Cor do cabelo da Ana Furtado 2017

Ana Furtado fica morena e a cor da tintura está aqui!

Ana Furtado ficou morena e o cabelo novo está fazendo sucesso na internet. Ela tem postado algumas fotos bem bacanas no seu perfil do Instagram, onde o cabelo aparece sempre com um brilho incrível, contrastando com a sua cor de pele, e o resultado realmente ficou muito bom. Pra quem não viu ainda:

Cor do cabelo da Ana Furtado 2017

Cor do cabelo da Ana Furtado 2017

Cor do cabelo da Ana Furtado 2017

Qual a tinta de cabelo usada por Ana Furtado?

A cor da tintura usada no cabelo da Ana Furtado foi Imédia Excellence da Loreal – cor 2.8 – Preto Extra Profundo.

 

Vocês já devem ter percebido uma onda de novas morenas ultimamente, não é? Eu tenho visto muitas celebridades e amigas se transformando (essa vontade não me pegou!), realmente os cabelos pretos estão em alta nessa temporada. O bom dessa cor é que realça bastante, mas em algumas pessoas pode pesar o semblante – eu já tive meu cabelo preto azulado, mas nos meus 19,20 aninhos…hoje eu não me aventuro mais. A última vez que escureci meu cabelo foi com o Pimenta Paloma da Garnier (4.66) e já achei que pesou. Imagine uma cor de altura 2?

As tinturas da Imédia Excellence são encontradas em farmácias, drogarias e lojas de departamentos e custam em média R$20,00. Vem com bisnaga, água oxigenada, luvas e o condicionador Imédia Excellence maravilhoso para finalização.

 

 

 

Minhas cores de cabelo – Conexão carioca

Quem nunca mudou de cabelo na vida?

Eu tenho um vasto histórico de cores de cabelo, estava aqui pensando sobre isso… Quando pensamos em falar sobre tintura de cabelo no Conexão Carioca eu logo pensei: “se eu resolver contar tudo o post vai ficar gigante!” Mas vamos lá, pelo menos vou tentar.

A primeira vez que eu me lembro de ter usado alguma coloração no cabelo foi aos 19 anos, quando decidi que queria dar uma clareada e usei um tonalizante. Não adiantou nada, mas eu fiquei me achando. Se eu me lembro bem, meu cabelo é naturalmente castanho claro (já tem tanto tempo isso que eu realmente não saberia definir, kkkk), e dava uns reflexos mais claros de vez em quando pois eu tomava muito sol nos fins de semana. Nesta foto eu tinha 19 anos e o cabelo era bem compridão:

Cabelo Virgem (ou quase)

Luciana 19 anos

Se tem alguém com cabelo virgem lendo este post já vou avisando: se eu sonhasse tudo o que viria pela frente eu jamais teria pintado meu cabelo sem precisar. Leia o post até o final e você vai entender…o cabelo nunca mais é o mesmo!

Nessa época eu não tinha muita informação sobre muita coisa. Eu sempre assinava revistas de moda e beleza e pegava as dicas e tendências que tinham nesse tipo de mídia, porque as coisas não eram tão fáceis como hoje na internet, onde se acha de tudo. E então eu ficava buscando inspirações pra mudar alguma coisa, ía lá e mudava! Simples assim!

Cabelo preto azulado (Preto Azulado da Soft Color – Wella)

Luciana 22 anos - cores de cabelo - Preto Azulado da Soft Color - Wella

Foi numa dessas influências que um dia eu resolvi pintar meu cabelo de preto azulado. Aliás, não foi tintura, foi o tonalizante Soft Color da Wella, que tinha uma cera de abelha da fórmula (ou tem ainda, não sei) que deixava meu cabelo ótimo e com um brilho lindo. GENTEEEEEE, eu AMEEEEEEI esse cabelo! Eu era novinha então a cor não pesou, pelo contrário, realçou na minha pele clara e ficou muito legal. Quando eu retocava e ele ficava com esse reflexo bem azulado aí é que ficava MUITO SHOW mesmo.

Agora pensa comigo: nessa época (1998) não existian blogs de beleza. Eu pegava as ideias e fazia, igual as pessoas fazem hoje inspiradas em blogs. Eu tinha que virar blogueira mesmo, não é?

