Especial de Cafés e Cia no Pão de Açucar

Dica pra quem ama café: aproveite o Especial do Pão de Açucar!

Quem me segue no Instagram vê minha rotina recheada de dicas de café, chocolate e vinho, uma paixão que eu e o Alexandre temos em comum. Tenho uma máquina de café espresso caseira e adoro comprar novos grãos para experimentar. Já fiz bons achados no Pão de Açucar, inclusive o último que comprei lá foi tão aprovado por mim e pelo marido que até comprei de novo (coisa rara!).

Agora moro pertinho do Pão de Açucar, e adorei saber que já está tendo essa ação especial com cafés e cia, vou deixar aqui essa dica para vocês e já vou convidando a me seguir no Stories do Instagram (@luvilelapaes) , pois vou sempre lá e quero mostrar meus achados por lá!

semana-cafe-pao-acucar

PÃO DE AÇÚCAR REALIZA AÇÃO ESPECIAL COM A PRINCIPAL BEBIDAS DOS LARES BRASILEIROS: O CAFÉ

A rede Pão de Açúcar traz a diversidade de sabores e intensidade da bebida nº 1 dos lares brasileiros.  O Especial de Cafés & Cia acontece de 24 de Maio e 04 de Junho

A bebida preferida de 10 entre 10 brasileiros teve suas evoluções ao longo dos anos, mas sem nunca perder a essência. Há quem escolha o café pelo preparo e há quem o escolha pelo sabor. Sabor? O sabor é o mesmo, mas o detalhe está na intensidade da bebida, ou seja, umas pessoas preferem cafés com aromas mais fortes, outras optam pela bebida mais suave. E existe diferença entre os dois tipos? Claro que existe. A sensação de “força” ou “intensidade” obtida no preparo do café pode ser influenciada por diferentes aspectos, como o processo na lavoura pós-colheita, a elaboração do blend (combinação de espécies), a cor da torra, que é o tempo que o grão fica em cada temperatura e a moagem, que nada mais é que o ato de moer o café.

Hoje em dia, podemos degustar cafés com sabores distintos ao longo do dia, de acordo com cada momento. Por exemplo, de manhã, para despertarmos, um café suave é o mais indicado. Já após as refeições, uma boa pedida é um espresso, um pouco mais intenso. Fato é que independente do seu gosto, neste especial, o Pão de Açúcar traz para o consumidor as peculiaridades e características de todos os tipos de café e os seus acompanhamentos, como por exemplo: bolo, biscoitos amanteigados ou até mesmo chocolates. Além disso, uma grande variedade de produtos com preços especiais neste período.

Com o objetivo de sempre ajudar o consumidor facilitando o seu cotidiano, o Pão de Açúcar lista pra você uma harmonização entre os diversos tipos de café e seus acompanhamentos perfeitos:

Descafeinados

A cafeína tem um composto químico orgânico que contém nitrogênio e é encontrado em vários alimentos, como: cacau, chá e café. Ela atua como um estimulante natural e seu uso tem sido ampliado pelas indústrias alimentícias e farmacêuticas. Consumir ou não a cafeína é uma decisão de cada um.

Muitas pessoas têm maior sensibilidade à substância do que outras. Para quem procura diminuir sua ingestão, mas não abre mão de um café à noite, a recomendação é o café descafeinado, cuja cafeína é retirada por métodos químicos ou naturais. Entretanto, hábito, sabor e principalmente o sono não serão perdidos.

Cafés suaves

Os cafés mais suaves apresentam sabores e aromas mais delicados. Seus grãos são produzidos a partir de blends da espécie Coffe arabica, cujo processamento pós-colheita é feito sem a casca.

A bebida preparada com esses grãos de torra mais clara tornam os cafés ainda mais suaves e a moagem mais grossa faz o grão ter menos corpo e aroma. Numa escala começando com 3 e terminando em 10, os cafés são classificados como suaves quando ficam entre 3 e 6.fés com intensidades menores e saves, com

Cafés com essa particularidade são melhores degustados sem açúcar, preferencialmente puros. Os cafés mais suaves combinam melhor com queijos mais delicados, como os frescos e com pouco tempo de cura, com bolos cítricos de laranja ou limão e com chocolate ao leite. Há quem diga que servi-lo com frutas secas também é interessante.

Cafés intensos

Considerados como pilares dos cafés intensos: a torra do grão do café e o seu blend são fundamentais para a percepção do sabor quando ele é classificado como forte ou intenso. Quanto maior o nível de intensidade e, consequentemente, mais acentuado o seu amargor, maior será a porcentagem de grão de espécie canephora. Conhecido como robusta, este tipo de café tem o dobro da quantidade de cafeína que um da espécie arábica.

