Tô aqui!

Feliz 2017!

O primeiro post do ano não poderia começar diferente. Tô sumida nessas duas últimas semanas mas vocês já devem ter sacado que foi por causa das festas de fim de ano, né? Aproveitei para ir a BH passar o Natal com a família, coisa que não acontecia há 3 anos. Foi rápido mas foi intenso! Fui muito mimada, voltei abastecida <3

As meninas ficaram em BH, o que foi ótimo pra elas. Não estão pegando o maçarico ligado em Niterói! Já eu estou aqui, no forno, trabalhando e procurando apartamento, por isso estou sumida. Andando o dia inteiro visitando apartamentos, corretoras e tentando achar o lugar ideal pra nós a partir de agora. Por isso, já sabem, se eu sumir de novo é por causa disso!

Que todos nós tenhamos um 2017 abençoado, cheio de coisas novas, a começar por nós mesmos. Não adianta nada esperar que a virada de um ano para o outro fará diferença se nós mesmos não mudarmos nossas atitudes, não é mesmo? Eu já comentei em outros anos que eu sou fã daquelas promessas de ano novo, por mais que elas sejam um prato cheio para memes. Mas acho super válido fazer propostas para nós mesmos, querermos mudar e fazer coisas diferentes. O primeiro passo é querer! Só que não adianta ficar nisso, colocar em prática é que é o desafio, e é o que faz acontecer. Por isso, eu desejo que você faça acontecer neste ano! Força na peruca aí, porque muitas coisas continuam difíceis assim como foram em 2016, mas se nós ainda estamos vivos ainda temos muitas oportunidades pela frente!

Beijos e obrigada pela companhia de sempre! <3

Pode chegar, 2017! #topronta #feliz2017 #happynewyear #felizanonovo #relax #goodvibes

Uma foto publicada por Luciana Vilela Paes (@luvilelapaes) em


Lu

@luvilelapaes

Como comecei o blog – a pedidos

Querem saber minha história com o blog?

Como começar um blog é a pergunta que eu mais escuto quando converso com alguém que descobre que eu sou blogueira. Já recebi algumas perguntas dessas pelas redes sociais do blog: gente que tem vontade de blogar mas não sabe por onde começar, que quer usar a internet para divulgar seu negócio ou simplesmente se divertir. Ah, também tem aquelas pessoas que acham que blogueira não faz nada mas ganha um monte de coisa e quer ganhar também…aham… (tomara que essas comecem mesmo, só pra pagar língua! hahahaha)

Neste mês de dezembro faz 6 anos que eu comecei a blogar. Eu sempre gostei muito de usar produtos de beleza, sempre fui a Penélope Charmosa da família, e sempre dei dicas para as amigas. Todo mundo me perguntava onde comprei isso ou aquilo, e tempos depois me contavam “comprei aquilo que você me indicou e adorei”! Outras compravam o que eu estava usando só pra imitar mesmo e nunca falavam nada, mas eu sabia que tinham me visto usando. E não eram só produtos de beleza, eram roupas, acessórios, coisas de casa, já que eu trabalhava com decoração e estava sempre por dentro das novidades nessa área. Por isso, fazer um blog foi bem natural, eu levei para a internet o que eu já fazia na vida: consumia e mostrava para as pessoas o que eu estava usando. Quem gostava da ideia, comprava!

Eu sempre gostei de falar sobre beleza no blog, nunca fui de falar muito sobre a minha vida pessoal nem postar look do dia. Sempre acreditei que minha opinião sobre um produto poderia ajudar uma pessoa a decidir se valeria a pena comprar ou não, ou seja, apesar de todo mundo achar que os blogs levam ao consumismo, para mim deveria ser o contrário: ajudar a pessoa a gastar menos, ou pelo menos, gastar certo.

Eu comecei mostrando tudo que eu tinha e usava, e era muita coisa. Depois, com o tempo, algumas empresas começaram a me descobrir e entravam em contato comigo para enviar produtos para testar. Por experiência própria: quando eu entrei em contato com marcas, nunca deu certo. Sempre melhor quando a empresa te procura.

Como comecei o blog

Primeiro layout do Mulher Sem Photoshop em 2012

 

Como comecei o blog

Segundo layout, em 2013

Por que começar um blog?

Fiz essa introdução só pra falar que, a não ser que você tenha um negócio e queira divulgar, ou seja, o blog fará parte do seu trabalho, só vale a pena ter um blog se for para falar de algo que você goste, que faça parte de você. Tem que ser um assunto que te apaixona, que motiva, que dá prazer e principalmente, que você tenha o que dizer sobre ele. Manter um blog dá trabalho e exige dedicação, quem não faz por gosto dificilmente continua.

Blogger ou WordPress?

Eu comecei no blogger, pois achava que WordPress era um bicho de 7 cabeças, e não é. A vantagem de usar o Blogger é que você não precisa desembolsar nada, uma boa coisa pra quem está começando do zero. Se o blog evoluir e começar a render dinheiro, é só migrar. Eu já fiz um post contando minha história com essa migração: Vale a pena migrar do Blogger para o WordPress? Eu tinha acabado de migrar e contei as primeiras impressões, mas pouca coisa mudou. Hoje eu faço posts mais rapidamente do que naquela época pois já me acostumei, mas a essência é aquilo mesmo.

Domínio

Já escolheu a plataforma? Seja qual for, registre um domínio. Pra quem não sabe, é o “nome do link do seu blog”: o que vem antes do “.com” ou “.com.br”, que são os mais comuns – mas também existem .net, .life, .news, etc! Isso não é difícil e já garante seu nome na internet, mesmo que você não vire blogueiro profissional vale a pena, pois o custo é baixo. Entre as empresas que registram domínio tem a 1&1, que tem preço muito bom.

Dicas para quem quer começar

Se você já definiu seu assunto, sua plataforma e seu domínio, agora vamos ao conteúdo, que é o principal.

-Só fale quando tiver certeza! Não saia repetindo boatos e informações erradas, cheque antes de publicar.

-Sempre dá pra falar mais um pouco: pesquise mais, conheça mais, conte mais do que os outros. Faça um pouco a mais do que você vê todo mundo fazendo, assim você pode se destacar em meio a tanta gente.

-Escreva corretamente! Parece tão básico, mas muita gente não se preocupa com isso. Use um corretor, peça para alguém ler seu texto, faça alguma coisa para evitar erros de português.