Cabelo castanho

Depois da viagem ao preto azulado deixei meu cabelo em paz por um tempo. Aí veio tanta coisa: terminei a faculdade, comecei a trabalhar, namorei e noivei. Meu cabelo não era mais tão clarinho como antes, e eu só gostava dele grandão. No meu noivado eu tava assim:

Luciana 24 anos

Nessa época ele não estava com tintura, mas já não era mais o mesmo (embora fosse bem bonito, modéstia à parte). Eu sempre deixava os cachos naturalmente soltos, não fazia nada de escova, nem chapinha, NADA. E já usava muito produto pra cabelo, lógico!

Castanho cor 6.88 (Mel Tabaco da Imédia)

Depois que eu me casei comecei a pintar meu cabelo mais vezes, só pra mudar mesmo. Estão vendo? Sempre fui assim! Isso foi em 2002, e eu descobri um tom que ficou lindo em mim: o 6.88, Mel Tabaco da Imédia. A Aline Moraes aparecia com essa cor de cabelo e eu GAMEI. Pois é, gente, sempre fui influenciável nessas coisas!

Luciana 26 anos - cores de cabelo - Mel Tabaco 6.88 da Imédia

 

Mechas Californianas no salão

Aí veio outra moda: iluminar os fios com as mechas californianas. Na época, 2003, a Debora Secco apareceu com a novidade feita pelo Marco Antonio de Biaggi, e foi um sucesso. E eu fui atrás: (gente, eu era louca ou o que????)

Luciana 27 anos

Fiquei assim por algum tempo mas não aguentei o ressecamento dos fios causados pelas mechas. Eu não sabia direito como tratar meu cabelo assim e acabei desistindo delas. Mas ficou muito legal, e todo mundo comentava!

Gravidez – sem tintura

Luciana 30 anos

Quando fiquei grávida da Laura tive que passar a gravidez toda sem pintar o cabelo (geralmente os médicos não deixam usar nenhuma química). Como gravidez (ainda mais a primeira) é tempo de festa, a gente nem pensa mesmo nessas coisas. O pensamento fica voltado para o bebê, para a saúde, e cor de cabelo fica em centésimo plano. Mas aí começou o problema: eu comecei a ter fios brancos. E por causa deles, daí pra frente eu não deixei mais de pintar…

Por isso que hoje eu penso que se eu sonhasse que iria ter fios brancos tão cedo (com 30 anos) eu teria deixado minhas “brincadeiras de pintar cabelo” pra lá.

Depois disso, o blog

Depois disso, as minhas aventuras pelas tinturas de cabelo foram quase todas registradas aqui (desde 2011!). Mas pra resumir, foi basicamente:

Mistura do 6.0 e 7.0 da Imédia (e um tempo com a Olia da Garnier)

Usei essa mistura por um bom tempo, talvez uns 6 anos.

Cores de cabelo: mistura do 6.0 e 7.0 da Imédia

Está aqui: a tinta do meu cabelo

Msitura do 7.0 com 7.88 da Imédia

Cores de cabelo: mistura do 7.0 e 7.88 da Imédia

Saga ruiva

Desde 2015 estou apaixonada pelo meu ruivo, e acho que encontrei meu tom pra vida. (Será? Lendo este post é até dificil de acreditar, né? kkkkkkk)

Mas tem tanta história com esse ruivo que é melhor lerem tudo nos outros posts do blog!

Aqui tem um resuminho bom: 50 tons de ruivo

E meu último tom, a Majirel 8.34

Cores de cabelo: ruivo

UFA!!!!

Será que ficou tudo registrado aqui ou esqueci de alguma coisa? hahaha Bom, pelo menos a maioria está aqui sim. Se de tudo isso fica uma lição, a lição é essa: quando minhas filhas resolverem ficar pintando o cabelo só de farra eu vou contar essa história pra elas. Vale a pena? Na época sim, é tudo uma festa, é muito gostoso mudar, mas depois… a gente paga o preço, viu?  O cabelo não fica mais tão bom, tem que cuidar muito, mas muito mesmo. Não vou proibir que elas façam nada, mas vou ter muita bagagem para aconselhar. Concordam?

Agora vamos ver os posts das meninas do Conexão Carioca?

