Drenagem Renata França

Fiz a Drenagem Linfática com o método Renata França

Conheci o método Renata França de Drenagem Linfática no Consultório da Dra. Christiane Gonzaga, dermatologista que me atende na Barra (vou deixar os contatos no final do post). Eu queria muito fazer drenagem linfática desde que comecei a perceber um inchaço muito grande em período pré-menstrual  – pasmem, eu chegava a ganhar até 2kgs de um dia pro outro, mas isso já melhorou, graças a Deus! Sempre adiei, nunca achava hora, e quando comentei sobre esse problema com a Dra. Christiane ela logo me indicou a Drenagem Linfática, porém na clínica eles fazem o método Renata França, criadora do Miracle Touch, que como o próprio nome diz, faz milagres pelas formas.

Como eu não sou nada familiarizada com tratamentos estéticos corporais, tive que encher a Thamiris de perguntas (massoterapeuta da Clínica da Dra. Christiane Gonzaga) – como faz, como não faz, o que ela tem de diferente da Drenagem comum, e ela foi me falando enquanto ía fazendo a massagem em mim.

Drenagem Renata França resenha - antes depois

Método Renata França – Miracle Touch

O método Renata França tem manobras diferenciadas e mistura técnicas da massagem modeladora e da drenagem linfática, com uma pegada um pouco mais firme. Você já fez uma sessão de drenagem e achou que tudo estava muito levinho, parecendo que não estava fazendo diferença? Não estou dizendo que a drenagem normal não faz diferença, mas sim que o toque que você sente com o Método Renata França tem mais pegada, mesmo sendo mais leve do que uma massagem modeladora. A Thamíris fez a massagem completa, que compreende pernas (da coxa aos pés), região abdominal, costas e braços.

Eu não estava nos dias de inchaço, infelizmente, rsrs Infelizmente porque as fotos de antes e depois seriam bombásticas, já que meu inchaço é muito visível! Mas vou deixar aqui as minhas fotos de antes e depois mesmo assim porque considerando que eu estava em um bom dia ainda dá pra perceber a diferença nos contornos do corpo.

Drenagem Renata França – antes e depois

drenagem Renata França antes e depois

O contorno da barriga fica visivelmente mais fino, menos inchado. E como eu disse, é diferente da massagem modeladora, pois ela não faz aquela força vigorosa, são os movimentos feitos da maneira certa pra tirar o inchaço.

drenagem Renata França antes e depois

Na barriga e na coxa eu percebi os melhores resultados. Dá pra ver nessa foto como a coxa direita está bem mais alta e arredondada que a esquerda? E mais ainda do que a gente vê na foto, o melhor de tudo é a sensação. Só quem fica inchada sabe o quanto é desconfortável! Quando a massagem acaba você sente que deixou um peso e um desconforto pra trás, é muito bom. Deu pra sentir até a calça mais larguinha na região da coxa.

massagem Renata França antes e depois

O contorno desse volume na parte interna da coxa fica bem diferente, contorno da panturrilha também. A minha foto das pernas não está tão bombástica mas a Thamires já postou alguns resultados da técnica no seu perfil do Instagram, e estou “roubartilhando” pra vocês verem o efeito que pode ter essa massagem quando uma pessoa está com mais inchaço:

 

Começando a semana com esse resultado maravilhoso! #drenagemlinfatica #drenagemevida #metodorenatafranca #christianegonzaga

Uma publicação compartilhada por Thamires Maciel ? (@terapeuta_thamires) em

A sensação de relaxamento já começa durante a massagem, eu aproveitei muito. Mas essa sensação de leveza e bem-estar que a gente tem depois de se livrar desse inchaço não tem preço, não vejo a hora de fazer em um dia DAQUELES. O ideal é fazer sempre, manter uma rotina de drenagem para manter os resultados e o bem estar, pois com o tempo vamos acumulando novamente as toxinas, retendo líquidos, principalmente se não cuidarmos direito da alimentação e da saúde. Mas mesmo se você fizer pelo menos 1x por mês já vai sentir muitos benefícios, principalmente se fizer no seu período mais difícil do ciclo menstrual (toda mulher sabe do seu calendário!!!). Tem alguma dúvida sobre a drenagem Renata França? Deixe aqui no comentário que eu passo tudo para a Dra. Christiane!

Drenagem Renata França RJ

Se você ficou curiosa eu vou deixar aqui minha indicação de onde fazer a Drenagem método Renata França no Rio de Janeiro, na Clínica da Dra. Christiane Gonzaga; Contatos Dra. Christiane Gonzaga – Clínica Dermatológica Av. das Américas, 3333 grupo 916 – Barra da Tijuca – RJ – (21) 3325 1740  


 

 

 

Tatuagem para cobrir olheiras

Tatuagem para cobrir olheiras é a novidade da estética – mas será que é bom?

Ouvi falar sobre a técnica de tatuagem para cobrir olheiras, e também estrias. Eu sinceramente não entendo como muitas mulheres se jogam nesse tipo de coisa sem antes pensar direito, pesquisar ou consultar um médico. Como eu não sou profissional da área para dar uma opinião sobre isso, vou deixar aqui a opinião de uma dermatologista para quem estiver pesquisando sobre o procedimento. Sugiro que fiquem bem atentas e espero que o artigo seja útil!

Também vale para quem está pesquisando sobre a tatuagem que cobre estrias!

Tatuagem para cobrir olheiras

Reprodução/Instagram/rodolphotatuador

Tatuagem para cobrir olheiras é condenada por dermatologistas

Técnica não tem eficácia comprovada cientificamente e pode levar a alergias, manchas e até impedir intervenções futuras de tratamentos dermatológicos. Especialista Livia Pino faz alertas para os pacientes.

Vai ano, vem ano e no mundo da estética e da beleza sempre surge alguma novidade que promete resolver problemas e incômodos como num passe de mágica. A cada nova onda, os especialistas ficam de cabelo em pé. No último verão foi o tal do bronzeamento com fita isolante, com consequentes relatos de queimaduras grave na pele de diversos clientes. A bola da vez são as olheiras. As rodelas de pepino e batata sobre a área – dicas do tempo das avós – foram substituidas por tatuagem na área abaixo dos olhos para cobrir os tons arroxeados ou amarronzados. Com custos que variam entre R$ 1 mil e R$ 15 mil, prometem acabar com o semblante cansado das pessoas.