-Preocupe-se com a qualidade das fotos! No início eu fazia o que dava: tinha uma máquina pequena, simples, mas aos poucos fui juntando dinheiro para dar um “upgrade”: comprei uma semi-profissional, hoje estou com uma profissional (de entrada, mas já é bem melhor), e aprendi noções de fotografia. Se precisar, faço uma edição nas fotos principalmente para deixar as cores dos produtos mais fiéis (uso o Picmonkey, editor online).

-Conecte-se com o resto das pessoas do seu nicho. Procure as pessoas que gostam das mesmas coisas que você, comente em seus blogs, visite as redes sociais, faça contatos no meio. No final todo mundo se ajuda e cresce junto (ou pelo menos deveria ser assim!).

-Parece óbvio, e é, mas a melhor dica é: COMECE. Saia do zero, faça o primeiro post! O primeiro post você vai demorar a escrever, não vai saber com que frase começar, a foto vai sair de qualquer jeito. O segundo vai ser melhor, e só assim para pegar o jeito. Depois, é como andar de bicicleta. Se você não nasceu pra isso, em algum tempo vai perceber, mas se nasceu, também vai!

-Última dica: leia este post:

COMO VIRAR BLOGUEIRA

Mas leia até o final antes de seguir o que eu falo por lá :)

Quer me conhecer um pouco mais?

Vale a pena fazer o que gosta. Hoje o blog cresceu, continua me dando trabalho mas eu acho que vale a pena e eu tenho o meu trabalho hoje por causa dele, ou seja, vale a pena. Visite as outras redes sociais pra conhecer como ele se multiplicou:Twitter, Snapchat e Instagram (@luvilelapaes) e Youtube: youtube.com/LucianaVilela.

 

 

 

 

 

Como anda a rotina fitness

A rotina fitness que faltava na minha vida está a mil por hora

ROTINA FITNESS – não viu o primeiro post? Passa lá: Blogueira Fitness no Instagram

Minha rotina de treinos com o personal Filipe Cavalieri (@filipe_cavalieri) da Corpo Capacitação Física no dia 08/11, portanto ainda não completei o primeiro mês. Mas como disse no primeiro post, eu já estava mantendo uma rotina, mesmo sozinha, mas agora com acompanhamento é totalmente diferente, o compromisso é outro. Em uma coisa eu não mudei: continuo sendo apenas uma pessoa normal querendo recolocar o corpo em movimento, pois com essa rotina de computador não dá pra continuar a vida, principalmente depois dos 40. Não tenho pretensão de ser musa fitness nem de virar atleta, mas quero mesmo dar uma guinada nessa área da minha vida. Se bem qualquer coisa que eu fizer já será uma guinada, pois qualquer coisa é melhor do que zero! hahahaha

Rotina Fitness semanal

Rotina Fitness

Estou treinando 4x por semana:

Segunda e Sexta – Funcional na Academia

Terça e Quinta – musculação

Quarta é folga, porque os músculos precisam de descanso. E no fim de semana, às vezes corro na praia, mas nesse mês choveu bastante então acabei correndo na esteira do prédio também. Não que esteja no programa, mas sabe quando dá vontade de fazer alguma coisa? Pois é, estou nesse nível, quando estou sem fazer nada dá vontade de correr. Quem me viu, quem me vê! Estou mostrando tudo no Stories do Instagram (confesso que ando com preguiça do Snap, acho o Stories mais prático!), me acompanhem por lá pra me dar um forcinha @luvilelapaes

E o peso, como vai?

Agora a grande notícia: sabem quantos quilos eu perdi?????

ZERO.

Pois é, desesperador, não é? kkkkkkkkkkkkkkkk (tô rindo mas por dentro estou chorando, sério). Tanto o personal quanto a minha irmã, que é educadora física também, estão me tranquilizando dizendo que é por causa da substituição da massa gorda pela massa magra, que pesa mais. Isso pro meu lado racional é uma boa explicação, mas como não sou 100% racional eu quero ver a balança acusando perda de peso senão eu não sossego, hahahahaha! A Avaliação Física leva em conta várias medidas do meu corpo, e segundo eles é isso que vai importar por enquanto, pois essas medidas é que já devem estar diminuindo ( isso é verdade, tem shortinho folgado já!).

Rotina Fitness

Vou deixar aqui a foto para a posteridade, pra ter comparação de antes e depois.

Roupas de academia

Ah, claro que não estou perdendo a chance de usar meus looks fitness, porque sou dessas que adora uma roupa de academia nova pra servir de motivação. Tem algumas roupas que eu tenho vontade de usar mas que por enquanto não rolam no meu tipo físico, como short saia e vestido fitness, por exemplo. Ficou louca pra usar mas já experimentei em lojas e não cai bem em mim, e o desafio de usar é uma motivação a mais. A mulher que nunca quis emagrecer pra poder usar aquela roupa, atire a primeira pedra.

Rotina Fitness  - camiseta LIve Fitness

Sair do básico “legging preta e camiseta” está sendo o máximo. Estou adorando cores, comprei uma legging rosa MARAVILHOSA (não postei ainda, mas depois eu mostro!) e estou abusando as misturinhas. Uma revolução! Usando e abusando da loja parceira do blog, Specialità Fitness – quer comprar roupa de academia, clique lá!

Por enquanto essas são as notícias. Espero ter notícias melhores no próximo post da série, torçam aí.

 

 

 

 

 

 

Dia Mundial da Saúde no Conexão Carioca

Vamos aproveitar o Dia Mundial da Saúde pra pensar no que estamos fazendo com a nossa?

Hoje é o Dia Mundial da Saúde e os posts do Conexão Carioca vão nos fazer pensar um pouco sobre isso. Cá entre nós, adorei a ideia, fazia tempo que eu estava querendo contar pra vocês um pouco mais da minha vida, especialmente em relação a isso.

Algumas vezes eu já contei aqui no blog alguns perrengues e algumas alegrias da minha vida que estão ligados à minha saúde. Não me esqueço dos meus episódios de 2013, ano muito difícil pra mim, em que tive que ir pro hospital 4 vezes em 8 meses por conta de uma garganta absurdamente inflamada acompanhada por sinusite que me deixavam febril, fraca, e me obrigaram a tomar antibióticos seguidamente. Meu corpo deu o grito naquele ano, um grito de socorro: HELLO, VOCÊ ESTÁ FAZENDO ISSO ERRADO!!!