Conexao-Carioca

Patrícia Meirelles – Fuxico de Mulher

Tina Szabados – Make, Coisa e Tal

 

O novo ruivo de Sophia Abrahão – e as cores da Fashion Paris da Loreal

Sophia Abrahão agora está com o cabelo vermelho, veja o tom!

Não foi a toa que eu me apaixonei pelas cores da Fashion Paris, a coleção de tinturas da Imédia Excellence de Loreal Paris. Nas embalagens e nas fotos da campanha já dava pra ver que as cores são lindas, e agora que elas foram aplicadas nas embaixadoras digitais da Loreal eu estou babando!!!

O novo ruivo de Sophia Abrahão - e as cores da Fashion Paris da Loreal

 

Lia Camargo usou 1.101 Preto Alta Costura, Mica Rocha usou o louro 7.340 Louro Flash, Carol Magalhães está com o 6.032 Chocolate Passarela, mas quem lacrou mesmo foi Sophia Abrahão:

O novo ruivo de Sophia Abrahão - e as cores da Fashion Paris da Loreal

Sophia Abrahão usou a tintura 5.260 Vermelho Glamour da Coleção Fashion Paris.

Olha….sinceramente não era a minha cor preferida da coleção (gostei do Chocolate Passarela) mas pra mim foi o melhor resultado! E tenho que tirar o chapéu pra Sophia Abrahão, viu? CORAJOSA!!!!!!

Se eu tivesse um cabelo ruivo perfeito daqueles eu não sei se teria coragem de pintar, gente!!!! E agora, será que volta ao que era antes? Será que ela vai ficar assim por muito tempo?  Tô xó!

Gostaram do cabelo novo da Sophia Abrahão? Eu amei (e amava o antigo também)! Vocês teriam coragem de mexer num cabelo perfeito daqueles, o que vocês fariam?

 

Fashion Paris de Imédia Excellence – 4 cores exclusivas!

Fashion Paris é uma coleção exclusiva de Imédia Excellence para as brasileiras

Recebi as 4 cores de Fashion Paris, a coleção de 4 tonalidades exclusivas que a Imédia Excellence lançou baseada nas tendências das passarelas e na forte tendência Boho Chic de Paris. Eu achei essas cores simplesmente fantásticas, e se eu não estivesse tão feliz com a minha ruivice eu já teria me jogado em uma delas!

 

 

Fashion Paris de Imédia Excellence - 4 cores exclusivas

 

Ainda veio como mimo um brinco deslumbrante da Pri Schiavinato, designer mineira das bijuterias mais lindas, AMO!!!

As cores de Fashion Paris

As cores foram desenvolvidas especialmente para o cabelo das brasileiras, e são:

1.101 Preto Alta Costura – 5.260 Vermelho Glamour – 7.340 Louro Flash – 6.032 Chocolate Passarela

A fórmula da coleção Fashion Paris tem uma combinação de colorantes, quatro camadas de reflexos e um potente revelador protetor de cor, resultando em cores mais ricas e com resultado perfeito até em cabelos com bases mais escuras, que é o caso da maioria das brasileiras.

Fashion Paris de Imédia Excellence - 4 cores exclusivas

Eu já tive um cabelo pra cada tonalidade dessa coleção, hahahahaha! Vocês sabem que eu sou meio camaleoa e amo trocar a cor do meu cabelo, né? Quem me acompanha há mais tempo já deve ter visto. Mas quando eu tive o cabelo preto azulado assim eu não tinha blog ainda, e também já usei o tom 6.88, que é um chocolate também, tudo isso antes do blog. Mas olha…fiquei apaixonada por esse Chocolate Passarela, gente!!! Se um dia eu enjoar do ruivo (estou achando difícil isso acontecer tão cedo!) quem sabe eu pulo pra essa cor? Porque embora eu ache o Preto Alta Costura DIVINO eu já estou convencida de que não posso mais usar tons escuros, acho que está pesando muito e me deixando mais velha 😛

Aliás, vocês tem acompanhado as notícias de que os cabelos escuros são a nova cor do momento? Pelo menos são mais fáceis de pegar (o preto pega em qualquer cabelo) e não estraga o cabelo, pois não precisa abrir as cutículas dos fios. Quando eu tive cabelo preto ele estava incrivelmente bem cuidado, é muito mais fácil!

