Conversa

Sobre o blog…

18 abr 2013 • por Luciana Vilela • 7 Comentários

Hoje quero falar sobre várias coisas, que podem servir para as blogueiras e para leitoras. Longe de mim querer dar dicas, embora eu não me importe de responder quem me pede alguma informação ou sugestão. Mas ainda me considero engatinhando nessa coisa toda…

Para quem não sabe, comecei a blogar em dezembro de 2010, bem no final daquele ano, em um blog que falava exclusivamente sobre beleza, o Duas Lus, junto com minha cunhada que tem o mesmo nome que o meu, daí o nome do blog. Faço o Mulher Sem Photoshop desde março de 2012, e encerrei o Duas Lus em maio de 2012, por isso fiquei pouco tempo mantendo os dois. Com a experiência diferente entre um e outro, aprendi algumas coisas que vou falar aqui.

  •  Já recebi e-mails de quem está criando um blog, pedindo dicas de como fazer o blog crescer. Sempre respondo a mesma coisa: cuide do conteúdo, é o mais importante.

Este é um print do Google Analytics do MSP. Metade dos acessos do blog são de tráfego de pesquisa, que são as pessoas que chegam ao blog através de pesquisa (dã). Por exemplo: digitam no google: “o creme X é bom?” ou então ” resenha do pó da Mac”, etc. E aí? Quer dizer que você vai soltar 5 posts por dia com fotos achadas no Google e colocar no título do post “resenha do produto X” e acha que todo mundo vai te visitar?

Claro que não. Se a pessoa ler (considere uma pessoa inteligente, tá?) e entender o que você está dizendo, gostar da sua avaliação, sua forma de escrever, sua linguagem, etc, etc, provavelmente vai querer visitar as outras páginas, conhecer melhor o blog, e até virar uma leitora. Então adianta escrever qualquer coisa sobre tudo, só pra ter um monte de “conteúdo”? Não.

  • Aí vem outro ponto que eu queria mostrar: a tal da taxa de rejeição. É a quantidade de pessoas que chegam ao seu blog (ou por pesquisa ou qualquer outra coisa) só olha e sai rapidinho, sem navegar nada. Seu blog ganhou uma visita? Ganhou. Mas a pessoa nem leu. Adianta?
Vou contar uma coisa: em época que eu faço sorteio no blog, as visitas bombam. Mas sabe qual é a taxa de rejeição? 
80%!

Sabe qual a taxa de rejeição de quando não estou fazendo nenhum tipo de promoção aqui?

7%.

Nunca tive uma taxa de rejeição tão baixa, e isso é ótimo. Eu fico feliz em saber que 93% das pessoas que  chegam ao blog, se interessam por alguma coisa, lêem, navegam um pouco (às vezes até comentam) e depois podem querer voltar. Afinal de contas, vamos ser sinceras, né? A gente escreve e quer ser lida, ué! Fazer blog pra quê, então?
Só pra vocês terem um idéia, o site da Beca Brait, que disponibiliza os dados aqui, tem 69, 5% de rejeição, e é um blog considerado grande.

Agora, blog que só faz sorteio, e coloca trocentas regras, pra ter milhares de seguidores e não ter quem lê o post… Não é isso que eu quero. A pessoa que chega pelo sorteio, às vezes nem lê o post do sorteio, porque não segue as regras direito, e vai embora. Esse tipo de visita não me interessa.
*Vou continuar fazendo sorteios no blog, viu? Só estou falando porque não encho o blog deles.

  • Seguidores não são o principal objetivo. Pelo menos, não o meu. Adoro ver o número de seguidores do blog aumentando, mesmo sem fazer nenhum tipo de promoção. Legal isso, né? A pessoa tomou a iniciativa de seguir porque gostou.
Obrigada, leitoras!
Quando eu tive o primeiro blog, a minha cunhada fez uma parceria com a Bia, do Eu Vou de Rosa, e o número de seguidores do blog passou de 1600 pra quase 4000 de uma vez, por causa do sorteio. Legal, muita empresa se interessou pelo blog e quis parcerias – tão ingênuas essas empresas, gente – e quando o blog terminou tinha quase 5000 seguidores. Posso contar um segredo? Ele tinha menos de 1/5 de acessos do que o MSP, que não tem 2000 seguidores ainda.
Exatamente por causa do que eu acabei de falar ali em cima…
  • Claro que eu fico olhando as estatísticas do blog, mas por outro lado, faço posts do meu jeito: agradando ou não, desde que esteja de acordo com a minha maneira de querer falar. 
Por isso, ao aceitar produtos de empresas, deixo claro (está até no Mídia Kit do blog) que eu darei minha opinião sobre o produto sem interferência da empresa. Fique claro que o fato de receber produtos de empresas é uma maneira também de aumentar e diferenciar o conteúdo do blog, já que eu não posso (nem quero!) comprar tudo que é lançado por aí. É bom pra vocês também, que poderão se informar melhor.
De maneira nenhuma minha opinião é vendida aqui.