Eu contei a história do que aconteceu no post: Sobre Saúde, Remédios e Afins –  mas resumindo: tive uma alergia brava ao último remédio, o que me fez parar e pensar um pouco sobre o que eu estava fazendo comigo mesma. Não adiantava trabalhar tanto a ponto de ficar doente, sem resistência nenhuma, e não poder aproveitar nada do que o meu dinheiro podia me proporcionar.

A mudança pro Rio, embora tenha o lado ruim de ter me afastado da família que me faz tanta falta, teve esse lado bom. Me afastei da arquitetura (se definitivamente, nunca se sabe, mas a intenção por enquanto é que eu nem pense nisso!) e pude ter a oportunidade de trabalhar com a internet, principalmente por causa do crescimento do blog. \o/

Não que a vida de hoje não seja corrida e não tenha uma parcela de stress, mas está bem melhor. Em todo esse tempo eu praticamente não estive doente, e estou tendo mais tempo para cuidar de mim e da minha família. Fiz algumas mudanças radicais na nossa alimentação e muitas mudanças aconteceram em todos nós:

  • As meninas incorporaram novos alimentos no dia a dia, tirando o hábito de querer sempre alguma coisa industrializada na hora da fome;
  • Marido andou fazendo exames e viu o colesterol baixando, coisa que há muito tempo não acontecia;
  • Eu fiquei longe do Pronto Atendimento de um hospital e dos antibióticos, parei com as crises de 2013;
  • Perdi peso.

Nunca tive problemas de saúde relacionados a colesterol, pressão alta, taxas glicêmicas, etc. Como a minha alimentação está sempre melhorando eu acredito que se estava tudo bem, agora deve estar melhor ainda, mas bom falar nisso agora que me lembrei que tá na hora de atualizar isso – anotando na agenda.

Lu-Vilela

Agora quero deixar algumas coisas simples que eu fiz nesses 2 anos e meio que fizeram tanta diferença pra mim:

Eu mesma tomo conta da comida da casa

Em BH, por trabalhar muito fora, eu tinha uma ajudante que fazia o almoço, e era comum que eu apelasse para congelados, industrializados e comidas de restaurantes por causa da falta de tempo. Hoje eu mesma faço tudo o que consumimos, e o nosso consumo de industrializados caiu 90%. O que ficou: iogurtes, alguns biscoitos, alguns pães, coisas que eu ainda não consigo dar conta de assumir produzir em casa sozinha, mas pelo menos as lasanhas, escondidinhos e carnes temperadas não entram mais na geladeira.

Substituí todo o óleo da casa por óleo de coco

Tá aí uma coisa que eu tenho certeza que fez a maior diferença nos exames do meu marido. Hoje eu só uso óleo de coco em casa: no arroz, feijão, legumes e todas as receitas, deixei de lado qualquer outro tipo de óleo para cozinhar. DETALHE: ainda uso azeite, mas só a frio, finalizando os pratos ou temperando a salada, de vez em quando. Ele é mais caro, mas sempre usei pouco óleo nas preparações, e mesmo assim, vale a pena o investimento depois que você descobre os benefícios que ele proporciona e os malefícios que os outros óleos podem causar quando aquecidos…

Tenho sempre alguma oleaginosa por perto

Castanha do Pará, Nozes, avelã ou até amendoim: essas oleaginosas fizeram muita diferença na minha alimentação. Quando eu queria fazer um lanche leve e comia uma fruta como maçã ou banana, eu comia e em poucos minutos eu tinha uma sensação de estar com um buraco no estômago! Já sentiu isso? Pois é, descobri que muitos alimentos tem a capacidade de elevar nossa taxa de açúcar no sangue rapidamente, o que obriga nosso fígado a produzir insulina em grande quantidade, os chamados picos de insulina. Por isso, rapidamente essa insulina transforma essa grande quantidade de açúcar em energia, e o que não é usado vira gordura em pouco tempo, e a sensação de fome volta. (Estou resumindo pra ilustrar o que causa a sensação de fome, mas quem quiser saber mais procure no Google a respeito de picos de insulina ou alimentos de baixo índice glicêmico)

O que as oleaginosas tem a ver com isso? Elas são uma gordura boa que ajudam a equilibrar essa quantidade de açúcar das frutas, não deixando portanto acontecer o tal pico de insulina, além de dar uma sensação de saciedade enorme. Eu como uma maçã com 2 castanhas às 9h e não sinto fome até 12:00 na boa. Isso nunca tinha me acontecido antes!

Tenho mais contato com atividades físicas do que tinha antes

Esse título ficou engraçado, né? hahahahahahaha

Tenho que ser sincera, né gente? Não sou blogueira fitness ainda, mas pelo menos faço mais coisas do que fazia em BH! Aqui eu caminho ou corro na praia de vez em quando (falta a tal da disciplina!!!), vou à academia do prédio, jogo frescobol no fim de semana, tá beeem melhor do que ficar no zero a zero.

Tenho tempo pra mim

A mente é o mais importante. O tal do stress. Hoje ele ainda existe, mas sei lidar com ele sem crises de choro e descabelamento.

Quando a cabeça não vai bem, nada vai bem, não é? Pena que eu não descobri isso antes. Hoje quando não consigo produzir eu paro, fico com as meninas, me dou um dia de folga, vou caminhar na praia, faço as unhas, faço qualquer coisa que me tire daquele momento que pode ficar tenso. Assim como o ítem da atividade física, ainda não é uma quantidade de tempo ideal, mas ainda chego lá.


Nossa, gente! Virou textão!!! Mas espero que tenham aproveitado o tempo da leitura pra refletir um pouco a quantas andam os seus cuidados com a sua saúde e da sua família. Muita gente só se dá conta do valor da saúde quando se perde, então não façam isso, cuidem enquanto está tudo bem (e eu espero que esteja!).

 

Conexão Carioca Blogs

Patrícia Meireles no Fuxico de Mulher

Ana Farias do Trendy Twins

Dafne Dias do Elfinha

Tina Szabados do Make, Coisa e Tal

5 perfis inspiradores (Instagram)- Conexão Carioca

Eu me inspiro em perfis no Instagram, e você?

