food, colocar as pernas para cima e fechar os olhos um pouquinho.

Eu sei que isso só não basta, mas já seria um bom começo… Tempo hoje é um artigo de luxo e essas coisas que eu mencionei ficaram raras. Me conte: você consegue fazer alguma delas?

*Não mencionei os nomes dos remédios pois foi um caso meu, e se eu falar pode ser que alguém leia o post e pense que o remédio fará isso com ela também. Remédio é coisa tão séria que a gente (leiga) não pode indicar nem os que fazem bem, nem os que fazem mal, pelo mesmo motivo: cada pessoa reage de um jeito.