A cor do cabelo de Isabeli Fontana, que é embaixadora de Loreal Paris, é o Preto Alta Costura 1.101:

Cor do cabelo preto de Isabeli Fontana 2015

Foto tirada para a revista Glamour Brasil

 

Onde comprar a coleção Fashion Paris

As cores da coleção Fashion Paris estão sendo vendidas nas Lojas Americanas com exclusividade, e o preço sugerido é de R$21,99.

 

O milagroso condicionador das tinturas Imédia da Loreal

Pode ser que você não pinte o cabelo e não conheça esse condicionador, mas precisa conhecer!

Resolvi fazer este post pois estava organizando as gavetas do meu banheiro e vi a quantidade de condicionador que eu tenho, e pensei: ainda não dei essa dica no blog!

Vocês sabem que eu pinto o cabelo, e junto com a Imédia da Loreal vem esse potinho com 40ml de um condicionador que deve ser passado depois de enxaguar a tintura. Gente, ele é um espetáculo!

O condicionador protetor da tintura Imédia da Loreal

 

Uma embalagem dessa dá para duas generosíssimas aplicações no meu cabelo, mas se você tiver cabelo fino talvez use umas 4 vezes, pois ele é muito potente! Eu tenho muitos pois minha mãe usa a mesma tintura mas ela tem cabelo muito fininho e prefere não usá-lo, pois ele reduz muito o volume, então eu ganho todos os dela :)

Se você não precisa pintar o cabelo ainda (puxa, você é feliz…) talvez não conheça esse condicionador, então tá aqui a dica! Talvez alguma amiga, prima, irmã, tia, pinte o cabelo mas não use o condicionador, então trate de arrumar um pra experimentar, é muito bom!

Só fiquei aqui pensando: será que a Loreal tem esse mesmo produto em outra embalagem? Será que ele é a versão de alguma máscara da marca??? Olha… queria descobrir, pois eu teria na minha prateleira com certeza! A indicação da embalagem da Imédia é que ele seja usado para proteger a cor, então eu uso no dia da pintura e depois de 2 ou 3 semanas, depende se eu fiquei muito exposta ao sol (sol desbota!).

O cheiro é de produto profissional, ajuda bastante a disfarçar o cheiro da tintura, que não me agrada nem um pouco… mesmo assim ainda dá pra sentir depois de lavado. Quando usado sozinho, aí sim dá pra sentir o cheiro de máscara profissional, e se usar um secador então…parece que fez escova no salão.

Fica a dica, viu? Alguém aí já usou?

 

 

Pintei o cabelo: Imédia 7.0 + 7.88

Gosto de postar o resultado das misturas para quem quiser se inspirar: veja como fica 7.0 + 7.88

Mudei de novo. Dessa vez foi meio sem querer, pois minha intenção era que ficasse um pouco mais claro…mas calma que o verão ainda não chegou e vou deixar para clarear um pouco mais da próxima vez. Dessa vez meu cabelo ficou mais escuro do que eu deixei durante o ano todo, mas se cobre os brancos…tá valendo (ô tristeza).

Resolvi postar agora toda vez que eu pintar, pra depois poder comparar os resultados. Das últimas vezes eu estava usando a Olia da Garnier, e gostei muito, só que percebi que a durabilidade é menor em relação a Imédia da L’Oreal. E eu pinto por causa de fios brancos então…quanto mais durar, melhor. Voltei pra Imédia.

Resultado Tintura Imédia Loreal 7.0 com 7.88

 

Resultado Tintura Imédia Loreal 7.0 com 7.88

 

 

Escuro, né? No post da Olia tem foto da mistura do 7.0 com 8.0, olha lá como fica mais claro! Tô começando a achar que ficou pesadão, por isso da próxima quero clarear mais. Ah, tudo bem, adoro mudar a cor do cabelo!!! 😀

 

E você?

 

 

A tinta do meu cabelo

Algumas pessoas já me perguntaram aqui no blog se eu sou ruiva, ou se estou ruiva, qual a cor do meu cabelo, etc. Já que em algumas fotos meu cabelo fica com um tom diferente eu tenho mesmo que explicar que às vezes é um efeito da foto – não intencional, mas devido a luz, sei lá.