Não quero fazer um post muito longo, só queria que vocês soubessem coisas que eu descobri ontem ao dar uma pesquisada melhor nas estatísticas do blog. Fiquei analisando, comparando com minha experiência no primeiro, vendo onde posso acertar mais e melhorar. Adorei ver o resultado, eu gosto de escrever, gosto muito dos assuntos que eu abordo aqui, quero continuar fazendo por prazer e espero que quem goste também continue comigo.

Beijos, leitoras (es)! E muito obrigada!

*Edição: uma pergunta da Betty que eu acho válido colocar aqui como informação:

Tráfego de referência: visitas que chegam através de links em outros sites.

Tráfego direto: visitas das pessoas que digitam diretamente o endereço do site no navegador

Comente Aqui

 
7 Comentários
  1. Betty Gaeta   ///   18/04/2013 - 02H30

    <br />Oi Lu,<br />Adorei as suas explicações. Eu apanho um bocado com o Google Analytics. Sempre tenho dúvida do que é trafego de referência e o direto. Vc sabe a diferença entre os dois?<br />Sua taxa de rejeição está baixíssima! O pessoal do SEO aceita que os blogs tenham taxa de rejeição por volta de 70%. <br />Tenha um ótimo restinho de semana!<br />Bjs<br /><br />GOSTO DISTO!<br />

    • Mulher sem Photoshop   ///   18/04/2013 - 02H35

      Betty,<br /><br />tráfego de referência é o que vem através de links em outros sites, por exemplo, em blogrolls de outros blogs, tráfego direto é a pessoa que digita o endereço do seu site. <br />Tá baixíssimo mesmo, e antigamente a minha taxa de rejeição era em torno disso mesmo, 69%, mas eu acho que o que atrapalha isso são os sorteios, pois muita gente entra no blog, olha o que é o sorteio e

  2. Ana Cristina   ///   18/04/2013 - 02H40

    Lu, sou uma leitora/fã/amiga que te conheceu pelo Google, procurando uma The Vice para comprar.<br />Nessa mesma situação, já visitei centenas de blogs. O que me fez &quot;parar&quot; no seu foi a variedade de informação, a análise imparcial (óbvio, parcial em relação aos seus gostos e opiniões pessoais, mas imparcial em relação à opiniões patrocinadas) e a atenção que eu recebi em um contato com

  3. Vanessa Sial   ///   18/04/2013 - 03H34

    Este comentário foi removido pelo autor.

  4. Vanessa Sial   ///   18/04/2013 - 04H41

    Oi Lu,<br /><br />Sua trajetória (e tempo de atuação) é bem semelhante a minha história. Penso exatamente como você. Geralmente recebo email de pessoas querendo começar a blogar e as perguntas recorrentes são: como fazer bombar e como ganhar dinheiro. respondo e dou alguma dicas, mesmo que eu não tenha isso como objetivo.<br /><br />Leio diariamente seu blog porque desde a primeira leitura me

  5. Gi Lizarda   ///   18/04/2013 - 11H37

    Post MUITO bom, Lú. Aliás, como sempre. Vc é como eu, se interessa mais em dar a sua opinião sincera e objetiva. Se fizer amigos e parceiros com isso, bem. Se não fizer… pelo menos suas leitoras confiam em ti. Tá de parabéns pelos números!<br /><br />Beijocas.

  6. Xênia Virginie   ///   21/04/2013 - 10H19

    Adorei (pra variar! srsr) seu post Lu! Mt interessante! Sendo tambem autora de blog aprendi mais um pouquinho! Parabéns pelo post, blog e dedicação!!!<br />Beijinhos!

Posts Anterior
Próximo Post
Topo