Eucerin Kids Protetor Solar para crianças

Eucerin Kids – o protetor FPS60 que as meninas usaram no verão!

Neste verão aproveitei para conhecer o protetor solar para crianças da Eucerin, o Eucerin Kids Sun Lotion FPS60. As meninas usaram durante as férias e agora vou contar um pouco da experiência com o produto, especialmente na Isabela, que tem dermatite atópica e sempre me perguntam quais produtos ela usa.

Eucerin Kids protetor solar para crianças

 


Eucerin Kids – apresentação, embalagem e fórmula

O Protetor infantil da Eucerin vem com 150ml nesta embalagem plástica com tampa Flip-Top – aqui vou destacar a qualidade, já que esse tipo de tampa é muito fácil de quebrar, principalmente porque muitas marcas não se importam com a qualidade e usam um plástico fino e frágil. Essa aqui sobreviveu a um uso bem intenso, vários “abre-fecha” e aguentou firme até o final.

Eucerin Kids Protetor Solar para crianças

Embora esteja na embalagem que ele é uma loção, ele é um pouco mais consistente do que uma loção, mas espalha muito fácil. E quando seca fica MUITO seco, sem resquício, acho que por isso as meninas gostaram tanto. Diferente de mim, que não me importo em usar algo mais “lambrecado” na praia, elas odeiam que fiquem com algo grudando no corpo.

Eucerin Kids Protetor Solar para crianças

Eucerin Kids e a dermatite atópica da Isabela

Aproveitando que essa semana eu fiz um post falando sobre filtro físico X Filtro Químico, olhando a fórmula do Eucerin Kids eu encontrei ingredientes dos dois tipos: o Dióxido de Titânio (físico, age refletindo a radiação) e o Octocrylene (químico, este em maior quantidade). Eu sempre li que o ideal é que os protetores infantis sejam físicos, mas 100% físico é difícil achar, o mais comum é este tipo que associa os dois… De qualquer forma, como estou sempre buscando alternativas que sirvam para a pele da Isabela, que tem dermatite atópica, eu fiquei satisfeita com esse, pois a pele dela não reclamou. Preciso destacar uma coisa: eu estou contando isso mas prefiro que cada pessoa tenha a indicação do seu próprio médico, pois eu não tive indicação do dermatologista para a Isabela usar esse produto. Usei e deu certo, mas poderia não dar e eu não posso dizer por causa dessa experiência que ele seja indicado para quem tem D.A., só quero deixar a dica para quem se interessar levar esse nome para o dermatologista.

Onde comprar e preço

Eucerin Kids Sun Lotion é encontrado em farmácias onde se vende Eucerin, tanto lojas físicas quanto online. Em uma consulta rápida pela internet eu encontrei uma variação entre R$60-83 reais, então vale a pena pesquisar!


 

*Veja o que a Eucerin diz sobre o protetor solar infantil Eucerin Kids Sun Lotion:

Proteção Solar na infância: cuidado essencial em qualquer estação

 

Proteger a pele dos danos causados pelos raios UV durante os primeiros anos de vida é fundamental para a saúde

Brincar ao ar livre é um dos grandes prazeres da infância por isso a proteção solar deve ser um cuidado recorrente com as crianças, que tem a pele mais sensível do que a de um adulto. O sol, mesmo entre nuvens ou em dias nublados, continua agindo sob a pele, trazendo alguns benefícios como o bem-estar mental e a síntese de vitamina D, essencial para as estruturas ósseas das crianças, mas também oferece malefícios que podem ocorrer com uma exposição ao sol de forma inadequada.

A pele das crianças é diferente em vários aspectos. A cútis de um bebê, por exemplo, tem um-quinto de espessura da pele de um adulto, apesar do mesmo número de camadas. Isso acontece, pois, cada camada é consideravelmente mais fina, o que a faz mais delicada e sensível. Aos quatro anos, a pele se torna um pouco mais madura, porém, ainda é mais fina e tem menos pigmentação que a pele adulta. Somente em torno dos 12 anos de idade a estrutura e as funções da pele da criança já correspondem às do adulto. Informações da Sociedade Brasileira de Pediatria explicam que isso ocorre porque o estrato córneo, camada mais externa da epiderme que nos protege ativamente contra as influências ambientais e retém a umidade, é mais fina e suas células menos comprimidas. Consequentemente, sua função de barreira torna-se menos eficaz e as substâncias são absorvidas mais rapidamente pelas camadas mais profundas. Além disso, a melanina, substância que confere cor à pele, está presente em menor grau nas crianças, o que faz com que tenham uma maior sensibilidade aos raios UV que, por sua vez, tem efeito cumulativo durante os nossos anos de vida. “É importante lembrar que a prevenção, por meio do uso de filtro solar combinada com bons hábitos, deve ser iniciada ainda na infância pois grande parte do dano solar na pele é acumulado até os 20 anos”, conta Orietta Balbontin, gerente de Marketing de Eucerin no Brasil.

