Elie Saab Le Parfum _EDT

Outro dia eu estava conversando com a Ana Cristina (da Satine Bazar, já conhecida de vocês) a respeito desse perfume. Aliás, a gente conversa sobre vários!
Ela me contou que havia experimentado e eu fiquei curiosa pra abrir minha amostra, que ainda estava fechada aqui. Gente, que dúvida! Até agora não sei qual o meu veredicto sobre ele. Vocês entenderão o motivo.

Minhas expectativas ao experimentar pela primeira vez um perfume com o nome do estilista eram as maiores e melhores possíveis. Quando a gente gosta e se identifica com a marca ( no caso, com o estilista), tem a tendência de achar que vai gostar de tudo que ele assinar!
E a começar pela imagem que o frasco me passou, a probabilidade de eu gostar era grande mesmo.
Acontece que eu estranhei demais a saída! E não é nada sutil, é bem forte e marcante. Vocês se lembram de uma resenha que eu fiz, de um dos poucos perfumes que eu detestei e contei aqui no blog, o Scent Florale By Issey Miyake? Apesar de não terem notas em comum, ele me lembrou muito o Scent Florale. 
Acontece que, diferente do Scent, que é ruim na saída e consegue piorar na evolução, o Elie Saab Le Parfum evolui de uma maneira bem agradável.
Eu experimentei pela primeira vez à noite. Após o susto inicial, que depois eu fiquei sabendo que é a Flor de Mandarina a responsável pelo desagrado, eu continuei vigiando e investigando na minha memória a que eu poderia me agarrar para encontrar um bom motivo de continuar aquela experiência. Sinceramente, a vontade que me deu foi de tomar um banho e tirar tudo.
Mas durante o resto da noite, percebi a evolução agradável e a chegada de notas mais encorpadas. Eu credito à Gardenia toda essa minha simpatia pela evolução do Elie Saab. Como não gostar?
Agora me diz: como posso dizer que não gostei? E por outro lado, como poderia comprar um perfume cuja saída eu desprezei tanto? (Pode parecer forte, mas eu realmente tive muita dificuldade em assimilar essa Mandarina…)
A fixação foi excelente em minha pele, em todas as vezes que usei. Ainda bem que eu não fiquei com a primeira impressão e insisti, mas fiquei surpresa com o abismo que se formou entre a saída e a evolução dessa fragrância. A meu ver, 2 perfumes totalmente diferentes, e isso eu nunca tinha visto na minha vida!

Notas de cabeça: Flor da Árvore da Mandarina
Notas de coração: Flor de Laranjeira e Gardênia, nota floral chave de Elie Saab Le Parfum. 
Nota de fundo: Vetiver e mel de rosas
Isso já aconteceu com você? Detestar as notas de saída de um perfume mas gostar da evolução?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

14 Comentários

  1. Anonymous
    set 07, 2013 @ 21:31:08

    Sou apaixonada pelos frascos de perfumes e este me encantou muito, A embalagem é linda. Bj<br /><br />Luzia

    Reply

    • Mulher sem Photoshop
      set 09, 2013 @ 13:01:19

      Eu também sou fã de lindos frascos, Luzia, esse é tão clássico! Acho lindo também!

      Reply

  2. Blog Woman Chic
    set 08, 2013 @ 11:46:30

    Lu, ainda não experimentei. Gostei do frasco.<br />beijos

    Reply

    • Mulher sem Photoshop
      set 09, 2013 @ 13:01:57

      O frasco é maravilhoso mesmo, Bruna! Mas agora que experimentei não gostaria de comprar não…

      Reply

  3. Anonymous
    set 09, 2013 @ 01:37:21

    Lu,<br /><br />Então esse eu senti rapidamente no shopping, mas não senti o furor da emoção…não parei para analisar a fundo, mas curiosei pelo fato do que você contou no post. Então vou senti-lo novamente e conto depois o que realmente eu achei.<br /><br />Mas quero te contar que daquela minha que você viu, tenho dois que infelizmente são do tipo….tenho que correr para tomar um banho (e mesmo

    Reply

    • Mulher sem Photoshop
      set 09, 2013 @ 13:03:41

      Eu conheço o L&#39;eau D&#39;Issey e o Montblanc, gosto dos dois! Mas eu te entendo, realmente às vezes dá vontade de tomar banho logo pra tirar o cheiro, né?rs

      Reply

  4. Vi Furrati
    set 09, 2013 @ 12:29:19

    Que estranho, eu tenho esse perfume e na minha pele não vejo uma desconecção entre as notas de saída e as de corpo…<br /><br />oblogdafenixx.blogspot.com

    Reply

    • Mulher sem Photoshop
      set 09, 2013 @ 13:06:08

      Vi, provavelmente é porque você acha agradável…eu não sei porque, pode ser que além da tal Flor de Mandarina pode haver outras notas que existam na saída que sejam as mesmas do Scent, porque eu achei bem parecidos, mas estranhei muito, não me dei bem com ele de jeito nenhum. Mas se você não percebe algo estranho, é pq pra vocÊ é agradável, por isso passa despercebido, ou passa prazer mesmo!

      Reply

  5. Roberta M.
    set 09, 2013 @ 17:45:49

    Lu, tive isso com o Lola, Marc Jacobs, no inicio parecia talco e perfume de vovó, me dava uma sensaçao péssima, mas minhas irmãs e minha mãe elogiavam tanto que decidi usar com menos preconceito, e no fim das contas realmente ele se tornava agradável, mas é como vc falou, como usar um perfume que no começo te dá ansias, depois fica até legal, mas nao compraria nao, ganhei de minha sogra e usei

    Reply

    • Mulher sem Photoshop
      set 09, 2013 @ 21:27:42

      Pois é, Roberta, eu acho difícil esquecer essa primeira impressão, sabe? Só de não ter que tomar banho pra tirar o perfume eu já fiquei feliz, mas ter um frasco dele, realmente é muito pra mim!

      Reply

  6. Vanessíssima
    set 09, 2013 @ 17:53:48

    Ainda não conheço esse dito cujo. Nem fui atrás até hoje porque imagino que não vai rolar.<br /><br />Pior é amar a saída e odiar a evolução. Já aconteceu comigo algumas vezes. Particularmente evito perfumes incoerentes. Não compro. Preciso gostar de tudo pra me jogar.

    Reply

    • Mulher sem Photoshop
      set 09, 2013 @ 21:31:19

      Estou tentando me lembrar se isso já aconteceu comigo, mas acho que não… O máximo que aconteceu foi amar a saída e não perceber a evolução, rsrs Mas no fim, o desperdício é o mesmo!!! kkkkkkkkk

      Reply

  7. Gi Lizarda
    set 09, 2013 @ 22:52:22

    Eu ganhei uma amostrinhas (aliás, 3) desse perfume e não me encantou. Achei tão sem graça. #mimimi<br /><br />Beijinhos.

    Reply

  8. Elysée - Boticário - resenha - Mulher sem photoshop
    jun 04, 2016 @ 21:06:25

    […] de algum lugar, não só pelo cheiro como pelo frasco, e vi algumas pessoas comparando-o ao Ellie Saab. Sim, é verdade, também achei bem parecido, com a diferença de que gostei do Elysée desde a […]

    Reply

Deixe um comentário!

*