Onde fazer armários planejados em Niterói?

Precisando de indicação para fazer armários planejados em um apartamento inteiro, logo eu, arquiteta!

Surreal, mas é verdade. Cá estou eu, 3 anos depois de parar de trabalhar com arquitetura, precisando de indicação para fazer meus armários planejados no apartamento novo! Justo eu que não passava mais de 12h sem indicar profissionais de todos os tipos!

Quem instala papel de parede pra você? Preciso de um eletricista! E um gesseiro bom, você tem? Cadê aquele marceneiro que fez seu quarto? Conhece alguém que faz laca? Para essas, e muitas outras perguntas que alguém que está reformando, decorando ou construindo, a minha agenda tinha respostas.

Mas isso foi em outro tempo, e principalmente, outra cidade.

Aí eu vim para Niterói em 2013, e o resto da história quem me segue há tempos já conhece: parei de trabalhar com arquitetura, vim para um lugar onde não conheço profissionais, e agora quem está pedindo indicação sou eu! Como o mundo dá voltas, não é?

Se este blog serve justamente para que eu dê minhas dicas,por que estou fazendo este post? Estou querendo mostrar minha situação por 2 motivos: o primeiro, não vou mentir, é porque preciso de ajuda, não sei por onde começar! Quem sabe daqui pode sair alguma indicação? kkkkkkkkkkk

E o segundo: vou colocar aqui vários pontos de vista, pessoais e profissionais, que levo em conta ao procurar meus armários planejados. Aí vou ver se organizo as minhas ideias e tenho uma luz! (sabe que escrever serve pra isso, né?)

Opções para fazer armários planejados

Existem 2 opções para você fazer móveis planejados: procurar uma loja ou um marceneiro. As lojas executam projetos que usam seus próprios módulos, já os marceneiros conseguem executar um projeto mais personalizado, que chegam a um nível de aproveitamento de 100% dos cantinhos da casa, (caso o projeto seja bom) e esta sempre foi minha opção quando eu trabalhava com arquitetura em BH.

Como é o projeto de móveis planejados em lojas

Ontem mesmo fui conhecer a Madeirol, aqui em Niterói. Como é um loja do Rio e não tem franquia como a maioria das outras famosas (Florense, Dellano, Todeschini, etc) ela não tem loja em BH, só conheci agora. Dessa vez eu confirmei o dito popular do “casa de ferreiro, espeto de pau” e cheguei sem nenhuma medida, só tenho a planta que a construtora disponibilizou na internet, e com ela mesma a profissional que me atendeu se virou para orçar tudo que eu pedi: cozinha, quartos e banheiros.

Módulos com medidas padronizadas

Minha cozinha tem uma bancada em L, o que eu acho um terror pois é sempre mais complicado acessar os cantos. Existem várias maneiras de contornar isso, mas a mais simples é esta:

Como aproveitar o canto do armário da cozinha

As portas de canto tem abertura maior que 90º, possibilitando o acesso a todo o armário de quina, até o fundo. Fora isso ainda existem modelos de gavetas de quina, bandejas rotativas (em madeira ou aramados). SÓ QUE – para usar esse módulo em lojas de móveis planejados, o seu espaço tem que bater com a medida do módulo da fábrica. Pode até ser maior, não pode é ser menor, pois aí o módulo não entra, e ele não pode ser personalizado.

Só para ilustrar, outras maneiras de aproveitar os cantos da cozinha:

Como aproveitar os cantos dos armários de cozinha

 

Como a distância entre a minha quina e a pia da cozinha é menor do que a necessária para o módulo da loja, eu ficaria sem esse tipo de solução, tendo que deixar coisas que eu não uso guardadas lá no cantinho, pra não ter que pegar nunca.  :(  Vocês sabem como eu sou na cozinha, não tenho coisa que eu não uso nunca!

Material usado em todas as lojas de armários planejados é o mesmo?

Tá aí uma pergunta que todo cliente me fazia. A resposta é simples: tem que ir lá pra ver, pois pode haver diferenças sim.

Você irá encontrar 2 tipos de chapa no mercado, que por fora são exatamente a mesma coisa: o MDF (Medium Density Fiberboard) e o MDP (Medium Desinty Particleboard), que são feitas do MESMO TIPO DE MADEIRA (pínus e eucalipto) porém feitos com tamanhos de fibras diferentes, que você consegue ver pelo recheio da chapa:

Armários planejados em MDF ou MDP

O MDP tem um recheio de fibras com maior gramatura, o que o faz ser confundido com o antigo “aglomerado”, que se esfarelava com o tempo de uso. Mas MDP e aglomerado não são a mesma coisa! Por ter essas 3 camadas ele tem ótima resistência contra empenamentos, e é muito usado para móveis de linhas retas. Por fora, recebe o mesmo tipo de acabamento decorativo que as chapas de MDF – uma espécie de papel decorativo (com a cor e textura da madeira, por exemplo) e uma resina melamínica é prensada por cima, que confere maior durabilidade a esse acabamento de papel.