Eu sigo vários perfis no Instagram, atualmente um pouco mais de 1000. Entre os blogs que me interessam e grandes personalidades, existem aqueles que me agradam visualmente, que eu gosto de saber o que estão fazendo seja pela criatividade dos temas e/ou sensibilidade que as postagens revelam. Eu preciso confessar que eu gostaria de ser a dona do perfil de alguns deles, rsrs.

Vou mostrar hoje apenas alguns, pois ainda tem muito mais, e de temas variados! Olha só:

@shopebo

Perfis inspiradores no Instagram

Shopebo é uma loja online de bijuterias finas que entrega para o mundo todo. Eu nunca comprei lá, mas amo o estilo do Instagram: mistura inspirações de pulserismo misturado às fofuras desses bichinhos que eu tenho vontade de ter em casa <3 . Também tem fotos das peças individualmente, mas eu gosto mesmo das montagens com sugestões de usos, como essas que estão aqui. Eu não uso muito mas AMO essa mistura de pulseiras.

@uppereastsidestylist

Perfis inspiradores no Instagram

Cacau Vitorino é de Lisboa, editora de moda, e tem uma maneira linda de mostrar os detalhes do seu guarda roupa. As fotos sempre tem produções sofisticadas juntando tudo que eu gostaria de usar.

@patmcgrathreal

Perfis inspiradores no Instagram

Gosto de muitos maquiadores e sigo vários e me encanto com o estilo da Path Mc Grath, considerada por muitos entendidos como a melhor do mundo. Ela trabalha constantemente com passarela, mas mesmo assim posta bastante inspiração usável por nós, simples mortais. Aliás, maquiagens muito mais usáveis do que muito tutorial de blogueira, diga-se de passagem! 😀

@apairandaspare

Perfis inspiradores no Instagram

Geneva Vanderzeil mostra em seu blog tudo o que você imagina que uma it blogueira mostra: rotina de viagens maravilhosas, comidas, looks, e por aí vai. Mas eu gosto do estilo de fotos, de montagens e produções que valorizam os detalhes, e vejo algumas blogueiras gringas fazerem isso super bem, como ela.

@instagrambrasil

Perfis inspiradores no Instagram

Este perfil seleciona ótimas fotos de perfis de língua portuguesa. As fotos sempre me surpreendem!

Conexao Carioca

Claudia Speroto do Usei Contei

Dafne Dias do Elfinha

Tina Szabados do Make, Coisa e Tal

Ana Farias do Trendy Twins

Patrícia Meirelles do Fuxico de Mulher

Coletor Menstrual – Inciclo – resenha com vídeo!

Minha experiência com o Coletor Menstrual da Inciclo

Comprei o Coletor Menstrual da Inciclo em julho do ano passado por pura necessidade. Comecei a ter um problema com os absorventes comuns, um tipo de alergia – dermatite de contato. Com o constante atrito do absorvente com a pele, comecei a ter umas bolinhas, que se tornavam bolhas, coçavam muito, ardiam, e por causa disso passei maus bocados. Algumas vezes eu não podia sair de casa!

Depois de ficar um tempo alternando o uso de absorventes comuns com absorventes internos fiquei sabendo da existência desse tipo de produto, o coletor menstrual. Fiquei meio desconfiada no começo mas depois de assistir a alguns vídeos resolvi comprar pra ver se eu resolveria o meu problema. Ele é feito por um silicone medicinal, atóxico e translúcido, é liberado pela ANVISA e pelo FDA.

Minha experiência com o coletor menstrual

Como escolher o tamanho

O fabricante do meu coletor, a Inciclo, tem dois tamanhos: o tamanho A (4,4cm de diâmetro) indicado para mulheres acima dos 30 anos e que já tem filhos (independente do tipo de parto) e o tamanho B (4,2cm)para mulheres com menos de 30 anos e que não tem filhos. Essa definição se dá por estimativa, então podem haver diferenças. Se você comprou o tamanho menor e teve problemas com vazamentos pode ser que seu tamanho seja o A.

Como se usa o coletor menstrual

Parece meio óbvio falar isso mas não tem como fugir: ele é interno, você deve inserir o coletor dobrado na vagina, e quando ele se acomoda lá dentro ele se expande. Ele tem o formato de um copinho, e vai retendo o fluxo menstrual durante várias horas (o fabricante assegura que pode ficar entre 8 até 12 horas). Depois desse tempo, ou quando você quiser, é só retirar (ele tem um cabinho que facilita isso), lavar e guardar. Ou então, inserir novamente.

A questão ecológica

Se for bem cuidado, um coletor menstrual pode durar vários anos. Já pensou em quanto absorvente você deixa de usar? Já pensou em quantos absorventes deixam de ser usados se as mulheres aderissem em massa a uma solução dessas? Eu achei isso bem interessante, embora no meu caso eu não tenha conseguido eliminar em 100% o uso do absorvente, mas diminuí bastante. Hoje eu uso 10% da quantidade que eu usava antes. Além disso tem a questão econômica, já que você gasta bem menos comprando o coletor só uma vez e ele se paga com pouco tempo de uso.

A questão higiênica

O silicone é lavável, você pode usar um sabonete bactericida se quiser, ele não funciona como um meio de cultura para bactérias. O sangue, enquanto não entra em contato com o ar, não tem cheiro nenhum. Por isso, ao tirar o coletor você não sente odor desagradável por causa do sangue. Quer saber mais?  Não deixe de ver o vídeo pra saber o que eu falo para quem tem nojinho de usar coletor!!!! 

Contras:

No vídeo eu comento algumas situações que eu acho difíceis:

  • e se eu precisar trocar o coletor e não estiver em casa?
  • posso usar durante todos os dias no período menstrual?
  • e pra fazer o “nº2”?

Hummm…tem umas coisinhas pra falar a respeito disso. Assistam o vídeo!

 

Resumindo: eu gostei de ter comprado, estou usando desde que comprei e resolvi o meu problema. Eu indico, mas com as ressalvas e os cuidados que eu falo no vídeo – assistiu, né?

Onde comprar e preço:

O coletor da Inciclo custa R$79,00. Não encontrei em farmácias em Niterói e BH, mas vale a pena procurar em boas farmácias pois já vi meninas na internet dizendo que algumas tem. Existem outras marcas de coletores menstruais, vale a pena pesquisar. Eu escolhi a Inciclo, mas não tenho nenhum vínculo com a empresa, e este post não é publieditorial.

 

Draw My Life!

Querem me conhecer mais um pouco?