Não é bem assim. A dermatologista Livia Pino, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e professora da Universidade de Medicina de Valença, chama atenção para os diversos riscos de optar por procedimentos como esse.

“Nós dermatolgistas desaconselhamos fazer a técnica da tatuagem nas olheiras. Essa região abaixo dos olhos é uma das áreas mais finas da pele do nosso corpo, com grande possibilidade de desenvolver alergias. Mesmo um tatuador muito experiente corre o risco de colocar algum pigmento ali e estourar um vaso. Isso vai derramar sangue e vai tatuar um outro pigmento, que é o ferro contido dentro da hemácia e isso pode deixar a olheira mais escura definitivamente. Neste caso, esse pigmento é praticamente impossível de tirar”, esclarece a dra Livia Pino.

A médica explica que até existem ácidos que poderiam ser usados para tentar diminuir o efeito de uma tatuagem na região das olheiras, mas que as respostas não são tão boas assim. Na maioria dos casos, melhora, mas não resolve totalmente.

Outra observação feita pela especialista é sobre a dificuldade de achar uma tinta que seja exatamente da mesma tonalidade da pele de cada pessoa.

“Se com o corretivo, que temos uma infinidade enorme de opções de cores e marcas já temos essa dificuldade, imagina uma tinta que fica permanente na pele! E vale lembrar que as olheiras mudam de cor de acordo com vários fatores, tais como sono e estresse. Essa olheira pode ficar mais escura um dia e mais clara no outro tornando muito complicado conseguir colocar uma tonalidade permanente nesta tatuagem”, alerta a dermatologista Livia Pino.

Fator sol

Os especialistas chamam atenção também para o fator sol; importante de se levar em conta por vivermos no Brasil, um país tropical com alta incidência de radiação solar o ano todo.

“Se a pessoa fizer a tatuagem e se expor minimamente ao sol, a pele vai ficar bronzeada e a área que tem o pigmento da tatuagem, não. Essa é uma região muito nobre do rosto, no meio da face, que chama bastante atenção. A tatuagem não muda de cor com o sol e não o bloqueia. Qualquer intervenção estética tem que se levar em conta que o organismo nunca vai cessar o processo de envelhecimento. A pele vai envelhecer e a tinta também. A olheira tatuada terá essa tinta microfagocitada com o passar do tempo e, como qualquer tatuagem, vai ficando borrada”, revela dra Livia.

As causas das olheiras são as mais diversas e isso é preponderante para o sucesso de qualquer tratamento. O escurecimento da área dos olhos pode ocorrer devido a várias circunstâncias passageiras como cansaço, privação do sono, fatores morfológicos, genéticos, processo de envelhecimento. O ideal é que se trate essa região e existem vários tipos de técnicas seguras e com eficácia comprovada como preenchimento e laser.

Livia Pino é médica dermatologista, membro efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia. Graduada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro-UFRJ, tem pós-graduação em Dermatologia pela Policlínica Geral do Rio de Janeiro. Livia atua ainda como professora da Faculdade de Medicina de Valença e Preceptora do ambulatório de Pós-Graduação em Dermatologia da Policlínica Geral do Rio de Janeiro.


 

Quem quiser saber sobre cremes e tratamentos para olheiras, tem uma tag aqui no blog!

Como combater a flacidez no pescoço?

Flacidez no pescoço : causas, cuidados e tratamentos

Hoje vou publicar um artigo sobre flacidez no pescoço mas que não é meu. Achei muito legal compartilhar com vocês pois eu sempre vejo que muitas mulheres se preocupam muito em manter os cuidados anti-envelhecimentos mas focam somente no rosto, esquecendo que o pescoço também está bem à mostra, sofre dos mesmos problemas (ação do tempo, danos causados pelo sol, perda de elasticidade, etc) e este texto fala sobre isso, além de propor um tratamento. Espero que gostem!

Como cuidar da Flacidez no pescoço

A perda de tonicidade e firmeza da pele favorece a flacidez em regiões como o pescoço, os braços e o rosto; especialista explica as causas, fala sobre cuidados e tratamentos disponíveis

A flacidez no pescoço, braços e rosto é uma consequência natural do envelhecimento da pele e, de certa forma, essa questão incomoda muitas pessoas. Além disso, existem alguns fatores que também favorecem esse quadro, como o uso de bebida, cigarro, sedentarismo, questões genéticas e distensão da pele (perda e ganho de peso). “Também podemos citar os efeitos danosos da exposição solar, como facilitadores para a flacidez”, afirma o dermatologista Dr. Abdo Salomão, membro da Sociedade Brasileira de laser em Medicina e Cirurgia e da American Academy of Dermatology.

E para combater ou evitar que a pele se torne flácida, o dermatologista recomenda alguns cuidados, como por exemplo, o uso do protetor solar, no mínimo duas vezes ao dia. “Do ponto de vista de saúde, é preciso também evitar sobrepeso, ter uma alimentação balanceada e saber a procedência da carne que come”, afirma.

Além dos cuidados citados com a alimentação e uso do protetor solar, existem equipamentos desenvolvidos para tratar a flacidez no pescoço e outras regiões. “Um dos principais destaques hoje no mercado é o Megafocus, um ultrassom microfocado da Plataforma Solon (da LMG Lasers). Com apenas uma sessão, já é possível notar melhora significativa no aspecto da pele, por causa do estímulo de produção de colágeno”, ressalta.

O Megafocus consegue atingir o músculo e o enrijece, de acordo com o médico. “O músculo sofre uma contração imediata ao ser atingido pelos pontos de coagulação e isso produz um efeito lifting, que pode apresentar evolução no período de três meses após o procedimento, quando o novo colágeno continua a ser produzido”, afirma.

O equipamento age de dentro para fora, sem atingir a epiderme, dessa forma, a recuperação é imediata. “O paciente pode voltar às atividades de rotina no mesmo dia, já que os sintomas melhoram rapidamente. É importante lembrar que o tratamento é bastante seguro”, finaliza.

DR. ABDO SALOMÃO JR

Doutorando em Dermatologia pela USP (Universidade de São Paulo). É sócio Efetivo da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Membro da Sociedade Brasileira de laser em Medicina e Cirurgia e da American Academy of Dermatology. Diretor da Clínica Dermatológica Abdo Salomão Junior.