A chapa de MDF é toda homogênea, a visão é de uma “madeira moída”, com grânulos bem finos, e esses grânulos são prensados com uma resina. A chapa também é resistente, e a vantagem de ser homogênea dá mais liberdade de design, como por exemplo: o marceneiro consegue fazer bordas chanfradas ou arredondadas com ótimo acabamento.

 

RESUMINDO:

-por fora, tanto MDF quanto MDP possuem o mesmo tipo de acabamento externo, e esses acabamentos são resistentes a abrasão da mesma maneira. (não estou me referindo a chapa crua, e sim a que vem com acabamento melamínico);

-as bordas das chapas, que são diferentes no MDP e no MDF, são protegidas com uma fita com o mesmo padrão decorativo da chapa (isso não vem da fábrica, é feito pelo marceneiro, depois que o móvel está pronto);
-CASO VOCÊ QUEIRA FAZER MÓVEIS LAQUEADOS – aí é diferente: para pintar uma chapa crua, aí a escolha do MDF é mais indicada, pois o MDP absorve muita tinta, e o MDF possibilita um acabamento mais uniforme e econômico.

-quando a chapa precisa de usinagem (cortes no perfil, desenhos arredondados) o MDF é mais indicado por ter a lateral homogênea;

-a chapa de MDF incha mais quando entra em contato com água. O espaço entre as fibras do MDP aumenta sua capacidade de absorver água sem inchar.

-Lojas e marceneiros trabalham com os 2 tipos de chapas, e devem ser transparentes quanto a isso. Existem lojas que escondem que trabalham com MDP (mais barato) e vendem como se fosse MDF (mais caro), e como eu disse, não há problema nenhum em vender móveis de MDP, desde que isso seja bem claro quando se vende.

-As ferragens, acessórios aramados e puxadores também são itens que podem encarecer um projeto. Existem diferença de qualidade entre as marcas, e isso deve ser observado no orçamento.

Projeto de armários planejados com marceneiro

Ao contrário das lojas, o marceneiro não trabalha com módulos. Ele compra a chapa de MDF ou MDP e executa o seu projeto com todos os detalhes especificados. Algumas marcenarias fornecem o projeto, mas a maioria precisa do projeto do arquiteto ou decorador para executar. O arquiteto deve estar em contato direto com o marceneiro para acertar detalhes de execução e acabamento, para não gerar dúvidas.

Com isso, problemas como o que eu expliquei no começo do post não acontecem: eu poderia fazer a minha quina do jeito que eu quisesse, não tenho que obedecer o tamanho do módulo. Mas contratar marceneiro também não é fácil… no tópico a seguir eu explico.

Preço das lojas de armários planejados x marceneiro

Aqui o bicho pega. Dá vontade de chorar! Toda vez que eu executei projetos com marceneiros os preços eram pouco mais da metade do preço das lojas de armários planejados. MASSSSSSSSS isso não quer dizer que fazer armários planejados com marceneiro seja sempre a melhor opção.

-O marceneiro tem que prestar um bom serviço. Ele vai usar o mesmo material que a loja usa, mas se ele não for bom para executar, não vai entregar o mesmo resultado.

-Você precisa ter confiança na honestidade do marceneiro. Ele pode orçar seu projeto em MDF mas entregar em MDP – e você nem vai desconfiar, pois como eu disse, por fora, depois que o móvel está pronto, os 2 materiais são a mesma coisa.

-Também em relação a honestidade, você precisa ter tranquilidade de entregar o valor da entrada para o marceneiro e saber que ele vai entregar. Eu já levei cano de marceneiro, e tive vários clientes com casos pra contar – marceneiro pegou o dinheiro da entrada e simplesmente sumiu.

-Por todas essas coisas, indicação e referência são fundamentais. Não dá pra contratar marceneiro olhando anúncio na internet, tem que ter gente dando referência (isso é opinião pessoal).


 

E agora?

Em vista de tudo isso que eu expliquei, estou orçando com lojas de armários planejados em Niterói (por enquanto Madeirol, Italínea e Dellano) e resolvi fazer o meu projeto para orçar com marceneiros indicados por amigos. Não tem como ter 100% de confiança nas marcenarias sem ver o serviço executado, mas pelo menos decidi orçar.

Espero que tenham aproveitado o meu dilema para ter mais informações sobre o que se deve observar quando for fazer o seu projeto. E se você é de Niterói, pode fazer um favorzinho? Tem alguma loja ou marcenaria para me indicar? Pode deixar nos comentários, tô precisando!

E boa sorte pra mim :)

 

 

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Deixe um comentário!

*