Hoje eu quero fazer um post diferente, afinal de contas eu estou aqui diariamente aparecendo no blog, de vez em quando no Youtube, mas falo pouco ou quase nada da minha vida. Então, para quem tiver curiosidade de saber um pouco mais quem é a pessoa que escreve tanto nesse blog há 4 anos, essa é a hora! Estão todos convidados a assistirem o meu Draw My Life :)

E como não é todo mundo que é familiarizado com a tag do Youtube, uma explicação bem rápida: este formato não é invenção minha, é um tipo de vídeo que se popularizou na internet em que a pessoa desenha sua própria história e vai narrando os acontecimentos. O meu é bem resumido, não queria que ficasse cansativo para quem estivesse assistindo. Espero que vocês gostem!

Ah, e fica o convite para se inscreverem no meu canal do Youtube, eu pretendo gravar bastante coisa a partir de agora!

Canal: youtube.com/LucianaVilela

Outras redes sociais:

Instagram : @luvilelapaes

Twitter: @luvilelapaes

Facebook: facebook.com/MulherSemPhotoshop

Daqui a pouco tem mais post no blog contando uma novidade para cabelos cacheados, esperem só um pouquinho!

Como funciona o Alexa – e a matéria da Exame

Saiba como funciona o Alexa – e tire suas conclusões sobre a matéria da Exame

Semana passada teve um auê nas redes sociais por causa de uma matéria que saiu no site da Exame. O autor da matéria rankeou os blogs que seriam os blogs de moda e beleza mais acessados de 2015, e quando li fiquei tão cismada com as informações que não aguentei. Já vou avisando que o post será longo, e talvez só interesse para quem tem blogs ou sites, então quem quiser saber mais sobre o Alexa preste bastante atenção.

OBS: eu já publiquei um post sobre o Alexa quando eu tinha começado a usar a ferramenta, mas na época eu não sabia da maioria das coisas que eu vou mostrar no post de hoje.


 

1º AVISO:

Não tenho nada contra as blogueiras que estão na lista da Exame. Fazem blogs ótimos, são pessoas talentosas e merecem todo o reconhecimento que tem. O que me motivou a fazer este post é a falta de informação geral e como as pessoas acreditam em tudo que leem na internet sem pesquisar a fonte! Eu não quero tirar o mérito dessas meninas, nem desmerecer o trabalho delas. Quando conversei com várias amigas blogueiras que não sabiam de nada disso elas sugeriram que eu fizesse um post explicando o que vocês lerão agora. Quem quiser aproveitar, aproveite.

Aliás, isso já me motivou a fazer outros posts, como o da Bolsa Prostituição, que foi um boato que todo mundo espalhou e acreditou sem verificar a fonte, e do lápis 6B da Faber Castell, que também foi um boato que eu desmascarei aqui. 


 

1 – O que é o Alexa?

O Alexa é um site que fornece um ranking mundial de todos os sites, através da métrica de visitação de todos eles, desde o Google, sites de bancos, lojas, portais até blogs. Como ele faz isso? Vamos pensar:

-Se você tem um blog, é bem provável que tenha alguma ferramenta para medir seus acessos. O Google Analytics é um dos mais usados. Como ele funciona? Você tem que ter uma TAG, que é um código fornecido pelo Analytics, que será inserido dentro do seu site, que enviará as informações para o Analytics. Certo? Para se ter medições de um site, é preciso que alguma ferramenta forneça esses dados. O Alexa também faz isso. 

Como o Alexa mede os acessos para rankear os sites?

-O Alexa fornece uma ferramenta, que é a Alexa Toolbar, uma extensão que você pode adicionar ao seu navegador, que irá fornecer ao Alexa os dados da sua navegação e contabilizar os acessos que irão contar para o ranking dos sites. Todo o site que você visitar usando o navegador que está com a extensão do Alexa terá o seu acesso contabilizado. (Estou resumindo tudo de maneira grosseira pra todo mundo entender,ok?).

RESUMINDO: o Alexa só leva em conta os acessos de quem usa sua ferramenta, que é esta extensão (o Alexa Toolbar) no seu navegador. OU SEJA, é um rankeamento por amostragem. Se você tiver a extensão no Chrome, o que você acessar a partir dele conta para o Alexa. Se, do mesmo computador, você acessar com o Internet Explorer (e ele não tiver a extensão) sua visita não conta para o Alexa. Se você tem um blog e nunca viu a ferramenta, mas alguns de seus leitores usam, então ele já deve ter alguma posição no ranking.

Até aí, tudo bem. Estatisticamente falando as amostragens são válidas mesmo,mas para ter um resultado mais fiel essas amostras tem que atender a alguns parâmetros. No caso do Alexa, o público que usa essa ferramenta é muito restrito, é uma coisa pouco divulgada entre os usuários comuns da internet. Eu, particularmente, só conheço gente ligada ao marketing, publicidade e empresas que conhecem e usam a ferramenta constantemente. Nem as blogueiras, e olha que eu conheço muitas, usam com frequência. Quando converso com as amigas posso contar nos dedos quem já ouviu falar em Alexa e mais difícil ainda é achar alguém que usa.

POR EXEMPLO:

Não existe uma extensão do Alexa para todos os navegadores, inclusive o Safari, navegador usado por quem usa Iphone e os computadores da Apple. Ou seja, nenhum dado de quem usa o Iphone para acessar seu site irá contar para o Alexa.

-OS DADOS QUE RANKEIAM OS SITES SÃO RELATIVOS AOS ÚLTIMOS 90 DIAS. Ou seja, o seu posicionamento HOJE é uma média dos últimos 3 meses.

Já sacaram que tem um erro aí na matéria da Exame, né? Os dados de dezembro não se referem ao ANO DE 2015, e SIM aos meses de OUTUBRO/NOVEMBRO/DEZEMBRO!

Mas vamos voltar a falar nisso depois. Continue no raciocínio.

Como isso influencia nos resultados do ranking?

Influencia e muito! Sabe quando a pesquisa do IBOPE erra feio? Conhecem a tal margem de erro? Pois é, a margem de erro do Alexa é enorme. A colocação de sites famosos às vezes é muito baixa porque os seus usuários não são o público que usa normalmente essa extensão do Alexa. Vou mostrar isso mais à frente.

Por que o Alexa é tão falado?

Entre o pessoal das agências que trabalham com marketing digital e esses trampos do meio, é a única (??? Única ou mais conhecida???) ferramenta disponível para dar uma ideia do posicionamento global de um site e também do número de sites que tem links para ele, que é um dado importante para classificação de um site também.