 

Fonte:

A LMG – Laser Medical Group é uma empresa experiente e transparente que atua e conhece o mercado nacional e tem, como objetivo, trazer soluções inovadoras à classe médica. Este segmento foi escolhido porque o sucesso no resultado dos tratamentos com os pacientes é o reflexo dos anos de estudo, comprometimento e respeito pela saúde. Portanto, trata-se de uma empresa realmente comprometida com esta classe, que trabalha constantemente para aumentar o escopo de tratamentos já realizados e melhorar a desempenho dos já existentes.
www.lmglasers.com.br

*Post publicado gratuitamente, não se trata de publieditorial.

Tratamento com Spectra Laser Toning – 2ª sessão! (vídeo)

Acompanhe a evolução do meu tratamento com o Spectra Laser – hoje falo da 2ª sessão! (vídeo)

Segunda-feira eu fiz a segunda sessão do meu tratamento com Spectra Laser Toning, e hoje vou falar sobre as impressões até agora. Se você ainda não sabe, estou fazendo um tratamento com Spectra na clínica da Dra. Christiane Gonzaga e já contei aqui no blog neste post: Tratamento com Spectra – Primeira Sessão. Nele eu conto os motivos que me levaram a fazer, as minhas principais reclamações para a médica, enfim, não deixe de ver para entender melhor, pois as informações deste post e do primeiro se completam.

Vídeo

Eu gravei o vídeo no dia seguinte, 3ª feira, e não havia inchaço ou vermelhidão. Na verdade meu rosto só ficou vermelho enquanto estava no consultório, mas as manchinhas onde o laser foi aplicado ficaram com um leve inchaço, que à noite já havia passado. Uma coisa que ajuda bastante é a água termal, acho que hidrata e acalma a pele, vale a pena levar na bolsa para aplicar assim que sai do consultório.

Fotos

Vou deixar as fotos do “day after” aqui no post. Minha intenção é ter comparativos entre todas as sessões (ao todo serão 6), e vamos ver a tal pele de porcelana! Posso falar? Estou muito ansiosa, afinal nunca tive pele lisinha, os poros abertos sempre me incomodaram. E pra quem sofreu com acne na adolescência e tem história pra contar sobre isso… :(  é um tipo de vitória que acho que só algumas pessoas vão entender.

Tratamento com Spectra Laser Toning - 2ª sessão!

Tratamento com Spectra Laser Toning - 2ª sessão!

Tratamento com Spectra Laser Toning - 2ª sessão!

 

Tratamento com Spectra Laser Toning - 2ª sessão!

Ah, tem dois detalhes que eu queria comentar com vocês: a pele tá limpinha pois fiz limpeza de pele na 6ª feira, a pedido da dermatologista. O laser trabalhando em pele limpinha é melhor para fechar os poros. E perguntei a ela sobre depilação no rosto enquanto faz o tratamento, e ela disse que não vai precisar, pois os pelinhos do rosto ficam branquinhos e bem fininhos. Isso não é definitivo, mas estou impressionada: nunca vi meus pelinhos do buço tão sem cor! Nas fotos dá pra ver porque estão muito próximas, mas no espelho eu não enxergo nada. Vou preferir esperar um tempo para passar o fio egípcio.

E aí, o que estão achando até agora? Comentem aí! E se tiverem dúvidas podem deixar aqui!

(o primeiro post em que falei sobre Spectra para tratar manchas na pele foi este: Experiência com o Spectra Laser Toning)

 

Protetor Solar – se você ainda não usa, melhor ver isso!

Use protetor solar diariamente!

Eu sempre usei protetor solar, mas confesso que sou meio relaxada. Sim, porque usar protetor solar na praia, ou quando vai sair de casa quando o tempo está aberto é relaxamento, e na verdade essa era a regra pra mim. Eu até passava filtro só para ficar em casa, mas não era todo dia. Ás vezes eu me esquecia…

Mas fiz uma consulta ao dermatologista que mudou isso, e quero dividir com vocês. No consultório da Dra. Christiane Gonzaga, fiz uma sessão de fotos no Reveal Imager, um aparelho que tira fotos da sua pele e tira um “raio X”, mostrando como está o verdadeiro estado da sua pele em relação aos danos do sol.

Reveal Imager – um raio X da pele

Protetor Solar - se você ainda não usa, melhor ver isso!

A Dra. Christiane usou o Reveal Imager antes de começar meu tratamento com o Spectra Laser Toning, pois assim ela teria um “mapa” do meu rosto, mostrando onde deveria trabalhar com mais ou menos intensidade, onde poderia melhorar manchas na pele, enfim, este equipamento ajuda o médico a enxergar melhor a pele do paciente e traçar um plano de tratamento mais adequado. Achei duas coisas: interessante e APAVORANTE!

Interessante porque eu nunca tinha visto meu rosto com tanto detalhe, e apavorante…pelo mesmo motivo! kkkkkk

Como a própria dermatologista me disse, todo mundo que passar pelo Reveal Imager sai do consultório desesperado para usar protetor solar, e foi exatamente assim que eu me senti. E de lá pra cá eu não me esqueço mais, o negócio funciona mesmo! 😀

 Meu rosto no Reveal Imager: as manchas na pele que só eu enxergava!

Algumas vezes eu falei aqui no blog a respeito de umas manchas na pele que eu enxergo em mim, e parecia que só eu enxergava essas manchas. Já tentei fotografar para fazer alguns posts mas elas não aparecem nas fotos, parece que falta contraste. E não é que elas existem mesmo?

Protetor Solar - se você ainda não usa, melhor ver isso!

O que o equipamento está mostrando é o resultado da ação dos raios solares durante toda a minha vida. Nós sempre ouvimos dizer que o efeito do sol é cumulativo, não é? Desde a infância (e a minha foi nos anos 80, quando era moda usar Rayito de Sol e torrar na praia!!!) até hoje, tudo o que eu acumulei de efeito nocivo do sol está aqui. As tais manchas que eu falo são as das maçãs do rosto e na testa, e ninguém nunca enxerga (ainda bem) mas eu sim, e nessas fotos eu enxerguei com nitidez o que às vezes eu fico procurando no espelho para poder usar um creme clareador, kkkkkkkk!