Por essas razões é fundamental que a pele infantil seja devidamente protegida também no inverno, principalmente entre 10h e 16h, quando a incidência dos raios UV é mais intensa. Para garantir a proteção, a reaplicação do filtro deve acontecer a cada duas horas, depois de banhos e em caso de muito suor. Vale lembrar ainda que é importante proteger a pele das crianças com produtos desenvolvidos especialmente para elas e que atendam às necessidades específicas delas, consultando sempre um dermatologista.

Eucerin Sun Kids Lotion possui muito alta proteção UVA e UVB, que protege a pele das crianças contra as queimaduras solares, reduzindo o risco de danos induzidos pelo sol. Fortalece o sistema de proteção natural da pele e os mecanismos de defesa do DNA, prevenindo manchas causadas pela exposição solar. Sua formulação, especialmente desenvolvida para crianças, não contém parabenos, corantes ou perfumes. Tem textura de fácil aplicação e é muito resistente à água. Eucerin Sun Kids Lotion é comercializado em farmácias, em embalagem de 150 ml e o preço sugerido é R$ 70,00.

 

Ultra Gentle da Neutrogena: para quem tem dermatite atópica

Ultra Gentle da Neutrogena: gel de limpeza para pele sensível

Uma das coisas que a gente reclama muito no Brasil é que nem sempre encontramos alguns produtos de marcas que são vendidas aqui mas que não trazem toda a gama de produtos para serem vendidas oficialmente no país. Eu mesma já reclamei várias vezes aqui no blog!

Hoje vou mostrar a novidade da Neutrogena que chegou ao Brasil: o Ultra Gentle, um gel de limpeza para peles sensíveis.

Ultra Gentle da Neutrogena: para quem tem dermatite atópica

 

 

O Ultra Gentle tem uma fórmula que possui a  tecnologia HMP, que estrutura uma espécie de rede que ajuda a proteger a barreira natural da pele e respeita seu pH fisiológico, impedindo a penetração de substâncias que causariam ressecamento e irritação. Esta fórmula remove delicadamente o excesso de óleo, sujeira e até maquiagem, protegendo a barreira de hidratação natural da pele e, ao mesmo tempo, deixando-a macia. E ao contrário de alguns outros produtos de limpeza, que podem deixar resíduos, Ultra Gentle deixa a pele completamente limpa, sem deixar aquela sensação de pele ressecada e irritada, tudo com o máximo de suavidade.

O gel de limpeza é um produto formulado para peles sensíveis, com condições – seca, oleosa ou mista, o que evita a intolerância para quem possui esse problema sentir ardor, queimação, coceira, descamação e até mesmo inflamações.  Ultra Gentle é um produto ideal para quem precisa de limpeza sem causar irritação na pele – eu mesma com minha pele oleosa, na tentativa de buscar produtos que retirassem o excesso de óleo já me deparei com produtos que a deixaram irritada, vermelha e sensibilizada, e isso é bem pior do que a sensação de pele oleosa, podem acreditar, porque é incômodo e às vezes até dói.

O Ultra Gentle tem em sua fórmula, conforto, proteção e limpeza para uso diário, além de ser recomendado por dermatologistas para uso também em peles com acne, eczema, rosácea e dermatite atópica, ele é hipoalergênico e não comedogênico.

Tá aí um assunto que me interessa bastante, pois dermatite atópica é recorrente na família…

A embalagem vem com 354ml e o preço sugerido é R$55,90.

 

Alguém já precisou deste tipo de produto?

 

 

Dersani Loção Oleosa para dermatite atópica

Estou usando Dersani na pele da minha filha com dermatite atópica!

Faz muito tempo que eu não conto nada aqui sobre os produtos que minha filha tem usado na pele para aliviar sua dermatite atópica, mas a verdade é que não tem tido muita novidade além do que eu já contei. Não mexo em time que está ganhando! Mas neste ano comprei o Dersani, uma loção oleosa que é indicada excelente para regenerar a pele, inclusive de problemas mais sérios como queimaduras e ferimentos.