Então, para esclarecer, e de repente até ajudar quem esteja querendo fazer alguma mudança, vou contar o que ando fazendo com a coloração dos meus fios!

Meu cabelo é naturalmente castanho claro, mas desde meus…18…19…ah, num lembro mais… eu pinto. Comecei a pintar por farra, mas depois tive que pintar por necessidade, devido aos fios brancos. Já tive o cabelo preto-PRETO-PRE-TO!!!! E era lindo, eu adorava e dava um efeito lindo com minha pele clarinha. Mas eu era bem novinha e descansada, né? Isso faz muita diferença! Quem entra na fase do casamento, trabalho, filhos, dorme mal, entra nos trinta…aí a cor escura pesa no semblante. E pesa mesmo!

Quando eu tinha uns 25-26 anos eu pintei durante muito tempo com um tom 6.88 da Imédia, que deixava meu cabelo com um tom de mel muito legal também. Mas esse foi o outro tom que começou a pesar..

Aí, pra encurtar a história de muitas tentativas, entre elas de californianas e mais um monte, resolvi parar no tom que tenho agora. Primeiro, usava o tom 6.0 da Imédia, e depois passei pro 7.0, o que deixou meu cabelo com um tom de loiro que me assustou. Aí resolvi misturar, e deu nisso:

Vira um castanho acaju (alguém mais conhece esse termo ou é coisa de velho?) e depois de algumas lavagens ele desbota um pouco e passa a ficar mais ruivo mesmo. Aí já vai chegando a hora de pintar de novo.

A vantagem deste tom pra mim é que:

-não tenho que usar água oxigenada, o que salva um pouco meu cabelo do ressecamento.

-é um tom aproximado do meu tom natural, o que evita retoques com tempos curtos. Consigo manter um intervalo de 1 mês e meio entre os retoques (gente, eu ODEIO pintar cabelo, esse intervalo pra mim ainda é curto!)

-fujo do tom mais escuro que deixa meu semblante pesado, acentua olheiras, essas coisas. Estou pensando seriamente em passar gradativamente para tons mais abertos, já que os enta se aproximam! E como mulher não envelhece, fica loira, o jeito é acender o visual mesmo! Dá uma ajuda e tanto…

Pronto. Desvendado o mistério! Agora me conta, você está usando alguma coloração?

*Comprei finalmente a OLIA da Garnier, da próxima vez que eu pintar será com ela, aí mostro aqui.

Imédia Excellence – Californianas

A Loreal lançou esse produto para quem quer fazer as famosas mechas Californianas em casa. Gente, eu gostei…me deu até vontade de aderir – eu e essas vontades de fazer um monte de coisa no meu cabelo e acabo não fazendo nada.

Eu achei, sinceramente, um passo ousado da Loreal. Algumas coisas exigem muito mais do que produtos, mas técnicas. Pelas dicas do Proença mesmo a gente vê que existem critérios para fazer essas coisas, que não é todo mundo que sabe. E fazer é fácil, mas desfazer…
Parece um produto legal, e eu uso a Imédia no meu cabelo há muito tempo e gosto, por isso eu não teria problema nenhum em usar, deu até vontade, mas aconselho muita cautela a quem quiser se aventurar a fazer sozinha…

A porta-voz do produto é a Isabeli Fontana – sério, não tô reconhecendo.
Mas gostei do cabelo!

Pra contar como ele funciona, vou ter que copiar e colar parte do release, pois vem explicadinho o passo a passo:

1) Separe o cabelo em 2 partes a partir da parte de trás da cabeça. Se você tem o cabelo curto, colocar uns grampos de plástico na parte de trás da cabeça pode ajudar a manter o cabelo repartido e facilitar a aplicação.
2) Com as luvas, aplicar a mistura do produto, feita de acordo com as instruções da bula, na escova expert até cobri-la por inteiro.
3) Começar a aplicação entre as orelhas e o queixo em uma das partes de cabelos já separadas. Aplicar primeiro na parte de trás da cabeça, do comprimento às pontas. Evitar usar o produto no couro cabeludo.
4) Recarregar a escova e, em seguida, aplicar a mistura no comprimento e pontas na parte da frente da cabeça. O produto pode ser deixado de maneira irregular para obter um efeito de movimento natural. Fazer a mesma aplicação na 2ª parte do cabelo.
5) Deixe agir de 25 a 45 minutos nos cabelos, de acordo com o clareamento desejado.