Outra coisa que a dermatologista descobriu com as imagens é a minha tendência a vermelhidão. Minha pele é sensível e sempre que fica quente (quando faço um exercício, quando abro o forno e vem aquele ar quente no meu rosto) ela fica vermelha com facilidade, e fica irritada. Daí eu entendo porque eu me dou tão bem com água termal, pois é uma das coisas que acalmam minha pele. Viram como tudo está ligado?

 

Protetor Solar - se você ainda não usa, melhor ver isso!

Achei tão interessantes essas fotos das laterais do rosto, pois me enxerguei daqui a uns 10 anos caso eu não tome cuidado com o protetor solar: essas manchas das têmporas são idênticas às manchas na pele que minha mãe tem – aliás, tinha, ela fez tratamento com laser e melhorou muito! Vejam as manchas nas maçãs do rosto novamente, as que eu comento que gosto de disfarçar com base 😉

Protetor Solar - se você ainda não usa, melhor ver isso!

As imagens mostram “projetos de manchas na pele“. Os pigmentos que irão manchar (aliás, iriam, porque eu não vou deixar!!!) estão ali, prontos pra sair (estou descrevendo de um modo leigo, viu gente? Pra todo mundo entender melhor) e caso eu não proteja minha pele do sol, aí está o “desenho” que terei na pele. Além disso, as manchinhas que hoje aparecem pouco a olho nu, mas já existem, poderão piorar e ficar mais contrastantes e mais aparentes.

Este estado da pele pode se reverter?

Não. Aliás, pouca coisa, pois o Spectra Laser pode dar uniformidade a minha pele tirando as poucas manchas que aparecem. Mas daqui pra frente o importante é PREVENIR. Como? Protetor solar. Sempre!

Já usou protetor solar hoje?

Hoje está chovendo, mesmo assim passei protetor solar de manhã e retoquei à tarde. E ainda foi pouco, porque a eficácia do protetor é por 2 a 3 horas só, mas acho que duas vezes ao dia já está de bom tamanho…

Viram só como é importante usar protetor solar? É tão diferente quando enxergamos algo que antes era tão teórico, não é?

Eu gostei, e achei que isso foi um grande estímulo pra mim e também para que eu cuide das minhas filhas em relação ao sol desde já. Não sou dessas que tem medo de envelhecer, mas acho legal quando alguém diz que eu não aparento a idade que eu tenho, acho que isso mostra que eu me cuido e gosto de mim. Não acham?

E você? Usou protetor solar hoje?

 

Spectra Laser – meu tratamento completo – primeira sessão [vídeo]

Acompanhe meu tratamento com Spectra Laser a partir de hoje!

O primeiro post em que falei da minha experiência com o Spectra Laser gerou muito interesse das pessoas pois o Spectra Laser Toning é relativamente novo e as pessoas querem ver as impressões de quem já experimentou antes de fazer o tratamento. O mais comum é a procura do Spectra para tratamento de manchas na pele, por isso no primeiro eu foquei neste assunto, mas a partir de agora vou mostrar o meu tratamento completo com a Dra. Christiane Gonzaga, e mesmo não sendo um tratamento para melasma espero que ajude a tirar as dúvidas de vocês.

Por que eu estou fazendo o tratamento com Laser Spectra

Por mais que muitas pessoas não percebam, eu tenho algumas manchas na pele sim. Elas são pequenas e não são muito contrastantes, mas estão lá. Na consulta desta semana a Dra. Christiane fez um diagnóstico usando o Reveal Imager, um equipamento que faz um raio X da pele, e eu faço questão de mostrar em um post exclusivo ainda nesta semana. Nele aparecem as manchas que só eu vejo e as outras pessoas insistem em dizer que não existem, kkkkkk! Então, melhor tratar essas manchas enquanto estão assim, não é verdade?

Mas este não é o motivo principal. Na verdade mesmo, o que mais me incomoda em minha pele são os poros abertos. Falo sobre isso no vídeo, e também sobre a questão do estímulo à produção de colágeno. Não deixem de assistir!

 

Como será o tratamento?

Ao todo serão 6 sessões, de 15 em 15 dias. Farei os 3 protocolos do Spectra Laser, que são:

Laser Toning Clareamento e textura

Modo Spectra Poros abertos e vermelhidão difusa

Melanoses – para manchas na pele

Estado geral da pele – 1ª sessão

Vou registrar o estado da minha pele sempre após as sessões com o Spectra. Tirei essas fotos no dia 02/09, assim que cheguei em casa, após a 1ª sessão. Vejam que a pouca vermelhidão da pele já havia sumido em poucas horas.

Spectra Laser - meu tratamento completo - primeira sessão

Aqui é uma geral do rosto, mostrando minhas reclamações: poros abertos, principalmente nas bochechas e testa, manchinhas nas maçãs do rosto e têmporas, e flacidez, principalmente na região do famoso “bigode chinês“. Na verdade mesmo o tratamento para este último problema seria aplicação de ácido hialurônico mas a pessoa aqui tem pânico só de pensar em agulha no rosto, então vamos ver se o Spectra Laser me dá mais um tempo para pensar no assunto!

Spectra Laser - meu tratamento completo - primeira sessão

 

É muito desapego mostrar a pele de pertinho assim na internet, né? 😛

Assim de perto essas manchinhas aparecem mais. E quando eu publicar o post sobre o Reveal Imager vocês verão melhor ainda, vou linkar aqui.

Spectra Laser - meu tratamento completo - primeira sessão

 

Do outro lado do rosto, a mesma coisa. É tudo simétrico, as manchas que tem de um lado também tem do outro, e os poros também!

Spectra Laser - meu tratamento completo - primeira sessão

Na testa eu também tenho os poros abertos e linhas finas de expressão (aquelas linhas horizontais que aparecem na cara de susto!). Tenho dos dois lados também, mas na foto só aparecem as menores.

Ah, aqui aparece uma coisa estranha que apareceu nos últimos dias: estou com pequenas erupções na testa, e segundo a dermatologista é acne. Acreditam? Pode ser reação a algum produto que estou usando ou a tal da TPM… suspendi o uso dos produtos para ver se consigo achar o culpado. Tomara que passe logo.