Loção Oleosa Dersani para dermatite atópica

 

No caso da pele da Isabela, que é atópica, preciso usar sempre alguma coisa, principalmente quando o frio vem chegando. No verão, quando vamos muito a praia, a água do mar deixa a pele ótima (claro, com moderação, e sempre hidratando a pele com os produtos certos), e agora que o frio vem chegando a pele começa a coçar novamente e as feridinhas começam a aparecer. Tenho achado o efeito do Dersani muito bom, e acho que tem sido melhor do que o hidratante, principalmente pela textura. É uma loção oleosa, bem fluida, fácil de espalhar, confortável na pele (ela adora passar, acha gostoso e não arde) e realmente cicatriza as pequenas feridinhas de um dia para o outro.

Loção Oleosa Dersani para dermatite atópica

Ultimamente tenho usado mais o Dersani do que o creme hidratante, até mesmo pela facilidade de encontrar: é vendido em farmácias, e eu paguei R$30,00 na Pacheco, por 100ml. Bem econômico, não acham?

Veja o que está na embalagem:

Dersani Original éuma loção oleosa a base de AGE (ácidos graxos essenciais) e TCM (triglicerídeos de cadeia média) com vitaminas A e E, dermatologicamente testado e hipoalergênica.

Eu não uso como cosmético em mim mesma, mas acredito que pessoas com pele seca possam gostar da sensação da loção na pele do rosto. Pela composição parece uma ótima opção para enfrentar o inverno. Quando aplico na pele da Isabela a loção é absorvida rapidamente e não deixa a pele muito oleosa, mas eu não teria coragem de passar no meu rosto (tenho pele oleosa).

Quando comprei o Dersani postei uma foto no Instagram e algumas pessoas me disseram que fazem uso dele também, inclusive atópicos. Tem alguém aí que também usa e pode dividir sua experiência por aqui também?

Fiquem a vontade, usem os comentários que eu quero saber!

 

 

Dermatite Atópica (ou: uma mãe e muitas informações)

Sempre tive pele sensível, mas nada que chegasse perto de uma dermatite atópica. Fui conhecer o termo e tentar saber do que se trata essa “doença” (?) quando minha filha caçula apresentou os sintomas bem novinha.

Aliás, minha filha mais velha também, em algumas ocasiões, chegou a ter o diagnóstico de dermatite atópica também, mas os médicos não foram unânimes em identificar o que foi o caso dela, mas já melhorou.

Não vou dar definições científicas aqui pois não sou médica, nem pesquisadora, não conheço tão a fundo. E a proposta do blog nem é essa. Quero deixar aqui algumas experiências que aconteceram comigo acompanhando o histórico da minha filha pois acho que muitas mães podem se identificar, principalmente se estiverem se sentindo perdidas!

-já fomos a N pediatras e N dermatologistas, e as informações não casam. Raras exceções, em um ponto ou outro.

-uma pediatra foi taxativa: eu deveria proibi-la de comer tudo que tivesse corante amarelo ou vermelho, tudo que fosse industrializado, fora o que todo pediatra já condena: doces, refrigerantes, chocolates, etc. Eu perguntei: mas e quanto a escola? E aniversários? É comum ter um docinho, um pirulito, uma coisa fora da rotina. A resposta: quando tiver aniversário não leve, ou vá buscar a criança na escola antes de algum evento desses, o importante é a saúde dela.

Ok, eu realmente não tenho como hábito ter refrigerantes, balas, pirulitos, chips em casa, mas às vezes acontece, e eu não proíbo. Não compro refrigerante na minha casa, mas quando vamos a um aniversário minhas filhas tomam o que tiver, eu não proíbo.

Não levei a essa pediatra mais.

-outro pediatra disse que eu só precisaria tirar alguma comida do cardápio se eu perceber alguma reação e identificar que o causador é o alimento;

-dermatologista 1: use só sabonetes glicerinados (indicou o da Granado)

-dermatologista 2: nunca use sabonetes glicerinados. Só os brancos (indicou os da Nivea)

-dermatologista 3: evite sabonetes. Quando tiver alguma feridinha então, nem pensar.

De tudo o que ouvi, das opiniões que se confirmaram na prática e que não se confirmaram, ficaram algumas experiências que considero úteis:

-Dermatite atópica não é alergia, mas a resposta da pele de um atópico é semelhante a alergia. O tratamento, na verdade, não é para cura, mas para conforto da pessoa: a pele pode coçar, ou dar uma sensação de queimada, ou descama, então aliviar os sintomas é dar mais qualidade de vida.

-Produtos? O mínimo. Não dá pra encher uma criança atópica de produtos. Mas 2 eu não dispenso:

Cetaphil Restoraderm: o único hidratante que passo na minha filha. Só que: quando há alguma erupção, algum machucadinho, arde, então não posso passar quando ela coça demais a pele e fica marcadinho. Por outro lado, quando a pele está hidratada, dificilmente coça.