Aqui, quero fazer um parênteses: este número de sites que linkam o Mulher Sem Photoshop, por exemplo, não muda há muito tempo, sendo que já recebi links de vários sites grandes como o BuzzFeed e o Catraca Livre, e o número do Alexa não muda. Estranho…não sei funciona realmente.

O Alexa é fundamental para a análise da importância de um site?

Vejo muita gente que não dá bola pro Alexa exatamente por causa dos motivos que eu falei aqui. Hoje em dia, depois que o Google parou de divulgar a atualização de page rank de um site, quem quer fazer a análise de sites usa outras ferramentas, outras métricas mais importantes. Eu, por exemplo, se fosse empresária e quisesse injetar dinheiro na internet recorreria ao bom e velho Mídia Kit (com print do Analytics de preferência)!!!


 

Agora que já entendemos um pouco a respeito do funcionamento do Alexa, bora pra matéria da Exame, vamos lá:

O link da matéria, pra quem não conferiu: os 10 blogs de moda e beleza brasileiros mais acessados no mundo 

Vou listar pra vocês os blogs e o rankeamento do Alexa que levou o autor a fazer essa brilhante conclusão:

RG- Ranking Global (mundo)

RB- Ranking Brasil (Brasil – ele fornece um ranking só do país onde o site é mais acessado)

1º– Pausa para Feminices – RG:25.554  RB: 667

2º-  Juro Valendo – RG: 43.478     RB: 1.515

3º-Just Lia – RG 61.234 RB: 2.038

4º- Coisas de Diva – RG:61.504  RB: 2.103

5º- Chata de Galocha – RG: 75.000 RB: 2.661

6º- Blogueira S.A – RG:  81.141  RB: 2.710

7º- Depois dos Quinze – RG: 100.643  RB:  2.884

8º – Camila Coelho – RG: 102.256  RB: 4.122

9º – Petiscos – RG: 111.889  RB: 4.301

10º – Garotas Estúpidas – RG: 119.409  RB:  4.706

 

Segundo a matéria, o posicionamento no Alexa foi coletado em dezembro/2015. Como eu disse anteriormente, os dados do Alexa mostram o posicionamento dos sites nos últimos 3 meses, ou seja,em OUTUBRO/NOVEMBRO/DEZEMBRO! Não é do ANO de 2015!

Mais uma inconsistência: Eu não sei ao certo quais são as estatísticas dos blogs acima, mas:

Segundo Ju Lopes, do Juro Valendo, seu blog recebe 1,6 milhão de acessos mensais. Segundo a Vogue, o Garotas Estúpidas da Camila Coutinho tem cerca de 3 milhões de acessos mensais, assim como Lalá Rudge, Júlia Petit Segundo uma nota da Simone Aline, do Blogueira SA, seu blog tem mais de 350.000 acessos mensais. Thássia Naves, que não está na lista, tem 6 milhões de acessos/mês. Em 2014 o blog da Camila Coelho tinha 900 mil acessos/mês (não achei nenhum dado mais novo que isso, mas a tendência é ter aumentado).

 

Agora pense comigo: cadê Marina Smith (2 Beauty)? E Bianca Andrade (Boca Rosa)? E Dani Honorato (Unha Bonita)? Segundo o Ranking do Alexa elas tem menos acessos do que o Mulher Sem Photoshop.  😀

E eu ainda não tô com essa bola toda não.

E só de curiosidade, olhei blogs como o da Claudinha Stocco e Anne Makeup – pelo ranking do Alexa só elas e a mãe delas acessam o blog. PODE uma coisa dessas?

Só estou falando isso para que vocês vejam as distorções dessa amostragem do Alexa, que são muitas!


 

Agora vamos ao que eu acho que é a pior parte: a matéria da Exame é assinada por Daniel Lajes, professor de Marketing com PHD em Marketing pela Bentley University.

Matéria na Exame - print

1 -Não encontrei nenhum Daniel Lajes no Google. Um cara do marketing que não tem nenhuma rede social? Nem Facebook nem perfil no LinkedIn? Não tem nada sobre o currículo de um PHD em Bentley na Internet? Ele dá aula onde?

2- Se ele é isso tudo mesmo, e se ele existe, como fez uma matéria tão rasa sobre o Alexa? Ele não sabe desses dados que eu falei aqui, que o Alexa só mede os últimos 3 meses, que a amostragem é falha e os números tem grande margem de erro?

3- A matéria é um conteúdo de divulgação comercial fornecido pela DINO, que é uma empresa que divulga releases na internet. Eles tem sites parceiros, entre eles a Exame, R7, Estadão, O Globo, etc. Este conteúdo é publicitário? Ah…. entendi.

4- Importante: o estudo que rankeia os blogs de beleza não foi feito pela Technorati, como muita gente entendeu. Nem a matéria diz isso, isso foi erro de interpretação de quem leu!

A Techonrati fez o estudo que diz que existem 200 milhões de blogs. Eles não fizeram o “trabalho” de rankear os blogs de beleza do Brasil, gente! Quem conhece a Technorati (blogosfera das antigas conhece!!!) sabe que ela não faria isso. Aliás, que eu saiba ela parou de divulgar esses estudos faz tempo!!!! Eles publicavam estudos sobre a blogosfera mas nunca mais vi nada sobre isso nos últimos 3 anos. Alguém por favor, me dá o link??? Technorati é uma empresa super importante, gente, não teria publicado um estudo desse que não estivesse no Google!!!!

 

Enfim, tirem suas conclusões. Eu não entendi essa matéria da Exame, e você?

Lembrem-se sempre disso: internet e papel aceitam tudo. Qualquer estagiário pode escrever alguma coisa e assinar como PHD em Harvard. Isso é só uma lista de blogs, um assunto sem importância pra sua vida, mas isso existe na imprensa todo dia, toda hora. Em época de eleição então, nem se fala!!!

 


 

FAÇA O TESTE:

Agora, pra acabar, faça o teste: se você quiser, instale a barra do Alexa no seu navegador e comece a controlar o seu posicionamento no ranking. Como é de se esperar que você mesma acesse sempre seu site, verá que a sua posição no ranking vai melhorar significativamente em alguns meses.