O que eu senti durante a primeira sessão?

Primeiro, o laser dá pequenas “fincadas” na pele, mas a dor (na minha opinião) é totalmente suportável. Depois, ela usa um modo do laser em que ele esquenta um pouco, mas não chega a queimar. Se queimar, é só avisar que você está incomodada que ela diminui a intensidade. No meu caso não precisou. Logo depois, a pele ficou só um pouco vermelha, mas um roller de metal bem geladinho já alivia na mesma hora, e em pouco tempo você já se sente confortável de novo.

OBS: isso pode variar de pessoa para pessoa. Cada um tem seu limiar de dor, e sua pele pode ficar mais vermelha do que a minha, mas no geral a sessão de Spectra Laser não doi tanto a ponto de precisar de anestésico, por exemplo.

Agora, entre a primeira e a segunda sessão, a Dra. Christiane me pediu que fizesse uma sessão de limpeza de pele, para que os poros fiquem limpos e prontos para continuar o tratamento em que, se Deus quiser, eles vão se fechar. Já pensou, que delícia?!

Acho que já falei tudo que queria sobre a primeira sessão. Daqui a 2 semanas faço a segunda, tiro mais fotos e conto mais impressões pra vocês, espero que gostem de acompanhar!

Podem deixar suas dúvidas nos comentários, o que eu não souber eu passo para a Dra. Christiane Gonzaga e ela sempre me explica com a maior boa vontade (imaginem o tanto de pergunta que a blogueira fez pra médica, hahahaha!)

Vou deixar os contatos da minha dermatologista para quem estiver no Rio de Janeiro:

Contatos Dra. Christiane Gonzaga Clínica Dermatológica

Av. das Américas, 3333 grupo 916 – Barra da Tijuca – RJ – (21) 3325 1740

 

 

 

 

 

 

Dermaroller – Microagulhamento – não faça em casa!

Dermaroller (microagulhamento) é procedimento para profissional!

Hoje eu resolvi fazer este post por causa da pergunta da Mônica, leitora de BH (obrigada!) a respeito do Dermaroller. Eu conhecia a técnica do microagulhamento mas sinceramente não sabia que existem pessoas comprando o rolinho conhecido como Dermaroller e fazendo isso em casa. E PIOR: estão fazendo vídeos e “ensinando” as pessoas a fazer em casa. Tempos modernos…

GENTE!!!!!! Prestem muita atenção: leiam o post antes de decidir fazer o microagulhamento em casa!!!! Leiam o post todo e tirem suas conclusões, mas já adianto que sou contra fazer isso em casa, e não aconselho a seguir as blogueiras que ensinam a fazer isso no Youtube!

O que é o microagulhamento?

Microagulhamento é um procedimento que faz microperfurações na pele (pode ser no rosto ou em outras partes do corpo) para causar microlesões, e assim estimular os fibroblastos a produzir mais colágeno para regenerar a pele.

O que é o Dermaroller?

Dermaroller é o nome comercial do rolinho usado no procedimento. Um rolinho com micro agulhas de inox com tamanhos variados mas sempre bem pequenas, variam de 0,1 a 1,5 mm de altura. Cada tamanho de agulha é indicado para um tipo de problema e uma área, que pode ser no rosto ou no corpo. Quando eu me referir ao Dermaroller neste post estou me referindo a este rolinho com as agulhas, mas existem outras marcas, ok?

Indicações do microagulhamento

Este procedimento é indicado para quem tem cicatrizes de acne, queimaduras, alguns tipos de manchas na pele, tratamento de estrias, pequenas linhas de expressão, alguns casos de flacidez.

–>Atenção: o tratamento é indicado para tratar a cicatriz da acne, não a acne!!!! Ou seja, ele não substitui um tratamento com Roacutan, por exemplo. Mas se a pessoa já fez o tratamento com Roacutan (com médico, por favor!!!), ou seja, já tratou a acne, pode fazer o procedimento para tratar a cicatriz deixada pela acne.

O microagulhamento produz efeitos semelhantes ao tratamento de laser fracionado, a diferença é o tipo de estímulo entre as duas técnicas: um usa as agulhas, e o outro, o calor do laser.

Posso fazer microagulhamento em casa?

Veja só o que deve ser levado em conta ao se fazer o microagulhamento:

-deve ser feita a assepsia total da pele e do Dermaroller, afinal de contas você fará “pequenos machucados” na sua pele, e ocorre sangramento – ás vezes visível a olho nu, mas na maioria das vezes só é visto com lupa, por isso a pessoa vê a pele bem vermelha, e na verdade ela está sangrando mas a pessoa não vê.

-a pressão aplicada varia de acordo com o objetivo do tratamento (se é cicatriz de acne, ou melhora da firmeza da pele, etc) e de acordo com a região onde é aplicado, para que não atinjam os ossos (no nariz, na testa, por exemplo)

-a recomendação da Sociedade Brasileira de Cirurgia Dermatológica e da ANVISA é de que os rolinhos não sejam reutilizados, nem no mesmo paciente. Nem a esterilização é recomendada, já que o calor destrói a ponta afiada das agulhas.

O equipamento ROLLER foi registrado na ANVISA como equipamento com agulhas associado a material de plástico descartável. Tudo que entra no país classificado como AGULHA é material de uso único e por isso deve ser descartado. 

 

-outro dia mesmo várias bijuterias vindas da China foram apreendidas por conterem resíduos tóxicos nos metais. Aí você compra pelo Ebay um rolinho que vai furar sua pele todinha?

-se você tem tendência a desenvolver quelóide, você pode piorar o estado da sua pele, por isso não deve fazer este procedimento.

-o procedimento pode causar infecções e não é indicado para quem tem histórico de herpes. Também não é indicado para quem tem diabetes! Lembre-se: há sangramento, sua pele ficará lesionada, então é uma porta aberta para a entrada de bactérias.

-aliás, pelo mesmo motivo anterior não é indicado para quem ACNE ATIVA.

 

Por que estou fazendo este post?