Água termal (a da foto é Vichy, mas uso qualquer uma das 3: Vichy, La Roche e Avene). Água termal alivia demais quando a pele está com algum tipo de incômodo como ardência ou coceira. Para evitar que ela coce, eu borrifo água. Dá aquela sensação gostosa de refresco, e alivia na hora.

Só esses dois produtos eu uso com frequência, além do filtro solar quando ela se expõe ao sol. Uso os da Banana Boat, e graças a Deus ela nunca teve reação a eles.

-quando eu me mudei pra cá todo mundo (inclusive eu) ficou preocupado em como seria a reação da pele da minha filha em relação ao calor. Achei que seria o caos, mas graças a Deus não foi. Não sei se é regra ou exceção, só sei que apesar do calor a pele está ótima. Eu tenho pra mim -que ninguém me ouça – que a água do mar fez bem pra ela. Ela estava com umas manchinhas na dobra das pernas e dos braços e eu resolvi levá-la a praia em horários ótimos, em que o sol é anti-inflamatório: de 8 às 10 da manhã, com filtro solar, e ela entrava na água do mar… sumiu tudo, e está tudo bem com ela. Nenhum médico me mandou fazer isso, só fiz porque achei que seria bom pra ela, e deu certo. Claro, fiz com muito cuidado, nos horários certos, com proteção (filtro, boné).

Enfim, quero deixar um recado para quem estiver na minha situação: se você está se sentindo perdida, ouvindo informações desencontradas, parece que é assim mesmo. Normal ninguém se entender! Mas dá pra controlar, dá pra levar uma vida normal e sem stress, mas acho que a observação diária é a melhor opção, assim você consegue saber o que evitar e o que fazer, de acordo com a reação da criança. Porque se nós ouvirmos todo mundo cada hora iremos pra um lado! No meu caso, eu busquei todas as informações com os profissionais disponíveis, pediatras e dermatologistas, segui as recomendações que me atenderam, e as que não atenderam…não segui.

Que fique bem claro: eu não dispenso a ajuda de especialistas, viu? Tanto é que recorri e recorro a eles sempre! Só quis deixar minha experiência pois vejo que muitas pessoas tem muitas informações desencontradas, e acho que toda experiência bem sucedida é válida.

Cetaphil Restoraderm

Cetaphil Restoraderm – para dermatite atópica

O Cetaphil Restoraderm é um produto que tem uma história comigo, vou contar hoje pra vocês.

Cetaphil Restoraderm - para dermatite atópica

 Minha filha caçula estava com 2 anos de idade e teve 2 problemas de pele simultâneos: a dermatite atópica, que a acompanha até hoje, e o tal do Molusco contagioso, um vírus comum em crianças, que são umas bolinhas que se parecem com verrugas e que se espalham pelo corpo. A história é longa, mas enfim, pra resumir, ela estava com a pele super irritada, o tratamento para essas bolinhas foi a coisa mais enjoada que eu já vi (e passei por vários dermatologistas, cada um falava uma coisa), e ela precisou urgente de um bom hidratante corporal devido ao extremo ressecamento da pele, mas não poderia ser qualquer creme.
O fato é que quando você vê um creme hidratante custar tão caro, não entra na sua cabeça comprar um frasco, até que um belo dia você precisa dele. Por recomendação do médico, comprei o Cetaphil Restoraderm, que era o único hidratante que a minha filha poderia usar, e pra filho a gente faz qualquer coisa, né?
Claro que eu gostaria que esse tipo de produto custasse bem menos no Brasil (eu comprei por R$120,00), mas posso dizer que valeu o investimento.
Esse creme hidratante é recomendado para quem tem dermatite atópica, e funciona mesmo, pois não irrita a pele, hidrata por muito tempo, é rapidamente absorvido e tem a fórmula mais adequada possível pra quem é cheio das alergias, que é o caso da minha filha.
Depois, como tive oportunidade de comprar o produto nos EUA pagando bem menos, comprei estoque pois preciso desse em creme em casa pro resto da vida. E a boa notícia é que a fórmula é universal: o produto vendido no Brasil é o mesmo vendido em qualquer lugar do mundo, e isso foi confirmado pra mim pela assessoria da marca.
Cetaphil Restoraderm - para dermatite atópica
E a embalagem brasileira é essa:
Cetaphil Restoraderm - para dermatite atópica
Só muda o rótulo, em português.

Enfim, pode ser que você não precise dele para o seu dia a dia, se você for uma pessoa saudável e que não tenha nenhuma doença de pele. Mas, se precisar, pode comprar que funciona.

Você conhece o Restoraderm?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...