Biscoitos amanteigados, chocolates amargos e até mesmo brownie são combinações ideais para este tipo de café. Tem uma finalização mais longa e duradoura no paladar, o pó tem cor marrom mais escuro e o horário mais aconselhável para consumo é após o almoço. Na mesma escala de intensidade dos cafés, este encontra-se entre 7 e 10. 

A evolução do café trouxe o seu preparo a ser realizado em cápsulas. E não é por isso que suavidade e intensidade serão esquecidos. Basta saber a quantidade de água a ser colocada para determinar qual tipo de café você vai escolher, por exemplo: o café longo recebe uma quantidade maior de água resultando em um café mais fraco; já o café curto, tradicionalmente chamado de espresso, é concentrado e rico em açúcares, devido ao seu método de extração e rápido contato com a água.

Com sua tradicional exclusividade, o Pão de Açúcar apresenta o café colombiano Juan Valdez, considerado um café gourmet de alta qualidade, devido ao seu cultivo em elevadas altitudes e à sua colheita seletiva. Os cafés da Colômbia apresentam acidez cítrica e delicada, com corpo delicado e baixo amargor.


 

Não tenho costume de falar sobre essas dicas no blog, mas se vocês gostarem posso até começar, o que acham?

 

 

RS Café Corporativo no Conexão Carioca

Experimentando os produtos da RS Café

Quem me acompanha no Insta e no Snap sabem como sou fã de café e tomo diariamente. Aliás, como diz uma amiga, eu não tomo, eu “degusto” – sim, porque tem todo um ritual pra preparar o momento, hahaha! Desde que aprendi a tomar espresso sem açúcar eu consigo diferenciar os sabores, escolho melhor o que bate com o meu gosto e aproveito muito esse hábito, é um prazer que eu não dispenso. Para algumas pessoas é um vício, mas não acho que seja meu caso já que tomo 1 ou no máximo 2 xícaras por dia, e quando não tomo não sinto nenhum efeito de “síndrome de abstinência”.

Estou falando tudo isso pra vocês entenderem que café pra mim é assunto sério, faz parte mesmo das coisa que eu aprecio, e por isso achei bem interessante quando soube que a RS Café tinha nos enviado alguns de seus produtos para experimentarmos. Ainda vai faltar conhecer o café espresso, mas dessa vez já conheci o Capuccino Avelã e o Chocolate Premium.

 

RS Café Corporativo

O Capuccino Avelã foi meu preferido! Para quem está acostumada a consumir os capuccinos de supermercado, achei mais cremoso e saboroso. Eu tenho uma máquina de café espresso e ela tem um vaporizador para preparo do leite cremoso, então usei para preparar o capuccino e o chocolate. Com água eles já ficam bons, e com leite ficam mais cremosos ainda. Os dois produtos são doces, vale a pena avisar pois há quem esteja acostumado ao capuccino italiano, que é só a mistura do espresso com o leite e a espuma. O meu capuccino geralmente é o italiano, mas gosto do “brasileiro” de vez em quando!

O Chocolate Premium já é preparado com leite, por isso só precisa de água. Tentei preparar com leite mas achei desnecessário, ficou com sabor muito acentuado . O Capuccino fica bom tanto com leite quanto com água.


A RS Café vende e aluga máquinas de café espresso para empresas, além de fornecer todos os suprimentos. Nós experimentamos os dois produtos e vamos dar nossa opinião aqui para vocês conhecerem um pouco, e quem for de SP pode entrar em contato para ter um orçamento através do site: www.rscafe.com.br  – ALUGUEL DE MÁQUINAS DE CAFÉ PARA SÃO PAULO, CAMPINAS E JUNDIAÍ

 

Vamos ver o que as blogueiras do Conexão Carioca postaram sobre o produto?

Conexao-Carioca

Claudia Speroto – Usei Contei

Dafne Dias – Elfinha.com

Patricia Meireles – Fuxico de Mulher

Tina Szabados – Make, Coisa e Tal 

Dicas de Amélia: Máquina de Café Expresso Philips Saeco Poemia

Sempre que eu uso minha máquina de café expresso eu penso: como eu vivia sem isso antes? Philips Saeco Poemia

Eu gosto muito de um cafezinho… só que eu sou meio chata. Só gosto de café novo, e depois de meia hora na garrafa eu já sinto gosto de café velho, aí só se for pra tomar com leite! Chata, né?