Quem me conhece sabe que eu tenho sérias restrições com indicações de blogueiras.  Mesmo tendo blog, preciso ter responsabilidade e não posso sair indicando o remédio que eu tomo ou a dieta que a nutricionista fez pra mim. Como arquiteta eu não indico que uma pessoa faça uma reforma sem ajuda profissional pois eu sei quais os benefícios que o conhecimento e a experiência que eu tenho pode ajudar as pessoas e evitar problemas, então eu entendo que a formação profissional não é pra ser dispensada assim, principalmente num caso como este.

 

“Ah, mas fulana fez e deu certo!”

Eu não seguiria recomendação de blogueiras para fazer microagulhamento em casa, por mais que a experiência delas tenha sido positiva. A pele dela é diferente da minha, e o problema dela é diferente do meu, e é um procedimento que envolve riscos.

“Perguntei pro meu dermatologista se posso fazer em casa e ele liberou”

Aí sim, vai nessa. Existem alguns tamanhos de agulhas que “dizem por aí” que podem ser usados em casa. Assim como os aparelhos de depilação a laser domésticos tem potência ajustada para uso doméstico, existem os tamanhos de agulhas apropriados para uso doméstico. Então se você mostrou sua pele para o dermatologista, contou seu problema, ele liberou o uso, te ensinou a usar, e você confia nele, não vejo motivos para não usar. Mas indicado por blogueira eu não usaria, repito.

“Ah, mas claro que o médico vai dizer que só ele pode fazer, ele cobra uma fortuna no consultório e não vai te deixar fazer de graça em casa!”

Em cada cabeça uma sentença, né gente? Se você acha mesmo isso, não tem confiança no médico, e tem segurança suficiente pra fazer um procedimento invasivo desses sozinha, vai nessa. E arque com as consequências depois. Eu desejo de coração que não aconteça, mas preciso avisar que PODE acontecer.

 

Este post contém a minha opinião pessoal. Eu coloco no blog aquilo que passa pelo meu crivo, o meu modo de pensar e você tem todo o direito de discordar. Eu coloquei argumentos no post que dão base à minha opinião, por isso antes de fazer o microagulhamento em casa procure argumentos que dêem base a isso também, é meu último conselho do dia.

 

O programa Bem Estar fez uma matéria interessante sobre o microagulhamento:

 

 

Vitamina C para o rosto – o que ela pode fazer por você?

O que a Vitamina C pode fazer pela sua pele!

Ando muito interessada no uso da vitamina C em produtos cosméticos e percebi que vocês gostaram da ideia quando comentei na página do blog no Facebook. Neste post estão algumas informações importantes para quem estiver afim de se jogar na vitamina C, então aproveitem!

Leia também: 26 produtos com vitamina C para o rosto

O que a Vitamina C pode fazer pela sua pele

 

Vitamina C: benefícios

Conversei com a Dra. Christiane Gonzaga, dermatologista, que enumerou vários benefícios da vitamina C: “A vitamina C é o antioxidante fisiológico mais importante no organismo, atua contra os radicais livres formados pela ação da radiação ultravioleta e estimula a produção de colágeno, melhorando o viço e o tônus da pele; também é anti inflamatório, atuando  na melhora da vermelhidão após exposição solar e após procedimentos estéticos em consultório. Também tem efeito na tirosinase, enzima responsável pela pigmentação da pele, e por isso contribui para o clareamento da pele, no caso de manchas e melasma. Além disso, é excelente regenerador cutâneo, tem efeito positivo nas ceramidas na pele, promovendo melhora da função de barreira e hidratação da pele.

Como utilizar a vitamina C

A Dra. Christiane ainda lembra que o organismo não é capaz de sintetizar a vitamina C por isso é necessária a sua reposição na dieta e o uso tópico, ou seja, através de produtos que serão absorvidos pela pele. “Somente a suplementação oral de vitamina C não consegue minimizar os danos causados pela radiação ultravioleta na pele. Realmente é necessário usar a vitamina C por via tópica: “existem vários dermocosméticos disponíveis nas farmácias que associam vitamina C a outros antioxidantes e hidratantes. E isso é muito bom para a pele. O creme ou sérum deve ter uma concentração acima de 3% de vitamina C estabilizada para que tenha os efeitos benéficos na pele. Idealmente, deve ser aplicado no rosto e pescoço duas vezes ao dia; e aplicar o filtro solar após.

A vitamina C e o melasma

Uma das maiores preocupações das leitoras do blog é o melasma. Muitas leitoras sempre me perguntam a respeito de tratamentos que possam solucionar o problema então perguntei a Dra. Christiane Gonzaga se a vitamina C pode ajudar no tratamento do melasma, veja o que ela respondeu:

“Vários são os tratamentos para o Melasma, recentemente o laser Spectra ganhou o FDA para tratamento do melasma; sendo considerada a melhor opção para o controle dermatológico do melasma. Isto não quer dizer que é a cura do melasma, pois existe uma multiplicidade de fatores envolvidos no aparecimento desta mancha; desde a genética e distúrbios hormonais até fatores ambientais como a região em que a pessoa mora (devido a incidência solar). Por isso, cuidados para o resto da vida são necessários e o uso da vitamina C é um ótimo aliado no controle do melasma. A vitamina C age inibindo a tirosinase, enzima que age na produção de melanina, pigmento escuro que dá origem o melasma. A dica é usar um produto a base de vitamina C  estabilizada e proteção solar.

Estabilidade da vitamina C

Agora vamos começar a falar dos produtos. Entrei em contato com a Adcos, e a porta-voz da marca Soraya Oliveira me contou como a Adcos faz para driblar a famosa instabilidade da vitamina C, fazendo com que os produtos realmente entreguem a concentração prometida na embalagem.

A vitamina C requer cuidados especiais em toda cadeia produtiva, armazenagem e consumo. Deve ser mantida ao abrigo da umidade, luz e calor, o que é entregue pela bisnaga de alumínio que  proporciona uma barreira física eficaz. Em se tratando de veículo a Adcos  desenvolveu uma tecnologia exclusiva que forma um coat protetor ao ácido ascórbico.

Segundo a porta-voz da Adcos, o que faz com que o seu produto, Derma-Complex, seja um produto diferenciado no mercado, é o fato de possuir um veículo inteligente e protetor da molécula de vitamina C, que promove um revestimento que isola a vitamina do ambiente oxidativo e a libera quando em contato com a pele.