6) Enxágue abundantemente o cabelo com água morna, mantendo as luvas. Aplicar o tratamento condicionante com Nutri-Ceramida que vem no kit para garantir cabelos macios e brilhantes.

Imédia Excellence Californianas está disponível em 4 nuances, cada uma feita sob medida para diferentes cores de cabelo:
Nº 1 – para cabelos castanhos escuros e pretos
Nº 2 – para cabelos castanhos de médio a escuro
Nº 3 – para cabelos castanhos de claro a médio
Nº 4 – para cabelos louros de claro a escuro

Marcos Proença, Hair Expert de L’Oréal Paris no Brasil e defensor do visual com luzes Californianas, dá algumas dicas sobre a técnica:
– Na primeira vez, faça simplesmente um efeito degradê leve para um resultado luminoso sob medida e sem demarcações.
– Se você tem cabelos nos ombros, comece a aplicação na altura das orelhas. As luzes californianas irão garantir um toque de brilho em um degradê natural.
– Se você tem cabelos longos, as luzes californianas vão trazer luminosidade ao rosto, para um efeito de sol na volta de férias.
– Dê personalidade ao seu volume ou agregue estilo aos seus cachos com as luzes californianas. Para um look iluminado, sugiro que a aplicação comece na altura das orelhas.
– As luzes californianas garantem movimento e leveza a cortes de cabelo repicados, reforçando o efeito moderno e luminoso. Neste caso, comece a aplicação na altura do queixo.
Preço sugerido: R$ 25,90
SAC L’Oréal Paris 0800 701 6992



Pintei o cabelo!

Tudo bem que não foi uma mudança radical…

Mas vou contar aqui e mostrar fotos pois acho que pode ser útil pra muita gente.
Meu cabelo é naturalmente castanho, e há uns 2 anos aproximadamente eu usava a mesma tinta 8.0 da Imédia, L’Oreal. Acontece que eu sou péssima nessas coisas de fazer manutenção (detesto pintar cabelo) e nunca fiz uma decapagem nem nada do tipo. Aí, o que acontece? Era tinta sobre tinta, e ultimamente eu não estava satisfeita com os rumos que meu cabelo estava tomando…

Primeiro porque eu não tinha uma cor definida. Tinha hora que parecia que eu tava loira, e tinha horas que eu achava que estava ruiva, mas não conseguia definir nem uma coisa nem outra. Em foto então, cada hora eu aparecia de um jeito, dependendo se era luz natural ou artificial!

Não que estivesse feio, pelo contrário, muita gente elogiava o tom do meu cabelo, mas estava me dando um nervoso, como um “quem sou eu?”, “para onde vou?”, rsrs!

Aí, na última vez que eu pintei, semana passada, resolvi tirar o amarelo do 8.0 misturando meio a meio com a 7.0, sem fazer decapagem (não me perguntem se isso está certo, mas eu fiz!).

Continuo misturando óleo de argan na tinta, como mostrei aqui, e isso eu acho que tem feito muita diferença pra melhor.

O que eu queria fazer com essa mistura era quebrar um pouco o amarelo, que às vezes ficava ruivo, hehe. Era esse excesso de amarelo que estava dando a indefinição de cor que me incomodava.

Pode parecer pouco, mas dá pra ver que o reflexo dourado deu uma apagada boa, deixando o cabelo ainda  claro (agora se eu uso o tom de cabelo mais escuro meu semblante fica pesado – coisa de véia), mas sem o problema de ficar parecendo loira/ruiva sem ser nenhum dos dois!

E como o problema sempre tende a aparecer depois de algumas lavagens, quando a tinta começa a desbotar, eu gosto de produtos que ajudem a manter a cor, como leave ins de proteção térmica, produtos com filtro solar, e quando posso uso shampoos, condicionadores ou máscaras específicas.

Recebi da Ludiel Hair essa máscara da Keune e estou usando em todas as lavagens para segurar o tom, já que agora eu tô satisfeita.

A máscara é esta aqui, da linha Color Brillanz da Keune, que é uma linha para cabelos com tintura. Depois volto para contar como ela está se saindo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...