Carta a Senhora Luiza Barcelos

Carta a Senhora Luiza Barcelos

3 de outubro de 2012 38 Por Luciana Vilela

Cara Senhora Luiza Barcelos,

venho respeitosamente expor a V. Sa. meu respeitoso descontentamento com sua conduta em relação a minha pessoa. Sim, eu sei que a senhora não me conhece e pode estar se perguntando como pode estar fazendo atentados contra mim sem nem me conhecer, mas eu vou explicar.

Eu conheço a senhora muito bem, diria até que eu e minha família (leia-se mãe e irmã) nos referimos à senhora como Dona Luiza, de modo que quando minha mãe sai de casa dizendo que fará uma visita cortês à Dona Luiza, sabemos que ela está indo ao Diamond Mall para visitar uma de suas lojas.

Para ilustrar o motivo de minha carta dirigida a senhora, quero te contar uma história ocorrida no 1º semestre. Uma noite fui dormir me sentindo vitoriosa, pois fiquei horas pela internet afora namorando uma sandália dourada (de sua autoria) que eu achei simplesmente a coisa mais linda que poderia entrar nos meus pés. Mas resisti bravamente. Pensei no preço que eu não poderia me aventurar a pagar por uma sandália que, mesmo linda, eu provavelmente usaria pouco, tendo em vista minha escassa vida social, e não comprei. Fui dormir me sentindo mais rica, porque mulher acha que quando deixa de gastar dinheiro na verdade o está ganhando.

sandalia_dourada_luiza_barcelos

O problema foi descobrir que a minha resistência a sua sandália durou até a próxima visita a sua loja em plena liquidação. Bom, pelo menos durou mais tempo do que qualquer regime que eu já fiz até hoje.

Mas não resisti ao colocá-la nos pés… os olhos brilharam quase tanto quanto a sandália e eu, não contente, ainda encontrei outra. E mais outra. O resultado foi que eu sai de sua loja com a sacola cheia de sandálias. Mas como lidar?

E ainda ter que deixar outras opções, entre tantas coisas maravilhosas que eu experimentei, sem mencionar as bolsas? E ainda ter que dormir depois?

E como se não bastasse, ainda me convidam para o lançamento da coleção primavera-verão, que eu não pude ir por causa do trabalho (sim, agora tenho que pagar as sandálias!), o que eu agradeço aos céus, pois não vi ao vivo coisas desse tipo:

Sandália Luiza Barcelos

Sandália Luiza Barcelos

Me empobreceriam em um piscar de olhos.

E então eu pergunto, Sra. Luiza, porque? Como a senhora não pensa em nós, que temos que escolher um, ou no máximo dois ítens das suas coleções, por ano? Sim, porque um ou dois a cada coleção seria muito bom, mas no meu caso, impraticável. Resta a mim ficar procurando as carinhosamente apelidadas por mim de “genéricas”, ou seja, aquelas que tentaram fazer algo parecido com o seu trabalho, mas ficaram no meio do caminho.

Mas por favor, peço encarecidamente, manere nas próximas vezes…

Atenciosamente,

Luciana Vilela