Vitamina C é boa para a pele? Adcos Derma Complex 20%

O reforço da linha Derma Complex, composta por produtos com ativos clássicos da dermatologia, traz a vitamina C pura em sua máxima concentração efetiva e estável, 20%, combinada Carcinina, Ácido ferúlico e Vitamina E. A fórmula estimula a produção de colágeno e o protege contra a degradação (antiglicante) proporcionando a redução de rugas e linhas de expressão e o aumento da firmeza, além de iluminar e uniformizar a tonalidade da pele. Seu grande diferencial é a presença da Carcinina e a proteção que oferece ao DNA celular.

Indicada para todos os tipos de pele, a fórmula é livre de parabenos e perfumes, além de ser oil-free, com toque seco e efeito mate. A alta concentração de Vitamina C também confere ao produto alto poder antioxidante, sendo ideal para associar ao uso diário de filtro solar potencializando a proteção contra dos radicais livres. Os estudos clínicos comprovaram a eficácia visível do produto após 30 dias de uso diário, duas vezes ao dia.

 

O simples fato de pesquisar para fazer este post já esclareceu muitas dúvidas que eu tinha a respeito do uso da vitamina C para a pele, espero que tenha ajudado a vocês também. Eu pretendo agora reunir em um post os cosméticos que tem a vitamina C em sua composição para fazer um novo post, que pode ser um guia de compras pra vocês, o que acham?

 

Agradecimentos

Dra. Christiana Gonzaga – dermatologista

Av. das Américas, 3333 grupo 916 – Barra da Tijuca – RJ – (21) 3325 1740

 

Adcos www.lojaadcos.com.br – SAC: 0800 722 1123

 

 

 

 

Experiência com o Spectra Laser Toning

Conheci o Spectra Laser Toning na Clínica da Dra. Christiane Gonzaga

Muita gente ficou curiosa com as notícias que eu estava dando pelo Instagram e Facebook enquanto estava na clínica da Dra. Christiane Gonzaga experimentando o Spectra, então aqui está o post onde vou contar tudo pra vocês!

Fui convidada para conhecer a clínica da Dra. Christiane na Barra, e poder conhecer e experimentar o Spectra, um laser cheio de utilidades. Vocês sabem que eu sou fã de tecnologias aplicadas a serviço da beleza, sempre falo isso quando lançam novos produtos para pele com novos ativos, frutos de pesquisas e muito investimento em tecnologia. Mas eu sei também que os cremes, por mais “tecnológicos” que sejam, alcançam até certo ponto. Tem coisas que só serão resolvidas com tratamentos que devem ser feitos pelos dermatologistas.

E aqui eu preciso frisar para vocês: cuidado com as escolhas! Tratamentos dermatológicos devem ser feitos por dermatologistas! Cuidado com clínicas “fundo de quintal” e compras coletivas!

A clínica Dra. Christiane Gonzaga

Experiência com o Spectra Laser Toning

A Clínica fica na Avenida das Américas, na Barra da Tijuca, RJ, e é a primeira da Barra que tem o Spectra. Claro que ela também faz outros procedimentos desde os mais simples como limpeza de pele até tratamentos mais sofisticados como o Spectra. Na página da Dra. Christiana Gonzaga tem todas as informações e você pode tirar mais dúvidas e entrar em contato.

Eu e algumas amigas blogueiras fomos muito bem recebidas com direito a champagne (nunca tomo, estou sempre dirigindo, rsrs) e mimos da Provanza, que depois eu quero conhecer melhor.

O Laser Spectra

O Spectra tem ficado muito conhecido por ser uma arma eficiente no tratamento contra melasmas, mas na verdade ele pode fazer muito mais:

-remoção de tatuagem

-tratamento de rosácea

-rejuvenescimento – estimula a produção de colágeno nas camadas mais profundas da pele;

-diminuir poros

-tratamento da acne ativa

-uniformização da pele

-tratamento de fungos nas unhas

… e ainda tem mais, mas vou ficar por aqui! O equipamento é um só, mas dependendo do objetivo ele tem protocolos diferentes, ou seja, são ajustadas as ponteiras, a potência, e dá pra sentir a diferente sensação entre um tratamento e outro. Vou explicar mais ali na frente!

Uma coisa importante: o laser Spectra é o único tratamento para melasma aprovado e certificado pelo FDA (EUA) e pela Anvisa (Brasil).

O Spectra no tratamento do melasma

Experiência com o Spectra Laser Toning

Muitas leitoras já chegaram até o blog buscando soluções para melasma e até hoje só apresentei opções de produtos cosméticos. Já ouvi de vocês uma reclamação comum, que é alcançar um bom resultado até certo ponto, mas tem aquele restinho de mancha que os cremes não tiram. Ou então tiram, mas sempre volta tudo de novo.

Dependendo do seu tipo de melasma, o Spectra pode resolver em até 12 sessões. Vi muitas fotos dos estudos feitos para a utilização do Spectra para este fim e os resultados são realmente impressionantes, chegando a 100%.

Massss…. o melasma pode voltar? Sim, pode voltar. Acontece que, como o laser trabalha com uma frequencia mais intensa nas camadas mais profundas da pele, ele ataca os melanócitos (que produzem o pigmento) e caso as manchas reapareçam, voltam com menos intensidade, ou seja, você não volta à estaca zero.

Como é a experiência com a sessão de Spectra?

Depois de conversar com a dermatologista e ouvir minhas reclamações – poros dilatados, algumas manchas nas maçãs do rosto, linhas finas de expressão – a Dra. Christiane Gonzaga definiu qual seria o tratamento adequado, no meu caso, o Laser Toning.

Recebi alguns elogios da dermatologista dizendo que eu cuido direitinho da pele (YAY!!!!!) viu? Por isso eu posso dizer pra vocês, vale a pena manter uma rotina de cuidados diários com a pele porque faz diferença sim!

Experiência com o Spectra Laser Toning

Experiência com o Spectra Laser Toning

Depois de limpar meu rosto e colocar os equipamentos de proteção, começou a aplicação do laser, que durou aproximadamente 15 (ou vinte?) minutos. É o tempo médio de aplicação desse tratamento.

E todo mundo pergunta: dói?