Aqui em casa somos dois adultos, e as crianças não tomam café. Aquele café no meio da tarde eu só faço quando meu marido está em casa, pois não gosto de fazer café coado só pra mim, sempre sobra. Por isso, essa máquina de expresso foi um achado! Pesquisei bastante antes de comprar, pois já tinha visto algumas máquinas de expresso baratinhas que faziam um café horroroso. A máquina tem que ter uma pressão razoável pra fazer o café gostosinho, com aquela espuminha bonita(pra gente chata a espuminha é imprescindível!). As opções são tantas, e quem não entende muito tem que ralar pra chegar a alguma conclusão. Eu vi muitas opiniões na internet em fóruns especializados, vídeos gringos, e vi que pelo preço e pelo café que oferece, a Philips Saeco Poemia era uma ótima opção pra minha casa. Já se passou um ano, e ainda acho a mesma coisa!

A luz branca da foto é da fita de Led que meu marido resolveu colocar acima desta bancada também! Ficou ótimo, já que esse cantinho era escuro. Não viu o post? Tá aqui: Fita de Led na decoração!

Antes de falar da máquina, quero dizer que não sou barista e se tiver algum lendo este post saiba que estou falando como leiga, ok? A única coisa que me interessava era ter um café expresso gostoso com espuminha e a possibilidade de fazer um capuccino em casa.

A máquina não é grande, e aqui vai uma coisa importante a respeito desse tipo de eletrodoméstico: quem quer ter uma máquina de café expresso em casa precisa ter um lugar separado pra ela. Não é igual liquidificador ou batedeira que você pode guardar no armário e tirar na hora de usar, entende? Se não estiver à mão, você simplesmente não usa! E mais: ela tem um reservatório de água, e sempre que você arrasta a máquina, tira do lugar, esse reservatório deixa a água escapar, molha tudo. Então, pense nisso: se você tiver uma bancadinha ou uma mesa, ou um cantinho no bar, já serve, mas não cogite em deixar no armário! E ela é pequena, bonitinha, tem um design moderninho, não atrapalha a decoração. Se bem que existem máquinas menores ainda e mais decorativas, já viram?

Comprei a minha em uma promoção por cerca de R$400,00 (na época, o preço normal era R$600,00, mas hoje você consegue encontrá-la por cerca de R$450. Um preço bem razoável para boas máquinas de expresso, pois o céu é o limite. Tem máquinas muito caras por aí…

 

A primeira foto mostra a parte de cima: o reservatório de água (que pode ser removido, tem uma alça que você levanta e puxa para limpar, esvaziar, encher, etc), um acessório que serve para usar cápsulas de café, ou sachês, e o medidor de pó, caso você use o café em pó. Aquela pequena plataforma à direita esquenta quando a máquina está ligada, e você pode deixar a xícara repousando sobre ela, assim a xícara esquenta e mantém seu café quente por mais tempo 😉

Esta máquina tem esta vantagem: você não precisa ficar presa a um único tipo de café: você pode usar o pó (o melhor é usar o pó próprio para máquinas, pois a moagem e a torrefação são diferentes do café coado) ou pode comprar aquelas cápsulas, que tem a medida certa para uma xícara mas custam bem mais.

Na foto do meio estou mostrando o filtro, onde fica o pó: com uma medida eu faço uma xícara de café. Você coloca o pó, usa o próprio medidor para compactar o café, e insere na máquina, como mostra a 3ª foto.

 

Dos 3 sinalizadores do painel, a de cima (verde, que está acesa na foto) é a que indica que a máquina está ligada, a do meio é a que indica que a máquina está pronta para produzir vapor (para fazer o leite espumante para capuccino) e a última a que indica que ela está pronta para fazer o café. O botão cromado ao lado você deve girar: para a esquerda, para fazer o café, ou para a direita, para fazer o leite espumante. Para fazer o leito espumante basta colocar 1/3 de leite gelado em uma leiteira (de preferência aquelas de inox) e colocar no bico à direita da máquina, e o vapor faz o leite ficar quente e espumante, pronto para ser acrescentado ao café para fazer um capuccino <3 AMOOOOOOO!!!

 

E aí o café sai assim! 😀

Saca só a espuminha, nhammmmmm…. Eu acho tão aconchegante!

A máquina tem a bomba de pressão de 15 Bar, suficiente para fazer o café com essa espuma. Já está funcionando há um ano e não tenho do que reclamar, a qualidade não caiu nesse tempo todo. E olha que eu uso, hein? Ela sempre fica na minha bancada e constantemente sai um café quentinho aqui.

 

Eu não sei se consegui falar tudo que poderia a respeito dela, mas caso alguém tenha interesse em saber alguma coisa que eu não mencionei, pergunte nos comentários!

 

Esse post me deu vontade de fazer um bolo de fubá…

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...