*A matéria da Ale Garattoni sobre o Alexa é muito boa. Ela conta que os dados do site dela são bem reais, mas ela colocou a TAG do Alexa dentro do site, é diferente pois assim o Alexa tem os dados REAIS dos acessos dela. No caso do Mulher Sem Photoshop, os dados são bem diferentes – detalhe: mais da metade dos acessos do MSP são via celular, ou seja, não contam pro Alexa. Mesmo assim, já tem bastante tempo que o site está entre os 100.000 do mundo, isso porque durante muito tempo eu uso a barrinha (menos nos últimos meses, quando tive um problema no meu computador, tive que tirar, e acabei que esquecendo de voltar com ela. Mas já instalei de volta).


Este post não foi feito com a intenção de prejudica a blogueira A ou B, espero que tenham entendido isso. Participo de vários grupos de blogueiras no face e a maioria delas não sabia o que era o tal do Alexa, muito menos como ele media esses acessos. Como é de interesse de todo mundo que tem blog ou qualquer tipo de site, achei que seria útil informar a respeito da barrinha. Em relação a matéria da Exame, aí sim, eu coloco minhas dúvidas. Pela falta de informações sobre o autor, por informações superficiais, por não ter encontrado nenhuma pesquisa da Techonati recente no Google, enfim, nada fecha, mas sinceramente eu gostaria de saber pois estou sempre pesquisando sobre blogs, então se alguém souber de alguma coisa e quiser me mostrar eu agradeço!

 

 

 

2016 promete!

2016 chegando, bate aquela vontade de fazer planos…

Sou dessas que sempre faz planos quando o ano começa. Sei que é clichê, que muitos deles não vão pra frente (mas alguns vão!) e que todo ano é a mesma coisa, mas eu gosto, fazer o quê?

2015 foi um ano cheio de coisas boas, consegui realizar alguns projetos e outros não, mas continuo achando que devo continuar planejando, sonhando e trabalhando para realizar os sonhos, e não entendo quem não faz isso. Quem não tem sonhos vive pra quê? Acordar, comer, trabalhar e dormir? Eu não, eu quero mais!

Vou contar uma coisa que vocês não sabem. Em janeiro de 2015, quase acabei com este blog. Pois é, quem diria, justo eu que sempre fui tão assídua nas postagens, sempre tão empolgada, quis parar com tudo. Como vocês sabem, quando me mudei para Niterói eu parei de trabalhar com arquitetura, e durante o ano de 2014 continuei postando no blog, mas sem objetivos definidos. Se antes era uma atividade paralela à arquitetura, agora era a única atividade mas continuava sendo um hobby, não pensava nele como um trabalho. Mas depois de um ano postando sem objetivos, em janeiro eu pensei: não vou continuar gastando meu tempo com isso se não puder trabalhar. Agora eu vou mudar meu foco: ou vai ou racha! Eu conversei com meu marido, e pra minha surpresa, ele me disse que achava que eu tinha que encarar a internet como trabalho e fazer do blog minha ferramenta de trabalho, afinal ele já estava no ar, tinha um público fiel, eu sempre gostei de blogar, então por que não dar continuidade? Por que não estudar para entender um pouco mais sobre as ferramentas que eu poderia usar, me aperfeiçoar em fotos, trabalhar melhor o marketing? E eu comecei a encarar o blog de uma maneira diferente, e agora com o apoio total do marido (não é que ele não apoiava, mas ele não entendia que isso poderia passar de um hobby).

No final de 2015 o blog tem em seu portifólio parceiros super legais como: Specialità Lingerie, Glam-Appetit, Ada Tina, Kutiz, Rio Bel Cosméticos, Yenzah, F Hits Friends, Loreal (Divisão de Produtos de Grande Público), Drogaria Venancio e algumas empresas  que me procuraram para pequenas ações durante o ano, como a Westwing (meu lado arquiteta deu pulinhos!). O blog virou uma vitrine, e hoje meu conteúdo está em outros sites, portais, e-commerces… e ainda quero trabalhar muito mais em 2016!

Tenho mais planos (alguns que não foram totalmente pra frente em 2015, como o canal do blog no YT, que continua devagar) e muitos desafios pra este ano. Só com muita fé em Deus e muito trabalho vou conseguir – a primeira Ele não deixa faltar, e quanto ao segundo, tenho muita força de vontade e vou me esforçar ao máximo.

Eu não poderia deixar passar o final do ano sem contabilizar os sucessos e os fracassos, os planos realizados e os mal sucedidos, faz parte do balanço de fim de ano. Muitos criticam, mas eu acredito que parar um pouco para pensar no que foi feito pode dar frutos, e fazer planos é diferente de fazer promessas – o planejamento possibilita você enxergar os meios para chegar onde você quer, mostra caminhos, sugere ações, e a minha vida toda comprova que não há nada de mal em planejar o futuro, mesmo sabendo que nada está nas minhas mãos, mas nas mãos de Deus.

Eu agradeço a todas as pessoas que tiram um pouco do seu tempo diariamente para ler o que escrevo aqui, e me surpreendo a cada dia com o alcance das minhas palavras nesse blog. Já fiquei muito feliz ao conhecer pessoas que me disseram que leem as postagens, pessoas que eu jamais imaginava que eu poderia alcançar. Isso me emociona muito, ao mesmo tempo em que faz crescer em mim uma sensação de responsabilidade muito grande. Podem saber que eu tenho muita noção disso quando publico cada post.

Espero que tudo o que foi feito até aqui faça com que você se interesse em acompanhar o que acontecerá em 2016. Eu pretendo, agora mais do que nunca, continuar trabalhando com muita dedicação pois agora já vi que o esforço é recompensado, e o dinheiro é a menor das recompensas.

Que seu 2016 seja muito abençoado, cheio de surpresas, trabalho, saúde, paz e muito AMOR!

 

Mulher Sem Photoshop - Feliz 2016

 

Com amor,

Luciana Vilela

Blog Mulher Sem Photoshop

#ComigoNÃO

VIOLÊNCIA CONTA A MULHER: JÁ BASTA

BLOGUEIRAS UNIDAS NO COMBATE À VIOLÊNCIA CONTRA A MULHER

Hoje o assunto é muito sério: A Violência Contra Mulheres.

campanha comigo não mini

Nós sabemos que muita coisa ruim acontece atualmente, mas esse assunto em especial toca com mais força na gente por sermos mulheres, por imaginarmos a nossa vida nas mesmas tristes condições que várias outras mulheres estão.