Eu achei que não, mas isso varia de pessoa para pessoa. Das outras pessoas que usaram, só a Ana Farias (só você, hein Ana? kkkkkk) achou que dói! A opinião das outras meninas foi igual a minha: você sente um formigamento quente, mas que não chega a queimar, causando dor, mas sim um incômodo muito fácil de aguentar. Mas usamos tratamentos diferentes: enquanto eu recebi uma aplicação que dava o formigamento, outra recebeu um que provoca um calorzinho na pele, e assim por diante. Dependendo do protocolo a ser seguido, sentimos o efeito diferente durante a aplicação.

Pra quem está acostumada com depilação, cólica, e pequenos “sofrimentos” do universo feminino, enfrentar o Spectra é uma massagem relaxante, hahahaha! Sem falar que, pensando nos resultados, valeria a pena até passar por uma dorzinha se fosse o caso, né?

A pele depois da aplicação

Experiência com o Spectra Laser Toning

Logo após a aplicação, a médica passou filtro solar e me pediu que suspendesse o uso dos produtos que eu estou usando na pele naquele dia e no dia seguinte. Mas filtro SEMPRE! Minha pele ficou levemente vermelha e tive aquela sensação quentinha por alguns minutos, e só. Fiz a sessão na 4ª feira à tarde, cheguei em casa e só usei água termal após o banho, e no dia seguinte usei filtro solar e água termal.

Fazendo apenas uma sessão você sente a pele fica fininha, com uma gostosa sensação ao toque. Muito parecida com o dia seguinte de um peeling, por exemplo. Com o andamento das sessões os resultados ficam mais perceptíveis.

Minha conclusão

 

Bom, difícil esconder minha empolgação com essas coisas, né?

Se eu fico empolgada com creminhos, imagine com o Spectra. Conheço pessoas que já fizeram procedimentos parecidos, mas com outros tipos de aparelhos, e todas confirmam que os resultados costumam ser mais efetivos e duradouros.

Por último, quero dizer aos que duvidam sempre e vão questionar: vocês não estão errados. Duvidar é uma defesa que nós temos e devemos pesquisar mesmo, saber prós, contras e tirar nossas conclusões. Converse com o seu dermatologista sobre isso, ok?

Existe a possibilidade de o Spectra não funcionar em algumas pessoas. Só pra ilustrar, fiz 4 depilações definitivas: 3 funcionaram e 1 não deu resultado nenhum. Não dá pra falar que por não ter funcionado em uma das áreas em mim que a depilação definitiva não é boa. Entendem? Cada caso é um caso e deve ser estudado, e se eu estivesse com um problema desses iria considerar todas as opções que estiverem ao meu alcance.

Experiência com o Spectra Laser Toning

Para que é do Rio e redondezas, eu super indico a clínica da Dra. Christiane Gonzaga, a profissional que me atende. Ela conversa, responde às dúvidas, explica tudo muito bem tudo o que deve ser feito, da maneira como esperamos ser atendidas pelo dermatologista.

A Clínica fica na Av. das Américas, 3333 grupo 916 – Barra da Tijuca – RJ – (21) 3325 1740

Quem tiver mais dúvida pode deixar nos comentários!

EDIÇÃO: Comecei um tratamento contínuo com o Spectra e estou mostrando os resultados após as sessões. O primeiro post: Tratamento com Spectra – primeira sessão

 

 

Como “abusar” do seu dermatologista!

Calma, gente, deixa eu explicar direito.

Se você tem plano de saúde, como eu, já sabe quanto tempo leva pra conseguir uma consulta com um bom dermatologista. Com o meu, uns 2 ou 3 meses, por aí!

Então no dia da consulta tem que aproveitar!

Uma coisa que eu aprendi quando estava grávida foi de levar minha lista de dúvidas anotadas em um caderninho. Não tem jeito: o que eu não anotava, passava batido e eu voltava pra casa com dúvida! Então, toda vez que eu tinha algum sintoma, anotava e perguntava para a médica o que era aquilo, porque acontecia, se era normal, essas coisas. A coitadinha sofreu comigo, principalmente da 1ª vez…

Então hoje quero deixar aqui algumas sugestões para que você aproveite ao máximo a sua consulta com o dermatologista:

-faça uma lista dos produtos de pele que você usa e peça ao médico para te ensinar a ordem certa de passar.

Alguns cremes potencializam o efeito do outro, como também podem anular…

-Leve a embalagem daquele produto novo que você comprou e não sabe direito como usar e pra quê serve… (mulheres compram tantos cremes que muitas vezes isso acontece, não é? )

-Anote o nome daquele produto que você viu na propaganda, ou a amiga indicou, e você está na dúvida se pode usar. De preferência, além do nome, se o produto for muito novo ou diferente, anote também a composição dele ou princípios ativos.

-durante o tempo em que você está aguardando a consulta, fique atenta a reação da sua pele durante o uso de cada produto. Se você perceber ardência, descamação, ou qualquer sintoma anormal, anote e leve a embalagem do produto para o médico. Pode ser que ele perceba no produto substâncias que você deve evitar.

-peça indicação de produtos certos para sua pele, e se ele te passar aqueles carésimos, peça indicação de similares mais baratos. Nem sempre a gente pode, né?

-observe sempre se há manchas novas no seu corpo, se tem aparecido ou se mantém a mesma quantidade, se crescem, se doem ou ardem, se mudam de cor. Essas são informações que ajudam a identificar algum problema.

-esteja atenta aos sinais do seu corpo: cabelo caindo, fracos ou quebradiços, unhas amarelas e fracas, erupções de pele, podem ter tratamentos mais específicos do que esses simples cosméticos que usamos no dia a dia. Conte as alterações que você percebe ao dermatologista pois um tratamento específico pode dar mais resultados do que encher suas prateleiras de produtos cosméticos.

-se você perceber que alguma maquiagem, batom ou esmalte, qualquer coisa, está te causando alergia, leve a embalagem com você para que ele avalie quais substâncias presentes ali são alergênicas. Assim, você pode evitar futuras compras de produtos que não vai poder usar.

Acredite, você pode ter muitas surpresas… Muitas informações que vemos em revistas, blogs e salões podem estar desencontradas com o que você ouvirá do seu médico. Aí, depende muito da relação de confiança que você tem com ele.

Vocês já fazem isso? Se não fazem, comecem a fazer. A consulta pode ser um pouco mais demorada, mas você esperou tanto por ela, não é?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...