Estatísticas do IPEA apontam dados muito sérios e que não podemos deixar para lá, como se nada estivesse acontecendo:

Sete em cada dez mulheres já sofreu ou vai sofrer uma situação de agressão, seja ela física ou psicológica, em algum momento da vida. Destas mulheres, a grande maioria jamais vai falar sobre este assunto, levando consigo cicatrizes irreparáveis, dolorosas, mas invisíveis aos nossos olhos.

Está na hora de dar um basta nisso! Precisamos ser respeitadas e toda a sociedade precisa abraçar esta causa, entender a seriedade do assunto e mudar essa cultura de desvalorização da mulher de uma vez por todas.

A mulher merece ser reconhecida em todos os aspectos, e é aí que os problemas aparecem:

  • No trabalho, mulheres ainda ganham menos do que homens para exercer as mesmas funções.
  • Em casos de estupro, muitas vezes, a mulher é julgada por pessoas que nem a conhecem. É muito importante deixar claro que a culpa não é da mulher que se veste ou se comporta de maneira adequada ou não: A culpa não é de ninguém senão do estupradorque nada mais é do que um criminoso.
  • Os homens, em geral, precisam enxergar a mulher com mais respeito. Cantadas no meio da rua são péssimas, e eles acham isso o máximo! A gente acaba se sentindo ofendida e, ao mesmo tempo, com medo.
  • Já perceberam que nas festas o Open Bar liberado sempre é só para as mulheres? Será por quê, né? Nesses momentos dá pra notar direitinho como somos tratadas como objetos em muitas ocasiões.
  • Muitas mulheres sofrem com violência doméstica. E quando falamos disso o assunto fica mais sério ainda. Imagina só a pessoa que era “o amor da sua vida” se tornar um monstro que te agride e te aprisiona? Em muitos casos chegam a acontecer assassinatos (crimes que finalmente foram enquadrados na Lei do Feminicídio e agora podem ser julgados com mais rigor).
  • A roupa que uma mulher usa, a maneira como ela se comporta em alguma situação ou até mesmo os lugares que ela frequenta, não são razões que justificam qualquer mal feito a ela por outra pessoa.

Também estamos acostumadas a ouvir falar que ‘Grandes Homens’ construíram a sociedade da maneira como a conhecemos e talvez seja esse o nosso erro: acostumar-nos com isso.

Primeiro porque estamos cansadas de saber que muitas mulheres (MUITAS MESMO) tiveram papel fundamental ou protagonizaram vários acontecimentos, descobertas e invenções da humanidade. Segundo porque uma sociedade construída por ‘Grandes Homens’ obviamente vai sempre achar natural que os homens tenham privilégios, direitos ou funções que os diferenciem de nós, mulheres. E isso não é certo.

Homem ou Mulher, somos iguais em direitos, deveres e, principalmente, merecemos o mesmo respeito.

Pensando sobre o quanto isso reflete no dia a dia das mulheres, dá para concluir o seguinte: Somente no dia que uma mulher não precisar mais temer andar sozinha nas ruas à noite, por exemplo, ou quando uma mulher tiver liberdade o bastante para entrar em uma festa, no metrô, em um evento qualquer, com a roupa quiser e, de forma alguma, ser julgada, abusada ou minimizada por isso, aí sim teremos conquistado nosso lugar de direito na sociedade. Reconhecidas, respeitadas e, principalmente, em pé de igualdade com os homens.

Vamos ter certeza de que a mulher é valorizada da maneira que merece quando todas nós não precisarmos mais chorar, caladas, nossas cicatrizes – físicas ou não – causadas por homens que nunca nos deram o devido respeito e valor. E se nesse caso falar em primeira pessoa pode soar um pouco estranho, você pode ter certeza que existe alguma mulher muito perto que vive ou viveu casos de abuso ou agressão que ela jamais vai esquecer – e talvez nunca vá te contar, também!

Teremos essa certeza quando, de forma geral entre as mulheres, o homem deixar de ser visto como uma figura ameaçadora. Ainda há muito caminho pela frente! E o apoio de cada uma de nós é mais do que essencial.

Mas, como podemos conseguir mudar algo que, mesmo de forma muito negativa, está associado à nossa Cultura?

É muito importante compreender que a denúncia dos abusos aos órgãos responsáveis é o primeiro passo para esta mudança. Discando 180 você tem um canal direto junto aos centros de apoio à mulher e mantem sua identidade anônima.

Mudar nossa mentalidade para entender o quanto esse tipo de coisa é séria também é importantíssimo. A mulher precisa se ver da maneira como ela realmente é: merecedora de mérito por suas conquistas, respeito por parte da sociedade e proteção por parte do Estado.

É preciso entender sobre as situações que acontecem com tantas mulheres e, se algum dia qualquer coisa parecida acontecer com você, tenha forças para não aceitar, para não se subjugar ou submeter a algo que você não quer! Muita coisa ruim já aconteceu para que fiquemos caladas sem dizer “comigo não!” em situações de abuso ou falta de respeito.

A Specialità Lingerie, criadora da campanha COMIGO NÃO, e todos os blogs parceiros que estão abraçando esta ideia de proteção e valorização à mulher, acreditam que o respeito seja a grande arma de enfrentamento a este tipo de violência.

Foi assim que nasceu a ideia da campanha #COMIGONÃO, que tem como objetivo mostrar às mulheres o seu poder, sua beleza, seu grande valor perante a sociedade e, principalmente, a sua capacidade de mudar os caminhos de sua vida, quebrar as correntes da opressão e se libertar para uma nova realidade.

O grito de guerra dessas mulheres é esse: Comigo Não!

Comigo não, porque a vida de uma mulher, seu corpo e seu destino, não pertencem a ninguém a não ser ela mesma.

Comigo não, porque nenhuma mulher merece sofrer maus tratos de homem algum.

Comigo não, porque é necessário força e coragem para vencer o medo e transformar uma realidade assustadora em algo que fique para sempre no passado.

Apoie esta causa! Conheça a campanha #COMIGONÃO:

Sobre a campanha e sobre quem a apoia: www.specialitalingerie.com.br/comigonao

Página do Facebook da campanha #COMIGONÃO: https://www.facebook.com/comigonao

Lembre-se: Quando você permanece neutro(a) em qualquer situação de opressão, você também se torna opressor. Disque 180 e denuncie!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...